Leonel Moura

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Leonel Moura (26 de Dezembro de 1948, Lisboa) é um conceituado artista português cuja obra nos fins da década de 1990 passou da fotografia para a inteligência artificial e arte robótica. Desde então, o artista tem produzido vários Robôs Pintores e o Robotarium, um zoo para robots, o primeiro deste tipo no mundo. Uma das suas criações, o RAP (Robotic Action Painter) de 2006, é um robot que faz desenhos baseados em emergência e estigmergia, decide quando a obra está pronta e a assina. O RAP é exibido como instalação permanente no American Museum of Natural History em Nova York.

Obras (impressas)[editar | editar código-fonte]

  • MOURA, Leonel et al. Bioart - A new Kind of Art. Lisboa: Galeria Prates, 2005.
  • MOURA, Leonel e Pereira, Henrique Garcia. Man + Robots: Symbiotic Art. Villeurbanne: Institut d'Art Contemporain, Lyon/Villeurbanne, 2004.
  • MOURA, Leonel. Formigas, Vagabundos e Anarquia. Lisboa: (esgotado), 2003.
  • MOURA, Leonel et al. Architopia. Cascais: Utopia Biennial, 2002.
  • MOURA, Leonel. Impossibilité. Villeurbanne: Institut d'Art Contemporain, Lyon/Villeurbanne, 1995.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.