Leonel Vieira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Leonel Vieira (Miranda do Douro, Miranda do Douro, 19 de Junho de 1969) é um cineasta português.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Frequentou a Cooperativa de Ensino Polivalente Artístico Árvore II, CRL, uma escola de arte no Porto, e terminou o Curso de Cinema da Escuela Superior de Artes y Espectaculos Tai, em Madrid. Foi estagiário numa média-metragem underground, Sueño de Fortuna. Em 1992 regressou a Portugal, começando a desenvolver o projecto A Sombra dos Abutres, estreado em 1997, rodado em Trás-os-Montes. Pelo meio aceitava o convite da SIC, para dirigir Zona J, estreado em 1998, sobre a situação social do bairro de Chelas, em Lisboa. Para a televisão assinou Ballet Rose, em 1998, uma série sobre o escândalo de pedofilia ocorrido na década de 1960, que abalou o Salazarismo, e o telefilme Mustang, em 2000. Seguiram-se A Bomba, em 2001, A Selva, em 2002 — a partir do romance homónimo de Ferreira de Castro —, Um Tiro No Escuro, em 2005, e O Julgamento, de 2007. Em 2008 realizou o videoclipe de Rosa Branca, o primeiro single do álbum Terra, da fadista Mariza. Em 2009 apresentou A Arte de Roubar, que contou com actores portugueses, espanhóis e colombianos.

Viveu com Marta Leite de Castro entre Janeiro de 2003 e Agosto de 2007, da qual teve em 2006 uma filha Emília (Mia),[1] e novamente entre Fevereiro e Maio de 2010.[2]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]