Neofelis nebulosa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Leopardo-nebuloso)
Ir para: navegação, pesquisa


Como ler uma caixa taxonómicaNeofelis nebulosa[1]
Leopardo-nebuloso
Leopardo-nebuloso no Feline Conservation Center, Rosamond, Califórnia.

Leopardo-nebuloso no Feline Conservation Center, Rosamond, Califórnia.
Estado de conservação
Status iucn3.1 VU pt.svg
Vulnerável (IUCN 3.1) [2]
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Carnivora
Família: Felidae
Subfamília: Pantherinae
Género: Neofelis
Espécie: N. nebulosa
Nome binomial
Neofelis nebulosa
(Griffith, 1821)
Distribuição geográfica
Clouded Leopard area.png

O leopardo-nebuloso ou pantera-nebulosa (nome científico: Neofelis nebulosa) é uma espécie de mamífero carnívoro da família Felidae. Ocorre dos sopés do Himalaia no Nepal e Índia através do sudeste asiático, até a China, ao sul do rio Yangtzé; está regionalmente extinto em Taiwan. É uma espécie dependente de áreas florestais. Apresenta tamanho médio, medindo de 60 a 110 cm de comprimento e pesando entre 16 e 23 kg. Possui pelagem bronzeada ou marrom-clara e distintamente marcada com grandes elipses irregulares, de bordas escuras, das quais se diz terem formato de nebulosas, daí tanto seu nome vulgar quanto científico.

É, de todos os felinos, o que possui os caninos proporcionalmente mais longos. Alimenta-se de pequenos mamíferos. Sua gestação, em cativeiro, dura entre 86 e 93 dias; nascem usualmente dois filhotes, cada um pesando 170 gramas. É classificada como uma espécie vulnerável pela IUCN, e, embora sua área de ocorrência seja bastante extensa para os padrões atuais, é uma espécie que tende a desaparecer, devido principalmente à destruição de seu habitat.

Nomenclatura e taxonomia[editar | editar código-fonte]

A espécie foi descrita por Edward Griffith em 1821 como Felis nebulosa.[3] Em 1867, John Edward Gray propôs o termo genérico Neofelis, recombinando a espécie para Neofelis macrocelis.[4] Em 1917, Reginald Innes Pocock reconheceu a distinção de Neofelis como um gênero distinto, e corrigiu a espécie-tipo para Neofelis nebulosa.[5]

N. nebulosa é politípica, sendo três subespécies reconhecidas:[6]

  • Neofelis nebulosa nebulosa (Griffith, 1821)
  • Neofelis nebulosa macrosceloides (Hodgson, 1853)
  • Neofeis nebulosa brachyura (Swinhoe, 1862)

Neofelis nebulosa diardi, considerada como uma quarta subespécie,[1] foi reclassificada como uma espécie distinta com base em análises moleculares (DNA mitocondrial, e microssatélite) e morfológicas.[7] [8]

Distribuição geográfica e habitat[editar | editar código-fonte]

Leopardo-nebuloso em Aizawl, Mizoram, Índia.

O leopardo-nebuloso está distribuído dos sopés do Himalaia no Nepal, Índia e Butão, através de Bangladesh, Mianmar, Tailândia, Malásia peninsular, Camboja, Laos, Vietnã, até a China, ao sul do rio Yangtzé. Está regionalmente extinto em Taiwan.[2]

A espécie está associada à habitats florestais, principalmente florestas tropicais úmidas, mas também pode ser registrada em florestas decíduas e secas, assim como em áreas florestais secundárias e devastadas. Com menos frequência, pode ser encontrada em áreas abertas de pastagens e arbustais, florestas tropicais secas e manguezais. Nos Himalaias foi registrada entre 2 500-3 000 metros de altitude.[2]

Conservação[editar | editar código-fonte]

A União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais (IUCN) classifica o leopardo-nebuloso como "vulnerável" desde 1986.[2] Na Convenção sobre o Comércio Internacional das Espécies da Fauna e da Flora Silvestres Ameaçadas de Extinção (CITES) a espécie está listada no "Apêndice I".[9]

Referências

  1. a b Wozencraft, W.C.. Order Carnivora. In: Wilson, D.E.; Reeder, D.M. (eds.). Mammal Species of the World. 3 ed. Baltimore: Johns Hopkins University Press, 2005. 532–628 p. ISBN 978-0-8018-8221-0 OCLC 62265494
  2. a b c d Sanderson, J., Khan, J.A., Grassman, L., Mallon, D.P. (2008). Neofelis nebulosa (em Inglês). IUCN 2013. Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da IUCN de 2013 Versão 2. Página visitada em 13 de fevereiro de 2014.
  3. Griffith, E. (1821). General and particular descriptions of the vertebrated animals : arranged conformably to the modern discoveries and improvements in zoology. Volume 1: Order Carnivora. Baldwin, Cradock, and Joy, Rodwell and Martin, W. Wood, London.
  4. Gray, J.E. (1867). Notes on the skulls of the Cats. 5. Neofelis. Page 265–266 in: Proceedings of the Scientific Meetings of the Zoological Society of London for the year 1867.
  5. Pocock, R. I. (1917). The classification of existing Felidae. The Annals and Magazine of Natural History; zoology, botany, and geology, 8th ser. vol. 20 no. 119: 329–350.
  6. Sunquist, M. E., Sunquist, F. (2009). Family Felidae (Cats) In: Wilson, D. E., Mittermeier, R. A. (eds.) Handbook of the Mammals of the World - Volume 1 Carnivores. Lynx Edicions in association with Conservation International and IUCN. ISBN 978-84-96553-49-1
  7. Kitchener, A. C., Beaumont, M. A., Richardson, D. (2006). "Geographical Variation in the Clouded Leopard, Neofelis nebulosa, Reveals Two Species". Current Biology 16 (23): 2377–2383. doi:10.1016/j.cub.2006.10.066
  8. Buckley-Beason, V. A., Johnson, W. E., Nash, W.G., Stanyon, R., Menninger, J. C., Driscoll, C. A., Howard, J., Bush, M., Page, J.E., Roelke, M. E., Stone, G., Martelli, P., Wen, C., Ling, L.; Duraisingam, R. K., Lam, V. P., O'Brien, S. J. (2006). "Molecular Evidence for Species-Level Distinctions in Clouded Leopards". Current Biology 16 (23): 2371–2376. doi:10.1016/j.cub.2006.08.066
  9. CITES (5 de fevereiro de 2015). Appendices I, II and III cites.org. Visitado em 26 de fevereiro de 2015.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Neofelis nebulosa
Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Neofelis nebulosa