Lepidotríquia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Do grego "lepidos" = escama + "trichios" = filamento, lepidotríquias são escamas modificadas que suportam as barbatanas dos teleósteos, os peixes que pertencem ao grupo dos Actinopterygii, que inclui a maioria dos "peixes ósseos".

São formadas por queratina, tal como as unhas dos vertebrados, ao invés de cartilagem que forma o suporte das barbatanas (aliás, de todo o corpo) dos outros tipos de peixe.

As lepidotríquias funcionam como os raios das rodas de uma bicicleta. Por essa razão, chamam-se raios os que são flexíveis, muitas vezes segmentados e ramificados, ou espinhos, quando são rígidos.

O número de espinhos e raios nas barbatanas dos peixes é um importante factor para a sua classificação científica.

Veja também[editar | editar código-fonte]

Peixe ósseo

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • (em inglês) J. Becerra, G. S. Montes, S. R. R. Bexiga1 and L. C. U. Junqueira. Structure of the tail fin in teleosts. Cell and Tissue Research, Volume 230, Número 1 / Março de 1983. pg 127-137, Springer Berlin / Heidelberg

Referências[editar | editar código-fonte]