Leptotes bicolor

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaLeptotes bicolor
Leptotes bicolor 097.jpg

Classificação científica
Domínio: Eukaryota
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Liliopsida
Ordem: Asparagales
Família: Orchidaceae
Subfamília: Epidendroideae
Tribo: Epidendreae
Subtribo: Laeliinae
Género: Leptotes
Espécie: L. bicolor
Nome binomial
Leptotes bicolor
Lindl. 1833
Sinónimos
Tetramicra bicolor (Lindl.) Rolfe 1883
Leptotes serrulata Lindl. 1838
Leptotes glaucophylla Hoffmanns. 1843
Tetramicra serrulata (Lindl.) G.Nicholson 1887

Leptotes bicolor é uma espécie de orquídea epífita de crescimento cespitoso que habita áreas mais secas da mata atlântica da Bahia ao Rio Grande do Sul, no Brasil e também o leste do Paraguai.[1] São pequenas plantas, que pela morfologia vegetativa poderiam ser comparadas a pequenas Brassavola, devido a suas folhas roliças. No entanto, apesar desta semelhança, são relacionadas mais proximamente à Loefgrenianthus e Pseudolaelia e Schomburgkia.[2] É a espécie-tipo do gênero Leptotes e a com mais ampla dispersão.

Apresentam rizoma curto e pseudobulbos muito pequenos que quase imperceptivelmente prolongam-se em uma longa folha carnosa teretiforme, ereta ou pendente, que apresenta um sulco mais ou menos profundo na face. A inflorescência é apical, curta, e comporta de uma a diversas flores grandes se comparadas à dimensões da planta, mas pequenas quando comparadas às orquídeas mais frequentemente cultivadas. As flores apresentam-se meio tombadas, em algumas espécies formando conjunto de aspecto muito vistoso. As flores geralmente são de coloração brancas, com labelo manchado de púrpura ou lilás. As pétalas e sépalas são parecidas, o labelo é trilobado, possuindo garras que se prendem aos lados da coluna. Esta é curta e possui seis polínias de tamanhos desiguais, quatro grandes e duas pequenas.[3]

Pertence ao grupo de folhas longas, e flores estreitas. Pode ser reconhecida por sua floração geralmente abundante, de flores estreitas com segmentos brancos e labelo púrpura vivo, sendo a mais vistosa das espécies.[4]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Govaerts, Rafaël et al: World Checklist of Orchidaceae. The Board of Trustees of the Royal Botanic Gardens, Kew. Publicado na Internet (em inglês) (consultada em janeiro de 2009).
  2. Van den Berg, Cássio et al: A phylogenetic analysis of Laeliinae based on sequence data from ITS of nuclear ribosomal DNA em Lindleyana 15(2): pp. 96–114. 2000. Publicado na Internet, em inglês.
  3. Lindley, John: Leptotes bicolor em Edward's Botanical Register Vol.19, t.1625. James Ridgway & Sons Ed. London, 1833. Publicado na internet.
  4. Withner, Carl L.: The Cattleyas and Their Relatives, Vol. 3, pp.95. Timber Press, Oregon.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Leptotes bicolor
Ícone de esboço Este artigo sobre orquídeas (família Orchidaceae), integrado no Projeto Plantas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.