Les Chansons d'amour

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Les Chansons D'Amour
As Canções de Amor (PT)
Canções de Amor (BR)
Cartaz original do filme.
 França
2007 • cor • 100 min 
Direção Christophe Honoré
Produção Paulo Branco
Roteiro Christophe Honoré
Elenco Louis Garrel
Ludivine Sagnier
Clotilde Hesme
Grégoire Leprince-Ringuet
Género Drama
Musical
Idioma Língua francesa
Música Alex Beaupain
Direção de fotografia Rémy Chevrin
Edição Chantal Hymans
Distribuição Bac Films
Lançamento 23 de maio de 2007 (FRA)
18 de outubro de 2007 (POR)
4 de setembro de 2008 (BRA)
Página no IMDb (em inglês)

Les Chansons d'amour (Canções de Amor (título no Brasil) ou As Canções de Amor (título em Portugal)) é um filme de drama musical francês, realizado por Christophe Honoré, com Louis Garrel, Ludivine Sagnier, Clotilde Hesme e Grégoire Leprince-Ringuet nos principais papéis. As músicas do filme foram escritas por Alex Beaupain.[1] [2]

O filme acompanha a história do jornalista Ismaël que namora Julie e vive um romance a três com Alice. O triângulo amoroso será interrompido por uma tragédia que muda os rumos da trama.[2]

Enredo[editar | editar código-fonte]

A praça da Bastilha.
Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.
A Partida

A primeira parte conta com seis canções. A primeira canção é um dueto entre Julie e Ismaël, com a canção De bonnes raisons nas ruas do 10º arrondissement de Paris, em particular a passagem da rue Gustave-Goublier. Em seguida, os dois amantes continuam imediatamente com Inventaire no apartamento deles, que fica no primeiro piso, localizado no nº 45 da rue du Faubourg-Saint-Martin. Numa refeição em família na casa dos pais de Julie, esta diz à sua irmã que o casal vive numa relação a três com uma colega de Ismaël, e interpreta La Bastille, durante a qual Jeanne acompanha a sua irmã Julie ao metro Bastille. Mais tarde, os dois amantes e Alice continuam com Je n'aime que toi na boulevard de Strasbourg. Finalmente, a última canção desta parte é Brooklyn Bridge cantada por Alex Beaupain, quando os dois amigos estão na sala de espetáculo L'Étoile da rue du Château d'Eau.

A Ausência

A segunda parte conta com cinco canções. A primeira canção Delta Charlie Delta ocorre logo após Brooklyn Bridge, Ismaël volta à rue du Château d'Eau e vai em direção à Porte Saint-Denis. Dá-se então o dueto entre Ismaël e Alice com Il faut se taire, As-tu déjà aimé é a terceira canção desta parte, desta vez é um dueto entre Ismaël e Erwann que ocorre no apartamento de Erwann e do seu irmão no nº51 da rue Louis-Blanc.

Mais tarde, Ismaël deixa o apartamento da família de Julie; em seguida vem a canção Les yeux au ciel durante a qual ele percorre o quartier de Bastille, depois apanha o metro e desce para a estação Gare de l'Est. Por fim, a última canção La distance ocorre antes do local de trabalho de Alice e Ismaël.

O Regresso

Esta última parte conta com quatro canções e é centrada na relação entre Ismaël e Erwann. A primeira canção é Ma mémoire sale é uma cena de amor entre os dois amantes. A segunda canção Au parc cantada por Jeanne, a irmã de Julie, ocorre num parque (nomeado em referência ao parc de la Pépinière em Nancy... mas a cena foi efetivamente filmada no Jardim das Plantas). A terceira Pourquoi viens-tu si tard é de Ludivine Sagner e passa-se no cemitério de Montparnasse e nas ruas ao longo deste. A quarta canção J'ai cru entendre acontece no apartamento e na varanda de Erwann e do seu irmão.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Banda sonora[editar | editar código-fonte]

  1. "De bonnes raisons" — Louis Garrel e Ludivine Sagnier
  2. "Inventaire" — Ludivine Sagnier e Louis Garrel
  3. "La Bastille" — Ludivine Sagnier, Jean-Marie Winling, Alice Butaud, Chiara Mastroianni e Brigitte Roüan
  4. "Je n'aime que toi" — Ludivine Sagnier, Louis Garrel e Clotilde Hesme
  5. "Brooklyn Bridge" — Alex Beaupain
  6. "Delta Charlie Delta" — Louis Garrel
  7. "Il faut se taire" — Louis Garrel e Clotilde Hesme
  8. "As-tu déjà aimé ?" — Grégoire Leprince-Ringuet e Louis Garrel
  9. "Les Yeux au ciel" — Louis Garrel
  10. "La Distance" — Grégoire Leprince-Ringuet e Louis Garrel
  11. "Ma mémoire sale" — Louis Garrel
  12. "Au parc" — Chiara Mastroianni
  13. "Si tard" — Ludivine Sagnier
  14. "J'ai cru entendre" — Louis Garrel e Grégoire Leprince-Ringuet

Principais prémios e nomeações[editar | editar código-fonte]

Festival de Cinema Romântico de Cabourg 2007 (França)[3]

Categoria Resultado
Melhor realizador — Christophe Honoré Venceu

Festival de Cinema de Cannes 2007 (França)[3]

Categoria Resultado
Palma de Ouro Indicado

Prémios César 2008 (França)[3]

Categoria Resultado
Melhor música original — Alex Beaupain Venceu
Melhor som — Guillaume Le Bras, Valérie Deloof, Agnès Ravez e Thierry Delor Indicado
Melhor ator revelação — Grégoire Leprince-Ringuet Indicado
Melhor atriz revelação — Clotilde Hesme Indicado

Étoiles d'Or 2008 (França)[3]

Categoria Resultado
Melhor compositor — Alex Beaupain Venceu

Referências

  1. Secrets de tournage (em francês) AlloCiné. Página visitada em 19 de agosto de 2012.
  2. a b Marcelo Hessel (4 de setembro de 2008). Canções de Amor (em português) Omelete. Página visitada em 19 de agosto de 2012.
  3. a b c d Les Chansons d'amour: Prémios (em inglês) IMDb. Página visitada em 19 de agosto de 2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]