Lew Rockwell

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Lew Rockwell
Nome completo Llewellyn H. Rockwell, Jr.
Nascimento 1 de julho de 1944
Boston, Massachusetts
Nacionalidade Americano Estados Unidos
Ocupação Comentarista político, ativista, blogger
Escola/tradição Escola Austríaca
Página oficial LewRockwell.com

Llewellyn H. Rockwell, Jr. (1 de julho de 1944), amplamente conhecido como Lew Rockwell, é um norte-americano comentarista libertário de política, ativista, defensor da Escola Austríaca de economia e presidente do Instituto Ludwig von Mises.

Vida e obra[editar | editar código-fonte]

Rockwell é um católico romano e tem graduação em inglês pela Universidade Tufts. Ele trabalhou para o senador Ron Paul como chefe congressional de 1978 a 1982. Ele manteve uma relação de trabalho com Ron Paul por muitos anos, como editor da newsletter de Ron Paul, como consultor da campanha de Ron Paul pelo Partido Libertário em 1988 para a presidência dos EUA, e como vice-presidente do comitê exploratório da interrompida corrida de Ron Paul pela nomeação do Partido Republicano em 1992.

Ele é autor do Speaking of Liberty, uma coleção de editoriais que foram publicados originalmente em seu website junto com transcrições de alguns de seus discursos.

Rockwell e o Instituto Ludwig von Mises juntos publicam o Journal of Libertarian Studies (Jornal de Estudos Libertários).

Instituto Ludwig von Mises[editar | editar código-fonte]

Em 1982, Rockwell fundou o Instituto Mises em Auburn, Alabama e é seu presidente. Ele também é vice-presidente do Center for Libertarian Studies (Centro para Estudos Libertários) em Burlingame, California e tem o blog LewRockwell.com.

Foi ferrenhamente associado com seu professor e colega Murray Rothbard até sua morte em 1995. Rockwell e Rothbard, durante seus os últimos anos de vida, combinaram uma forma de anarco-capitalismo com conservadorismo cultural e Escola Austríaca. Ele também advogou conceitos federalistas como um meio para promover liberdade do governo central e advogou secessão pelas mesmas razões. Rockwell chamou o ambientalismo de uma ideologia tão cruel quanto o marxismo.

Paleolibertarismo[editar | editar código-fonte]

Em 1985, ele foi nomeado editor da Conservative Digest. Durante os anos de 1990 Rothbard, Rockwell e outros descreveram suas opiniões como paleolibertarismo, mas Rockwell já não usa mais o termo para descrever suas idéias.

LewRockwell.com[editar | editar código-fonte]

O website de Rockwell apresenta uma seleção de artigos, incluindo oposição a guerras e imperialismo junto com ocasionais artigos criticando a presidência de Abraham Lincoln. O site também traz ensaios com argumentos contra a participação dos EUA na Segunda Guerra Mundial, especulação sobre o fim dos EUA como uma coesa união e afirmações de que o mundo ocidental está ameaçado por um cruzamento de fascismo com socialismo. Esses escritos as vezes controversos tem trazido duras críticas de alguns da direita política. Seu website também provê podcasts diários exibindo entrevistas com especialistas, incluindo muitas com afiliados do Instituto Mises.

Controvérsia das newsletters de Ron Paul[editar | editar código-fonte]

Em 16 de janeiro de 2008 a publicação libertária Reason disse que uma meia dúzia de ativistas libertários de longa data - incluindo alguns ainda perto de Ron Paul - haviam identificado Rockwell como o escritor fantasma de vários artigos controversos e anônimos publicados na newsletter de Ron Paul aproximadamente de 1989 a 1994. De acordo com a Reason, Rockwell negou a responsabilidade pelo conteúdo das cartas a Jamie Kirchick da The New Republic.

Livros[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]