Lhasa apso

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Lhasa apso
País de origem Tibete ( China)
Características
Classificação e padrões
Federação Cinológica Internacional
Grupo 9
Seção 5 - Cães de Companhia - Cães do Tibete
Estalão #227 - 24 de março de 2004

Lhasa apso[Nota] é uma pequena raça canina oriunda da região chinesa do Tibet. Considerada antiga, sua origem data dos idos de 1500, e seu nome vem da capital Lhassa, que em seguida recebeu o complemento apso (que pode designar tanto "ovelha", quanto "sentinela de Potala"). Sagrados para os monges, tinham a função de alertar e zelar pelas propriedades; além de serem vistos pelos budistas como seres capazes de preverem avalanches, enquanto moradores das montanhas. Por serem sagrados, eram bem cuidados e jamais trocados por dinheiro; exemplares eram dados em sinal de extremo respeito. Fora da China, foi primeiramente visto no Japão, iniciando sua expansão quatro séculos mais tarde, ao chegar à Inglaterra.[1]

O cão Floquinho, do personagem Cebolinha de Maurício de Souza, pertence a essa raça[2] .

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Lhasa apso. Dog times. Página visitada em 1 de outubro de 2011.
  2. Mundo Drive. Qual a raça do cachorro do Cebolinha?. Página visitada em 18 de agosto de 2013.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui multimídias sobre Lhasa apso
Wikipedia lexikon2.jpg   Nota linguística: Na busca pela padronização de uma nomenclatura^ e para adequar a grafia da Wikipédia às normas do português, os nomes das raças - alguns mantidos no original (Fogle (2009)) - estão grafados em iniciais minúsculas, como também visto em dicionário de Cinologia. Todavia, as entidades cinófilas - CBKC do Brasil, CPC de Portugal e FCI - possuem o padrão adotado em maiúsculas, assim como a Enciclopédia Conhecer (vol. II, p. 414).


Ícone de esboço Este artigo sobre cães, integrado ao Projeto Cães é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.