Liberation (álbum de Mýa)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Liberation
Álbum de estúdio de Mýa
Lançamento 22 de outubro de 2007
Gravação 2004—2007
Gênero(s) R&B, hip Hop
Duração 50:57
Idioma(s) Português
Formato(s) CD
Gravadora(s) Universal Motown
Produção Mýa Harrison (exec.)
Carvin & Ivan
Bryan Michael Cox
Noel "Detail" Fisher
Kwamé
Paula Pete
J. R. Rotem
Tricky Stewart
Scott Storch
WyldCard
Opiniões da crítica

O parâmetro das opiniões da crítica não é mais utilizado. Por favor, mova todas as avaliações para uma secção própria no artigo. Veja como corrigir opiniões da crítica na caixa de informação.

Cronologia de Mýa
Último
Último
Moodring
(2003)
Sugar & Spice
(2008)
Próximo
Próximo


Liberation é o quarto álbum de estúdio da cantora americana Mýa, lançado pela Motown Records em 22 de outubro de 2007 no Japão apenas para downloads digitais no iTunes. O álbum foi o único de Mýa na Motown Records, de onde ela saiu um ano depois.

O álbum teve produtores como Scott Storch e J. R. Rotem, e produção adicional de Bryan Michael Cox, Kwame e Tricky Stewart, entre outros, além das participações de Snoop Dogg, Lil Wayne e Charli Baltimore. Liberation teve duas canções lançadas, "Lock U Down" produzida por Scott Storch com participação de Lil' Wayne e a balada R&B "Ridin', além de "Ayo!" com a participação de DJ Kool, lançado para marcar a volta de Mýa. Ambas canções não tiveram impacto nas rádios, e após vários atrasos o álbum não foi lançado fisicamente nos Estados Unidos.

Concepção e Produção[editar | editar código-fonte]

Mýa trabalhava neste projeto desde 2004. Originalmente chamado Control Freak, o álbum foi anunciado primeiramente para o verão de 2005 com os produtores: Scott Storch, Dr. Dre, Jodeci, Lil Jon, Rockwilder e Sean Garrett. Mýa descrevia o álbum como "uma combinação de Gwen Stefani, pois é energia pura, e Lil' Jon, puro gueto".

Nos meses seguintes ela consultou vários outros produtores para o álbum, batizado agora de Liberation, incluindo Tim & Bob, Bryan Michael Cox, Kwamé, J. R. Rotem e Tricky Stewart. Na busca de uma nova vibe para o disco, ela se mudou de Los Angeles, Califórnia para Washington, D.C., onde ela cresceu. De volta às origens, comprou uma casa e encarregou seu irmão de construir um estúdio de gravação, onde ela começaria a aprender a ter sua própria gravadora.

Lançamento[editar | editar código-fonte]

Foram desde 2004 várias e várias data anunciadas para o lançamento do álbum e dois anos depois, Liberation saiu apenas no Japão dia 22 de outubro de 2007.

Faixas[editar | editar código-fonte]

  1. "Liberation" – 0:18
  2. "I Am" (featuring Charli Baltimore) (Mýa Harrison, Kwamé Holland) — 3:49
  3. "Walka Not a Talka" (featuring Snoop Dogg) (Mýa Harrison, Lyrica Anderson, Evan Bogart, Calvin Broadus, J. R. Rotem) — 3:35
  4. "Still a Woman" (Mýa Harrison, Scott Storch) — 3:57
  5. "No Touchin'" (Mýa Harrison, Noel "Detail" Fisher) — 4:04
  6. "Lock U Down" (featuring Lil Wayne) (Mýa Harrison, Scott Storch, Dwayne Carter) — 3:37
  7. "Lights Go Off" (Mýa Harrison, Ivan "Orthodox" Barias, Carvin "Ransum" Haggins) — 6:23
  8. "Ridin'" (Esther Dean, Traci C. Hale, Jevon Sims, Christopher Stewart) — 4:18
  9. "Switch It Up" (Mýa Harrison, Ivan Barias, Carvin Haggins) — 4:43
  10. "Give a Chick a Hand" (Mýa Harrison, Paula Pete) — 4:13
  11. "All in the Name of Love" (Mýa Harrison, J. R. Rotem) — 3:31
  12. "Life Is Too Short" (Mýa Harrison, Bryan Michael Cox, Kendrick Dean) — 4:00
  13. "Nothin’ at All" (Mýa Harrison, Christopher Stewart) — 4:43

Faixas não-lançadas[editar | editar código-fonte]

  • "Ayo!" (featuring DJ Kool)
  • "Blame Myself"[1]
  • "Climb the Walls" (escrita por Nwanery) [2]
  • "Escape"[1]
  • "How We Carry" (produzida por J. R. Rotem) [3]
  • "I Got That" (featuring The Game) (produzida por Scott Storch) [3]
  • "I'll Still Be Around" (escrita por Jennifer Lopez, TBA) [2]
  • "It Don't Matter" (escrita por Sean Garrett) [2]
  • "Let It Go"[4]
  • "Like Crazy" (produzida por The-Dream) [5]
  • "Mercy" (escrita por Jason Boyd, S. Storch) [2]
  • "One Night" (produzida por Tim & Bob) [2]
  • "Qualified" [2]
  • "Serious" [2]
  • "Smilin'" [2]
  • "Shake It Like a Dog" [2] (feito cover por Keri Hilson)
  • "Sorry"
  • "The Hills" [2]
  • "The Only One"
  • "Wanna Love Me Now" (escrita por Nwanery) [2]
  • "Tropical Breeze"

Referências

  1. a b Baltin, Steve (2005-02-15). Mya Takes Control Rolling Stone. Visitado em 2008-10-19.
  2. a b c d e f g h i j k "Windswept Monthly" Windswept Pacific. Visitado em 2007-04-29.
  3. a b "Preview" Rap-Up. Visitado em 2007-05-21.
  4. For The Record MTV News. Visitado em 2007-05-19.
  5. "Def Jam Has Found Ne-Yo's Replacement" SOHH Blog. Visitado em 2007-08-25.
Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de Mýa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.