Liberdade (distrito de São Paulo)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Distrito paulistano da
Liberdade
リベルダーデ
Área 3,7 km²
População (76°) 69.092[1] hab. (2010)
Densidade 156,38 hab/ha
Renda média R$ 2.333,84
IDH 0,936 - muito elevado (15°)
Subprefeitura
Região Administrativa Centro
Área Geográfica Centro Expandido
Distritos de São Paulo Bandeira da cidade de São Paulo.svg

A Liberdade é um distrito da região central da cidade de São Paulo. É o maior reduto da comunidade japonesa na cidade, a qual, por sua vez, congrega a maior colônia japonesa do mundo, fora do Japão.[carece de fontes?]

História[editar | editar código-fonte]

O nome do distrito vem da época em que no Brasil existiam escravos, a área era conhecida como Campo da Forca, sendo essa a única "Liberdade" aos escravos ou transgressores. A Igreja da Santa Cruz localizada no centro do bairro era mais conhecida como a Igreja dos Enforcados. Ainda hoje as pessoas vão acender velas para as almas naquele local. No inicio do século XIX o soldado Francisco José de Chagas, o Chaguinhas foi condenado a morte por enforcamento em praça pública por incitar e liderar uma rebelião por atrasos nos salários.

A área do bairro da Liberdade pertencente a este distrito.

Em sua execução no Campo da Forca a corda da forca se rompeu por três vezes, os presentes aplaudiram e começaram a pedir pela liberdade do condenado, acreditando tratar-se de um milagre. Chaguinhas foi morto a pauladas e enterrado no Cemitério dos Escravos, localizado entre a Rua dos Estudantes e a Almeida Júnior. A capela do Cemitério dos Escravos é a atual Igreja dos Aflitos, que ainda existe por lá.

Características[editar | editar código-fonte]

A influência cultural pode ser sentida nas ruas de luminárias tipicamente orientais (onde até as placas dos estabelecimentos são escritas em caracteres orientais) e nas feiras temáticas que acontecem periodicamente. Lá se encontram diversos artigos típicos da cultura oriental e japonesa, sendo, então, um ótimo centro de compras destes produtos.

Do distrito da Liberdade também fazem parte o bairro da Aclimação, que nos últimos anos tornou-se uma área de concentração da colônia coreana, a região de várzea que dá nome ao bairro Várzea do Glicério, um enclave com população de baixo poder aquisitivo, e o bairro Morro da Aclimação, além do bairro da Liberdade.

Curiosamente a área mais conhecida do bairro da Liberdade, compreendida pelos arredores da estação Liberdade do metrô, encontra-se no distrito da Sé. O distrito é atendido pelas estações São Joaquim e Vergueiro da Linha 1 (Azul) do Metrô de São Paulo.

Localiza-se em seu território o Parque da Aclimação, o 1° Distrito Policial, diversas universidades particulares, o Palácio do Trabalhador e os hospitais Servidor Público e Glória.

Casa de Portugal[editar | editar código-fonte]

A Casa de Portugal de São Paulo, localizada na Avenida da Liberdade n° 602, dispõe de um patrimônio de grandes proporções, ressaltando a tradição e a preservação dos valores históricos e culturais dos portugueses em São Paulo. Possui salão de festas, restaurante, salões para exposições, biblioteca e sala do acervo e reuniões, sendo ornamentada com mobiliário antigo de grande valor. Em suas dependências, encontram-se abrigadas, ainda, outras associações de renome, como o Conselho da Comunidade Luso-Brasileira do Estado de São Paulo, a Câmara Portuguesa do Comércio e a Provedoria da Comunidade Portuguesa: todas elas, unidas à Casa de Portugal na tarefa de engrandecer Portugal junto aos brasileiros.[2]

Localização[editar | editar código-fonte]

Limites[editar | editar código-fonte]

  • Norte: Ligação Leste-Oeste.
  • Leste: Avenida Prefeito Passos, Praça Nina Rodrigues, Rua Otto de Alencar, Rua Teixeira Mendes, Rua do Lavapés, Rua Francisco Justino Azevedo, Rua Miguel Teles Júnior, Rua Alves Ribeiro, Avenida Lacerda Franco.
  • Sul: Rua Coronel Diogo, Rua Batista Caetano, Rua Ximbó, Rua José do Patrocínio, Rua Batista Cepelos, Rua Topázio, Rua do Paraíso, Viaduto do Paraíso.
  • Oeste: Avenida Vinte e Três de Maio.

Distritos limítrofes[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. População Recenseada, Taxas de Crescimento Populacional e Densidade Demográfica
  2. Site Oficial da Casa de Portugal