Libitina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Na mitologia romana, Libitina era a deusa da morte, dos cadáveres e dos funerais. Seu nome, também era usado como um sinônimo para morte (Horácio Odes 3.30).

O rosto de Libitina era raramente retratado e raramente ofereciam-se sacrifícios a ela, em vez disso, eram feitos a Orco, seu equivalente masculino. É muitas vezes confundida com Vênus (devido não só a semelhança entre Libitina e Libido, mas também ao fato de que, em Roma, um templo de Vênus fica junto ao bosque de libitina) ou com Proserpina (antiga deusa da germinação que se tornou rainha do reino dos mortos).

Como deusa da morte, era mais frequentemente evocada em funerais, era uma tradição levar moedas a seu templo quando alguém morresse, os encarregados disso eram chamados de libitinarii[1] .

Referências

  1. Aldington, Richard; Ames, Delano (1968). New Larousse Encyclopedia of Mythology. Yugoslavia: The Hamlyn Publishing Group Limited, 209.


Ícone de esboço Este artigo sobre Mitologia (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.