Licínio de Almeida

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Licínio de Almeida
Bandeira desconhecida
Brasão desconhecido
Bandeira desconhecida Brasão desconhecido
Hino
Aniversário 12 de Abril
Fundação 1962
Gentílico licínioalmeidense ou liciniense
Prefeito(a) Alan Lacerda Leite (PV)
(2013–2016)
Localização
Localização de Licínio de Almeida
Localização de Licínio de Almeida na Bahia
Unidade federativa  Bahia
Mesorregião Centro-Sul Baiano IBGE/2008[1]
Microrregião Guanambi IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Pindaí, Jacaraci,Caetité, Ibiassucê, Urandi e Caculé
Distância até a capital 744 km
Características geográficas
Área 843 374 km² [2]
População 12,311 hab. IBGE/2010[3]
Densidade 14,60
Altitude 860 m
Clima Tropical (Inverno seco e verão úmido)
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,621 médio PNUD/2010 [4]
PIB R$ 43 711,144 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 3 327,84 IBGE/2008[5]
Página oficial

Licínio de Almeida é um município brasileiro do estado da Bahia, distante cerca de 744 quilômetros da capital. Sua população estimada em 2010 era de 12.311 habitantes. IBGE

História[editar | editar código-fonte]

Os primeiros desbravadores do território foram os bandeirantes portugueses a procura de ouro e pedras preciosas, e encontraram por aqui ametista e minério de ferro, que é uma riqueza mineral abundante no município. No começo do século XIX, agricultores de outros municípios ali se fixaram e desenvoveram a agropecuária. De acordo com a evolução político administrativa do território baiano, as terras pertencentes ao município de Licínio de Almeida, tiveram uma ocupação que remonta ao período das capitanias hereditárias. No entanto, somente a partir do século XVIII com a criação da comarca da Vila de Santo Antonio da Jacobina em 1720, criada especificamente para administrar todo o interior da Bahia até a divisa com Minas Gerais, é que se tem uma efetiva ocupação desse território.

Já em 1724, foi criada a Vila do Sacramento das Minas do Rio de Contas, devido às dificuldades administrativas de controle da atividade mineradora na região. Em 1810, foi implantado a Vila Nova do Príncipe e Santana do Caetité cuja finalidade era diminuir a pressão sobre atividades econômicas e solucionar os problemas da Comarca. Em 1880 surge a Vila das Almas que posteriormente, em 1902 transforma-se em Jacarací. É dessa Vila que se origina o povoado de Gado Bravo. As primeiras povoações ocorridas no território onde hoje pertence ao município de Licínio de Almeida datam da década de 1930 com as terras da fazenda Gado Bravo do Sr. Ernesto Soares. As primeiras edificações do arraial eram próximas de uma lagoa que possibilitavam fácil acesso a água e concentrava as principais atividades produtivas da fazenda.

Com a construção da Rede Ferroviária Federal S/A, na década de 1940, o arraial Gado Bravo passa a ter um fluxo maior de pessoas, e com isso, surgem mais edificações, ocorrendo desse modo uma rápida aglomeração de casas que serviam de base para os trabalhadores da ferrovia. Nesse rápido crescimento o arraial transformou-se num povoado e logo em 1953, pela lei Estadual nº. 628 o povoado de Gado Bravo foi elevado ao status de Distrito, passando a se chamar Licínio de Almeida em homenagem a um engenheiro que trabalhou nos projetos da construção da estrada de ferro. Com o passar do tempo, esse distrito cresceu e alguns políticos da época almejavam a sua emancipação política. Finalmente em 12 de abril de 1962, através da Lei Estadual nº. 1.670, Diário Oficial de 14 de abril de 1962 criou-se o município de Licínio de Almeida, que hoje conta com uma vila (Duas Passagens), um Distrito (Tauápe) e um povoado (Jurema), além de seis bairros: Matinha, Montanha, Coelba, Gerais, conjunto habitacionla do vale do Rio Doce e Potosi e um número significativo de comunidades rurais.

O Município de Licínio de Almeida está distante 744 km de Salvador, sendo ligado a capital pela BR-030, BA-262, BR-324 e BR-116, mantendo fortes vínculos nas áreas comerciais, de serviços e econômico-financeira com as cidades de Guanambi e Caetité.Tem uma área de 843,374 km², limita-se ao norte com Ibiassucê e Caetité, ao sul com Jacaraci, ao oeste com Pindai e Urandi e a leste com Caculé.

Com altitude de 860 m acima do nível do mar, tem para coordenadas geograficas 14°41´ de latitude sul e 42°32´ de longitude a oeste de Greenwich. Hoje a Lagoa do Gado Bravo, marco histórico, deveria ser preservada, no entanto, a rede de coleta de esgotos de algumas ruas, onde não há estação de tratamento tem como destino final a lagoa. Atualmente o Poder Público Municipal já apresentou projeto de urbanização da referida lagoa, aguardando liberação do poder público federal.

Licínio de Almeida é privilegiada pela natureza, merecem destaque os pontos turísticos da Cachoeira das Sete quedas, o Rio Cachoeirão e as inúmeras paisagens naturais que rodeiam o município. E este por sua vez está de braços abertos para receber os turistas e visitantes que encontram muita hospitalidade e aconchego diante da simplicidade e modéstia de seu povo. Desde o nascer ao por do sol nossa paisagem é constante cartão postal . As cadeias de montanhas que envolvem a nossa cidade fazem dela um paraiso aos olhos de quem a vê e o no coração de quem a sente.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010 Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). Página visitada em 25 de agosto de 2013.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • SANTANA, Karla Mychely T. M. As políticas públicas e as transformações sócio-espaciais no município de Licínio de Almeida - BA. Caetité, 2007.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado da Bahia é um esboço relacionado ao WikiProjeto Nordeste do Brasil. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.