Liga de Honra de 2001–02

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Liga de Honra 2001/2002)
Ir para: navegação, pesquisa

A edição de 2001-2002 da Liga de Honra foi a décima segunda edição deste escalão do futebol português.

Foi disputada por 18 clubes: 3 despromovidos da Primeira Liga, 3 promovidos da II Divisão, e os restantes que tinham permanecido.

O vencedor foi o Moreirense. Acompanharam na subida à Primeira Divisão a Académica de Coimbra e o Nacional, que ficaram em segundo e terceiro lugares respectivamente.

Sporting de Espinho e Oliveirense foram despromovidos para a II Divisão. O Felgueiras ficou também classificado em posição de descida, 16º lugar, mas beneficiou da desistência de competição em futebol profissional do Campomaiorense, que tinha ficado em 10º lugar no campeonato.

Equipas[editar | editar código-fonte]

Equipas a disputar a edição em relação à edição anterior:

Tabela classificativa[editar | editar código-fonte]

Equipa Pts J V E D GM GS +/- Comments
1. Moreirense 64 34 19 7 8 55 35 +20 Promovidos à Primeira Divisão
2. Académica 62 34 17 11 6 60 49 +11
3. Nacional 62 34 18 8 8 62 39 +23
4. Estrela da Amadora 57 34 16 9 9 44 38 +6
5. Chaves 52 34 16 4 14 52 44 +8
6. Portimonense 52 34 13 13 8 44 37 +7
7. D. Aves 47 34 14 5 15 50 51 -1
8. Rio Ave 46 34 12 10 12 45 36 +9
9. Maia 46 34 12 10 12 50 43 +7
10. Campomaiorense 45 34 13 6 15 48 50 -2
Abandonou o futebol profissional
11. Leça 44 34 11 11 12 38 37 +1
12. Naval 42 34 10 12 12 54 50 +4
13. U. Lamas 41 34 11 8 15 33 47 -14
14. Ovarense 40 34 10 10 14 42 52 -10
15. Penafiel 38 34 9 11 14 27 38 -11
16. Felgueiras 38 34 10 8 16 36 52 -16
Manteve-se por desistência do Campomaiorense
17. Sp. Espinho 34 34 9 7 18 31 49 -18
Despromoção para a II Divisão
18. Oliveirense 28 34 6 10 18 44 68 -24

Nota 1: cada vitória valia 3 pontos

Nota 2: quando dois ou mais clubes têm os mesmos pontos, a classificação é determinada pelos resultados dos jogos entre eles.

Melhor marcador[editar | editar código-fonte]

Ibón Arrieta (Chaves), futebolista espanhol, Paulo Vida (Paços de Ferreira), futebolista português, Sérgio Cunha, mais conhecido como Serginho e Rómulo Silva (Nacional), futebolistas brasileiros foram os melhores marcadores tendo marcado 18 golos ao longo da época.

Treinadores[editar | editar código-fonte]

Alguns dos treinadores das equipas no decorrer da época:

Equipa Treinador
Académica Portugal João Alves
Chaves Portugal António Borges
Leça Portugal Carlos Garcia
Moreirense Portugal Manuel Machado
Nacional Portugal José Peseiro
Ovarense Portugal Bruno Cardoso
U. Lamas Espanha Paco Fortes

Ligações externas[editar | editar código-fonte]