Limão-cravo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaLimão-cravo
Limão-cravo

Limão-cravo
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Sapindales
Família: Rutaceae
Género: Citrus
Espécie: C. × limonia
Nome binomial
Citrus × limonia
Osbeck

O limão-cravo, fruta do limoeiro-cravo, é uma fruta cítrica também conhecida no Brasil sob os nomes comuns de limão-rosa, limão-cavalo, limão-egua, limão-francês, limão-capeta, limão-china e limão-vinagre.1 É chamado limão-galego em algumas regiões do Brasil, como Minas Gerais, o interior de Rio de Janeiro, o Espírito Santo, o Pará...2 (Em outras partes do Brasil, limão-galego é o nome comum de uma lima ácida, de casca fina e esverdeada-amarelada.)

O limoeiro-cravo, um arbusto espinhento,3 é subespontâneo nas montanhas, pastos ou beiras de rios, no Centro-Oeste (Goiás, Distrito Federal, Mato Grosso do Sul), no Sudeste (Minas Gerais, São Paulo) e no Sul (Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul).4 Chega a 5–6 m de altura. As folhas são de um verde intenso e aromáticas. As flores são pequenas, cheirosas e melíferas.5

O limão-cravo é um fruto redondo, ligeiramente achatado, mas irregular, quase disforme. A casca, de cor verde-amarelada ou amarela, toma uma forte cor alaranjada na maturação, mas tem manchas e uma aparência grosseira, e é suscetível ao ataque de fungos e doenças. A polpa é de aparência geralmente sã, alaranjada, com um suco abundante, muito ácido, saboroso e rico em vitamina C.5

Origem[editar | editar código-fonte]

A espécie é provavelmente um híbrido entre tangerina e cidra,6 ou entre tangerina e limão, provavelmente de origem indiana: nos meados do século XIX, segundo Joseph Dalton Hooker, encontrava-se em baixo de vales ao pé do Himalaia.7

Usos[editar | editar código-fonte]

O suco do limão-cravo serve como tempero e refresco, mas é pouco comercializado.5

As folhas são usadas como tempero.

O limoeiro-cravo é um porta-enxerto muito utilizado na citricultura paulista, por ser resistente à seca e favorecer a produtividade das plantas enxertadas nele.1 Daí o nome comum limão-cavalo.

Referências

  1. a b José Eduardo O. de Lima, 2005, Limão Cravo.
  2. Neide Rigo, 2009, Que limão é esse? Um vídeo sobre o limão.
  3. FloraSBS, Citrus x limon - Limão-cravo.
  4. J.R. Pirani, 2010, Citrus, in Lista de Espécies da Flora do Brasil, Jardim Botânico do Rio de Janeiro.
  5. a b c "Juliano", Fruta - Limão-cravo
  6. (em inglês) Nicolosi, E.; Deng, Z.N.; Gentile, A.; La Malfa, S.; Continella, G. & Tribulato, E., 2000, Citrus phylogeny and genetic origin of important species as investigated by molecular markers. Theoretical and Applied Genetics 100(8): 1155-1166. doi:10.1007/s001220051419 (resumo em HTML).
  7. J. Morton, 1987, Mandarin Lime (em inglês), p. 178–179. In Fruits of warm climates. Julia F. Morton, Miami, FL.