Limpopo (África do Sul)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto.
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Localização da província do Limpopo

A província do Limpopo foi formada em 1994 na África do Sul com a região nordeste da anterior província do Transvaal, incluindo os bantustões de Gazankulu, Venda e parte de Lebowa. Faz fronteiras com o Zimbabwe, a norte (através do rio Limpopo, do qual tirou o nome), Moçambique, a leste e com as províncias do Mpumalanga, Gauteng e Noroeste, a sul. A sua capital é a cidade de Polokwane (anteriormente chamada Pietersburg).

Esta província partilha com a de Mpumalanga a parte norte do Parque Nacional Kruger que, em conjunto com o Parque Nacional do Limpopo, em Moçambique, e com o Parque Nacional Gonarezhou, no Zimbabwe, formam a área de conservação transfronteiriça do Grande Limpopo.

Outro importante marco nesta província é a Paisagem Cultural de Mapungubwe, classificado pela UNESCO como património da humanidade[1] .

A província do Limpopo tem uma área de 123 900 km² e 5 273 637 habitantes (em 2001).

Subdivisões[editar | editar código-fonte]

A província está dividida em 5 municípios distritais, subdivididos em 25 municípios locais e duas zonas de gestão distrital.

Referências

  1. C.Michael Hogan, Mark L. Cooke and Helen Murray, The Waterberg Biosphere, Lumina Technologies, 22 May 2006. [1]
Ícone de esboço Este artigo sobre a África do Sul é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.