Lin Biao

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Lin Biao

Lin Biao (Wuhan, província de Hubei, em 5 de dezembro de 1907 - Sobre a Mongólia, em 13 de setembro de 1971) foi um militar e político chinês.

Membro do Partido Comunista da China, participou da Longa Marcha. Dirigiu a luta contra os japoneses na Manchúria e da ofensiva em 1949, que derrotou definitivamente os nacionalistas de Chiang Kai-shek. Participou na Guerra da Coréia comandando um exército de revolucionários chineses.

Ocupou os cargos de membro do Politburo, vice-presidente (1958) e Ministro da Defesa (1959) durante o governo de Mao Zedong. Mediante uma série de medidas revolucionárias (preparação especial para a luta guerrilheira, abolição das hierarquias, etc.), transformou o exército em una força política cujo papel foi muito importante no processo da Revolução Cultural (1966). Ascendeu neste mesmo ano ao segundo lugar no escalão do partido, tendo sido nomeado pelo IX Congresso do Partido Comunista Chinês como o sucessor oficial de Mao.

Todavia, caiu em desgraça em 1970. Segundo se disse, ao pressentir sua queda, decidiu participar em um golpe de Estado com ajuda soviética e morreu em condições ainda não de todo claras, em um acidente de avião enquanto sobrevoava a Mongólia, quando tentava fugir do país, rumo à União Soviética, em 13 de setembro de 1971.

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.