Lineu Dias

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde Janeiro de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Lineu Dias
Nascimento 5 de outubro de 1928
Santana do Livramento, Rio Grande do Sul
Morte 3 de agosto de 2002 (73 anos)
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
Nacionalidade Brasil brasileiro
Parentesco Júlia Lemmertz (filha)
Cônjuge Lilian Lemmertz
Ocupação ator

Lineu Moreira Dias (Santana do Livramento, 5 de outubro de 1928Rio de Janeiro, 3 de agosto de 2002) foi um ator, contista, poeta, dramaturgo e tradutor brasileiro.

Foi casado com a atriz Lilian Lemmertz e é pai da atriz Júlia Lemmertz.

Teve sua estréia no teatro aos 25 anos em Porto Alegre, onde participou da juventude do Teatro do Estudante e do Teatro Universitário.

Cursou Interpretação e Direção Teatral na Yale Drama School e foi professor de Interpretação na UFRGS.

Como escritor colaborou na revista literária Crucial, teve seus contos publicados nos jornais Correio do Povo, Estado de Notícias,estado de São Paulo e na Revista O Globo. Foi crítico de cinema e de dança.

Atuou durante quatro décadas no cinema, teatro e televisão.

Em 1995 recebeu o Prêmio Sharp de Melhor Ator por sua interpretação na peça Minh’Alma, Alma Minha, peça de sua autoria.

Seu último trabalho foi em 2001, na minissérie Presença de Anita. Morreu um ano depois de falência múltipla dos órgãos.

Um ano após sua morte, foram publicados seus poemas no livro Urbia.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Tradução de peças teatrais[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Cinema[editar | editar código-fonte]

Teatro[editar | editar código-fonte]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Cinemateca Brasileira Asa Branca: Um sonho brasileiro [em linha]
  2. SILVA, Jane Pessoa da. Ibsen no Brasil. Historiografia, Seleção de textos Críticos e Catálogo Bibliográfico. São Paulo: USP, 2007. Tese. p. 570

Ligações externas[editar | editar código-fonte]