Linguagem precipitada

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Linguagem precipitada
Taquifemia
Classificação e recursos externos
CID-10 F98.6
Star of life caution.svg Aviso médico

Linguagem precipitada ou taquifemia (do latim taqui, rápido e femia fala) é um distúrbio de fluência da fala caracterizada por uma pronuncia percebida como anormalmente rápida e irregular, com pausas entre as frases e sintaxe e gramática inadequados para a boa compressão da frase. [1]

Sinais e sintomas[editar | editar código-fonte]

Envolve um número excessivo de disfluências, pausas e uso de padrões prosódicos que não estejam em conformidade com as restrições sintáticas e semânticas, e coarticulação inadequada de sons, especialmente em palavras com muitas sílabas.[2]

Exemplo[editar | editar código-fonte]

Relato sobre a taquifemia de uma pessoa com taquifemia: "Parece que cerca de vinte pensamentos explodem em minha mente de uma só vez, e eu preciso expressá-los todos e quando eu estou tentando fazer um ponto eu lembro de algo que eu deveria dizer, então a pessoa pode entender, e eu preciso interromper-me a dizer algo que eu deveria ter dito antes. Eu preciso rever constantemente as frases que eu estou trabalhando, para fala-las direito."[3]

Diagnóstico diferencial[editar | editar código-fonte]

Pode ser causado por um problema auditivo, transtorno de aprendizagem ou hiperatividade. [4]

Tratamento[editar | editar código-fonte]

É feito com um fonoaudiólogo em práticas semanais de boa pronuncia por cerca de uma hora por cerca de seis meses ou um ano. Envolvem praticar relatar histórias de livros, planejar o que falar e falar mais devagar.

Referências

  1. http://www.stutteringhelp.org/cluttering
  2. St. Louis, K. O., Myers, F. L., Bakker, K., & Raphael, L. J. (2007). Understanding and treating cluttering. In E. G. Conture & R. F. Curlee (Eds.) Stuttering and related disorders of fluency, 3rd ed. (pp. 297-325). NY: Thieme.
  3. http://www.mnsu.edu/comdis/kuster/cluttering/camil.html
  4. Daly, David A.; Burnett, Michelle L. (1999). Curlee, Richard F., ed. Stuttering and Related Disorders of Fluency. New York: Thieme. p. 222. ISBN 0-86577-764-0.