Linux Educacional

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde janeiro de 2014). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros, acadêmico)Yahoo!Bing.
Linux Educacional  v  e 
Logotipo
Captura de tela da área de trabalho do Linux Educacional 5.0
Desenvolvedor Ministério da Educação (Brasil), C3SL, UFPR
Arquiteturas x86
Modelo do desenvolvimento Software Livre
Lançado em 2006 (7–8 anos)
Versão estável 5.0.1 / 1 de junho de 2013; há 69 semanas e 5 dias
Língua natural Português (Brasil)
Mercado-alvo Educacional, desktop
Família Ubuntu
Núcleo Linux
Método de atualização dpkg
Gerenciamento de pacotes APT
Interface GNOME
Licença GNU GPL / Outras
Estado do desenvolvimento Corrente
Website linuxeducacional.c3sl.ufpr.br
Origem comum  Brasil
Portal do Software Livre

O Linux Educacional é um software livre, uma distribuição Linux desenvolvida pelo Centro de Experimentação em Tecnologia Educacional (CETE) do Ministério da Educação (MEC).

Um dos principais recursos disponíveis no Linux Educacional é a Edubar[1] . A Edubar é uma barra que apresenta acesso rápido aos portais educacionais e atalhos para os portais do MEC. Sendo eles:

  • Portal do Professor: espaço para troca de experiências entre professores do ensino fundamental e médio, além um ambiente virtual com recursos educacionais que facilitam e dinamizam o trabalho dos professores. Neste portal encontram-se diversos planos de aula que podem ser acessados pelos professores.
  • Domínio Público: o "Portal Domínio Público", foi lançado em novembro de 2004 (com um acervo inicial de 500 obras),e propõe o compartilhamento de conhecimentos de forma equânime, colocando à disposição de todos os usuários da rede mundial de computadores. Permite a coleta, a integração, a preservação e o compartilhamento de conhecimentos, sendo seu principal objetivo o de promover o amplo acesso às obras literárias, artísticas e científicas
  • TV Escola - é um canal do MEC que veicula conteúdos educacionais desde o ano de 1996. Em sua grade de programação estão: vídeos, séries de TV, documentários nacionais e estrangeiros.
  • Banco Internacional de Objetos Educacionais - é um repositório de objetos de aprendizagem que serve de consulta e de fonte aos professores[2] .

Características[editar | editar código-fonte]

A versão mais atual do Linux Educacional é a 5.0, que foi desenvolvida pelo Centro de Computação Científica e Software Livre (C3SL) da Universidade Federal do Paraná (UFPR), com o apoio de técnicos dos Núcleos de Tecnologia Educacional[3] . Possui novos aplicativos e novos recursos de interface e de interação totalmente desenvolvidos com base na experiência dos usuários.

Visualmente o LE 5.0 segue a tendência das interfaces de dispositivos móveis e dos sistemas operacionais mais novos: *contém menos apelos visuais e teve os ícones simplificados;

  • as cores foram escolhidas pensando no conforto de leitura, com ênfase nas cores já utilizadas pelo MEC; o verde segue como cor principal;
  • a Edubar também foi simplificada. Além disso, as cores foram alteradas para que os ícones pudessem ser facilmente identificados;
  • novos ícones foram inseridos na barra de aplicativos, mesclando o visual padrão do Gnome com o do LE;
  • a busca e a ativação dos aplicativos pelo usuário são feitas de modo mais direto e facilitado, aproveitando recursos de estruturação e de busca do Gnome presentes nos dispositivos móveis.

Adicionalmente, o papel de parede conta com uma imagem simples de um símbolo nacional, o sabiá-laranjeira.

O Linux Educacional vem com um programa denominado Wine. Este programa permite ao usuário utilizar programas que funcionam no Sistema Operacional Windows.

O Linux Educacional apresenta o BrOffice(versão 3.2). Nele estão instalados:

  • BrOffice Writer(Processador de Texto), para criação e edição de textos;
  • BrOffice Calc (Planilha Eletrônica), para criação de planilhas eletrônicas;
  • BrOffice Impress (Apresentação Eletrônica), para apresentações de slides, páginas web, criação de desenhos e objetos de aprendizagem;
  • BrOffice Draw (Desenho Vetorial), para criar fluxogramas;
  • BrOffice Math (Fórmula), para criação e edição de equações matemáticas.

Na parte da Internet, temos os navegadores Firefox e o Konqueror, além de um clone do Messenger para Linux (o aMSN).

Para visualizar arquivos em formato PDF, o Linux Educacional apresenta o Okular.

Na parte de gráficos, encontramos o GIMP, Inkscape, Muan, PDF Editor, Kolourpaint, DigiKam, Ksnapshot e Gwenview.

Na parte de multimídia encontramos:

  • Editor de áudio Audacity;
  • Editor de vídeo Kdenlive;
  • Editor de vídeo Avidemux;
  • Editor de vídeo Kino;
  • Extrair DVD AcidRip DVD Ripper;
  • Mixagem de som Kmix;
  • Multimedia converter;
  • Gravação de CD/DVD K3b;
  • Reprodutor de áudio Amarok;
  • Reprodutor multimídia VLC Media Player;
  • Webcam XawTV.

O Linux Educacional é voltado, principalmente, para escolas, embora possa ser utilizado em computadores domésticos. O uso em computadores domésticos possibilita aos professores prepararem suas atividades fora da escola e enriquecer seu trabalho partindo da utilização de diversas mídias de apoio.

Para facilitar o acesso a conteúdos educacionais, o MEC disponibiliza um repositório Debian de conteúdos. Este repositório inclui 3.692 obras do Portal Domínio Público, 545 vídeos da TV Escola, 569 sugestões de aulas do Portal do Professor e uma coleção de conteúdos de Química. Estes conteúdos já se encontram instalados nos computadores do programa Proinfo, possibilitando assim que escolas sem acesso à internet possam utilizar uma parte do acervo.

Mas nem tudo são flores. Para lidar com o LE precisa de um conhecimento técnico mais aprimorado, a instalação de softwares não é tão simples quanto no Windows. Existem comandos complexos que um usuário comum não tem conhecimento e o sistema nem sempre funciona adequadamente. Uma simples barra de atalho não é facilmente configurada.

Programas educacionais[editar | editar código-fonte]

Como programas educacionais o Linux Educacional 4.0 apresenta:

1. Ambiente de programação

  • Linguagem Logo (KTurtle)
  • Linguagem de Programação (Squeak): O Squeak é um e-toy, ou seja, um brinquedo digital.

2. Ciência

  • Tabela Periódica dos Elementos (Kalzium)- É um programa que além de apresentar as informações sobre os elementos químicos, permite conhecer e explorar todos os recursos que a Tabela Periódica oferece.

3. Física

  • Simulador físico interativo (Step)- É um simulador interativo de física que permite alterar qualquer propriedade dos corpos ou forças e verificar as mudanças que podem ocorrer de acordo com as leis da física, durante a experimentação.

4. Geografia

  • Globo na área de trabalho (Marble)
  • Planetário virtual (KStars)
  • Treinamento em Geografia (KGeography), que possui uma interessante coleção de mapas interativos.

5. Idiomas

  • Aprender o Alfabeto (KLettres)
  • Ferramenta de referência/Estudo do Japonês (Kiten)
  • Jogo da forca (KHanMan) - apresenta palavras em inglês e português
  • Jogo da Ordenação de Letras (Kanagram) - esse software auxilia na ampliação de vocabulário em português, inglês e espanhol, pois tem como característica letras embaralhadas em que o aluno deve descobrir qual a palavra. Tem diferentes níveis de dificuldade.
  • Treinador de Vocabulário (Parley)
  • Babbel: Este programa proporciona o aprendizado da língua escolhida de forma prática e acessível a qualquer pessoa que esteja interessada em adquirir o conhecimento de uma língua estrangeira.

6. Jogos

  • 41 jogos, incluindo sudoku, xadrez, TuxMath e Homem-Batata. Alguns jogos não apresentam relação direta com nenhuma disciplina, porém trabalham coordenação motora, raciocínio lógico, lateralidade entre outras habilidades.
  • O TuxMath é um jogo desafiador para série iniciais, que além de reforçar as operações matemáticas trabalha a agilidade e o raciocínio.

Este programa possibilita autonomia ao aluno e ao professor, os quais podem trabalhar em uma relação cooperativa e contextualizada com os conteúdos a serem trabalhados na escola.

7. Matemática

  • Calculadora gráfica (KAlgebra)
  • Desenho com funções matemáticas (KmPlot)
  • Exercícios com frações (KBruch) - este software ajuda a entender como podemos adicionar frações utilizando frações equivalentes.
  • Matemática dinâmica (GeoGebra)
  • Geometria dinâmica (Kig)
  • Interface para softwares matemáticos (Cantor)
  • Teoria dos grafos (Rocs)
  • Gerador de gráficos (Winplot)

8. Multidisciplinar

  • Série educacional (GCompris) - um conjunto de jogos educacionais para crianças que tem como característica principal a descoberta e a ludicidade onde os alunos aprendem brincando. Ele ensina a manusear o teclado e o mouse. Há também um bate-papo onde as crianças podem conversar com colegas que estão em outras máquinas.
  • Desenho (Tux Paint) - excelente software que disponibiliza ferramentas com variados recursos que possibilitam criar desafios e situações de aprendizagens dinâmicos e colaborativos como a composição de paisagens usando os diferentes carimbos e/ou desenhando suas próprias criações e composições.

9. Português

  • Jogo Simon Diz (Blinken)- É um jogo de memória eletrônico dos anos de 1970. Em sua tela principal há 4 botões coloridos que ao serem acendidos produzem um som. A pessoa interage com o programa repetindo a sequencia apresentada.
  • Treinador de vocabulário (KWordQuiz) - É um jogo de palavras, o qual pode ser considerado interdisciplinar. Há diversas possibilidades de sua utilização, por exemplo, em Língua Portuguesa, trabalhar as habilidades de Semântica e Sintaxe, como a análise morfológica (substantivo, adjetivos, numerais etc.) e análise sintática (sujeito e predicado).

APTonCD[editar | editar código-fonte]

O APTonCD é um programa prático que permite criar Cds ou DVDs contendo todos os pacotes em que foram feitos os downloads por meio do apt-get, aptitude, adept ou synaptic. Com isso, cria-se um repositório portátil que pode ser usado em outros computadores sem a necessidade de uma conexão com a internet.

iTALC[editar | editar código-fonte]

O iTALC é um programa que permite ao professor controlar e enxergar outros computadores em uma rede no laboratório de Informática da escola. Além disso, pode enviar mensagens aos alunos, bloquear computadores, etc.

Plopp[editar | editar código-fonte]

É um programa educativo que cria desenhos estilo cartoon em ambientes 3D sem precisar de conhecimentos de renderização a partir de desenhos 2D.

Curso de Linux Educacional[editar | editar código-fonte]

O Ministério da Educação disponibilizou um curso on line sobre o Linux Educacional. Tem como objetivo melhorar a qualidade do processo ensino e aprendizagem nas TICs (Tecnologias de Informação e Comunicação). O curso apresenta uma versão para impressão.

Comunidade Linux Educacional[editar | editar código-fonte]

A Comunidade Linux Educacional visa ajudar a todos que queiram conhecer e utilizar o Linux Educacional. Ela apresenta fóruns (sobre diversos artigos), manuais (tais como Velox no LE, Italc, impressora, Gimp, HagáQuê, Samba, etc), permite download deste sistema operacional, oferece cursos e muito mais.

Download e instalação[editar | editar código-fonte]

Há duas versões para download:

  • ESCOLA - destinada às escolas públicas, essa versão possui o software de acompanhamento de ambientes escolares (PROINFODATA]) do projeto PROINFO, e não deve ser instalada em máquinas externas ao projeto[4] .
  • PARTICULAR - destinada ao uso pessoal ou de escolas privadas ou públicas que não fazem parte do PROINFO. Esta versão não deve ser instalada em máquinas do projeto PROINFO.[4]

Atualização do Linux Educacional[editar | editar código-fonte]

Como todo sistema operacional, o Linux Educacional também necessita de atualização. Como qualquer ambiente derivado do Debian, o Advanced Packaging Tool (APT) é utilizado para instalar correções e melhorias.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]