Liparis (orquídea)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaLiparis
Liparis crenulata

Liparis crenulata
Classificação científica
Domínio: Eukaryota
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Liliopsida
Ordem: Asparagales
Família: Orchidaceae
Subfamília: Epidendroideae
Tribo: Malaxideae
Género: Liparis
Rich. 1817
Espécie-tipo
Ophrys loeselii
L. 1753
Espécies
Cerca de 300 espécies
Sinónimos
Leptorkis Thouars
Pseudorchis Gray
Empusa Lindl.
Anistylis Raf.
Sturmia Rchb.
Paliris Dumort.
Empusaria Rchb.
Platystylis Lindl.
Diteilis Raf.
Mesoptera Raf.
Dituilis Raf.
Iebine Raf.
Alipsa Hoffmanns.
Apation Blume ex Ridl.
Platystyliparis Marg.
Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Liparis
Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Liparis (orquídea)

Liparis (em português: Lípare ou Lípara) é um género botânico pertencente à família das orquídeas (Orchidaceæ). Foi proposto por L.C.Richard, publicado em De Orchideis Europaeis Annotationes 21, 30, 38, em 1817. É tipificado pela Liparis loeselii (L.) Rich., originalmente publicada por Lineu como Ophrys loeselii L., em 1753. Pensa-se que o gênero existe, aproximadamente há 80 milhões de anos.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

O nome deste gênero deriva da latinização da palavra grega: λιπαρός (liparós), que significa “gorduroso” ou “brilhante”; em referência ao aspecto das suas folhas.

Distribuição[editar | editar código-fonte]

O gênero é composto por mais de 300 espécies de ervas terrestres ou epífitas, dos campos e matas úmidas. A grande maioria das espécies habita a Oceania, África e Ásia, apenas cinco ou seis espécies, muito parecidas entre sí, são nativas do território brasileiro, encontradiças em matas secundárias ou campos abertos, sobre detritos vegetais.

Discussão[editar | editar código-fonte]

Liparis é um gênero polifilético formado por pelo menos cinco diferentes clados. Espera-se para breve uma nova proposta de circusncrição deste gênero com a aceitação de alguns dos gêneros relacionados como sinônimos na caixa taxonômica ao lado.

Caracterizam-se atualmente, dentre os gêneros desta tribo, por apresentarem flores espaçadas em rácimos e não em umbelas.

No caso das espécies brasileiras, as flores são pequenas, mas maiores do que em Malaxis, que é o outro gênero desta tribo presente no Brasil, e têm labelo avermelhado ou manchado de vermelho, enrolado para trás, e sépalas e pétalas verde-claras ou de amarélo pálido. Algumas das espécies dete gênero são muito variáveis, outras apresentam seus pseudobulbos semi enterrados para sobreviver aos incêndios nos campos. Diferenciam-se ainda de Malaxis por apresentarem pseudobulbos maiores que aquelas.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  • L. Watson and M. J. Dallwitz, The Families of Flowering Plants, Orchidaceae Juss.
Ícone de esboço Este artigo sobre orquídeas (família Orchidaceae), integrado no Projeto Plantas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.