Lipoproteína de alta densidade

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde Janeiro de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

A lipoproteína de alta densidade (em inglês: High Density Lipoprotein - HDL) faz parte da família das lipoproteínas. É chamada de "colesterol bom", porque se acredita que ela seja capaz de retirar ateromas das artérias.[carece de fontes?]

O HDL transporta colesterol dos tecidos do corpo humano ao fígado - o chamado transporte reverso do colesterol. Isso diminui a quantidade de colesterol no sangue ou aquele presente em células, diminuindo os riscos do surgimento de doenças que a hipercolesterolemia provoca, como doenças coronarianas, opacidades córneas e xantomas planares.1

O HDL "recebe" parte do colesterol do LDL ao mesmo tempo em que "doa" apoproteínas para ele, facilitando assim, a volta do LDL ao fígado e evitando que o mesmo fique na circulação sanguínea.

Faixas recomendadas[editar | editar código-fonte]

Star of life caution.svg
Advertência: A Wikipédia não é consultório médico nem farmácia.
Se necessita de ajuda, consulte um profissional de saúde.
As informações aqui contidas não têm caráter de aconselhamento.

A Associação Americana do Coração, NIH e NCEP relacionam os níveis de HDL de um homem em jejum e o risco para doenças do coração:

Nível mg/dL Nível mmol/L Interpretação
<40 (homens), <50 (mulheres) <1,03 Baixo nível de colesterol HDL, risco aumentado de doença cardíaca
40–59 (homens), 50-59 (mulheres) 1,03–1,52 Nível médio de HDL
>60 >1,55 Alto nível de HDL, condição ideal para proteção contra doenças cardíacas

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. KOEPPEN, Bruce M.; STANTON, Bruce A. BERNE & LEVY Fisiologia. Ed. Elsevier. 2009. 6ª ed. Pg. 679.


Ícone de esboço Este artigo sobre Bioquímica é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.