Lisina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde Março de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Lisina
Alerta sobre risco à saúde
L-lysine-2D-skeletal.png L-lysine-monocation-from-hydrochloride-dihydrate-xtal-3D-balls.png
Nome IUPAC ácido 2,6-diaminohexanóico
Identificadores
Número CAS 56-87-1,(enantiômero L
923-27-3 (enantiômero D)
70-54-2 (racêmico)
657-27-2 (monocloridrato)
PubChem 866
ChemSpider 843
SMILES
Propriedades
Fórmula química C6H14N2O2
Massa molar 146.18 g mol-1
Ponto de fusão

224–225 °C (base livre, enantiômero, decompõe-se)[1]
263–264 °C (monocloridrato)[2]
260-263 °C (monocloridrato de DL-lisina)[3]
193 °C (dicloridrato de L-lisina)[1]
187-189 °C (dicloridrato de DL-lisina)[3]

Acidez (pKa) pKCOOH : 2,20 [1]
pKα-NH3+ : 8,90[1]
pKε-NH3+ : 10,28[1]
Compostos relacionados
Alfa-aminoácidos relacionados Ornitina (C5)
Norleucina (ácido 2-amino-hexanoico)
Hidroxilisina (5-hidroxi-lisina)
Ácido diaminopimélico (epsilon-carboxi-lisina)
Compostos relacionados Ácido aminocaproico (ácido 6-amino-hexanoico)
Excepto onde denotado, os dados referem-se a
materiais sob condições PTN

Referências e avisos gerais sobre esta caixa.
Alerta sobre risco à saúde.

A lisina é um aminoácido com cadeia lateral muito polar, que a torna altamente hidrofílica. A lisina tem carga positiva em pH neutro. A cadeia lateral da lisina e da arginina são as mais longas no conjunto dos vinte aminoácidos. A lisina ajuda no crescimento ósseo, auxiliando na formação de colágeno, além disso, ela é um dos componentes de: ossos, cartilagens e outros tecidos conectivos. O uso da lisina é muito frequente como aditivo na nutrição animal, sendo ela limitante no crescimento de suínos e muito importante na avicultura. Hoje, um dos maiores produtores mundiais da L-Lisina é CJ (Cheil Jedang), que está presente em diversos países, inclusive o Brasil.

Na descarboxilação da lisina obtém-se a cadaverina (1,5-diaminopentano).

Referências

  1. a b c d e Thieme Römpp Online, abgerufen am 19. Juli 2011.
  2. The Merck Index. An Encyclopaedia of Chemicals, Drugs and Biologicals. 14. Auflage, 2006, S. 698, ISBN 978-0-911910-00-1.
  3. a b Organic Syntheses, Coll. Vol. 2, p.374 (1943); Vol. 19, p.61 (1939). pdf
Ícone de esboço Este artigo sobre Bioquímica é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.