Anexo:Lista de expressões idiomáticas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este anexo ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde Março de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

As expressões idiomáticas existem em todas as línguas e variam de país para país, região para região, cultura para cultura, entre outras variações de tempo e espaço. Segue-se uma lista delas, por país falante do português, com um possível significado:

Angola[editar | editar código-fonte]

Segue uma lista de expressões criadas em Angola.

Dar gasosa Entregar gorjeta, gratificação, ou suborno
Vou-me fugar Vou fugir (normalmente de uma obrigação)
Tirar o pé / Tirosa / Sai voado Ir embora
Dar jajão Simular
Boelar Ser passivo, não reagir
Apanhar a pata Ter controle sobre alguém
Ver fumo / Ver bilhas Ter dificuldade em alguma situação
Calça queima bilhas Calça muito justa
Bem cacimbado Com algum tempo de sobra
Levar um mambo militar Ser submetido a uma reacção extrema
Não maia Não falha / Não vacila
Dar bilingue Mentir; enganar
Não há maca Não há problema

Brasil e Portugal[editar | editar código-fonte]

Segue uma lista de expressões compartilhadas no Brasil e em Portugal.

Abrir o coração Desabafar; declarar-se sinceramente.
Abrir o jogo Denunciar; revelar detalhes.
Abrir os olhos a alguém Convencer, alertar.
Agarrar com unhas e dentes Não desistir de algo ou alguém facilmente.
Andar feito barata tonta Estar distraído.
Armar-se até aos dentes Estar preparado para uma qualquer situação.
Arrancar cabelos Desesperar-se.
Arregaçar as mangas Iniciar algo.
Bater as botas Morrer, falecer.
Bater na mesma tecla Insistir.
Baixar a bola Acalmar-se, ser mais comedido.
Comprar gato por lebre Ser enganado.
Dar com o nariz na porta Decepcionar-se, procurar e não encontrar.
Dar o braço a torcer Voltar atrás numa decisão, colocar o orgulho de parte
Dar com a língua nos dentes dizer algo que não podia ter sido dito.
Dar uma mãozinha Ajudar.
Entrar numa fria Se dar mal.
Engolir sapos Fazer algo contrariado; ser alvo de insultos/injustiças/contrariedades sem reagir/revidar, acumulando ressentimento
Estar com a cabeça nas nuvens Estar distraído.
Estar com a corda no pescoço Estar ameaçado, sob pressão ou com problemas financeiros
Estar com a faca e o queijo na mão Estar com poder ou condições para resolver algo
Estar com a pulga atrás da orelha Estar desconfiado.
Estar com aperto no coração Estar angustiado
Estar com o pé atrás da porta/de pé atrás Estar desconfiado, cabreiro
Estar com os pés para a cova/o pé na cova Estar para morrer
Estar com uma pedra no sapato Ter um problema por resolver.
Estar de mãos a abanar/abanando Não conseguir o que pretendia
Estar de mãos atadas Não poder fazer nada
Fazer com uma perna às costas/de olhos fechados Fazer com muita facilidade.
Fazer tempestade em copo d'água Transformar banalidade em tragédia
Fazer um negócio da China Aproveitar grande oportunidade
Fazer vista grossa Fingir que não viu, relevar, negligenciar
Feito nas coxas De qualquer modo, sem cuidado
Ficar à sombra da bananeira Ficar despreocupado.
Gritar a plenos pulmões Gritar com toda a força
Ir desta para melhor Morrer, falecer
Lavar roupa suja Discutir assunto particular em público.
Meter os pés pelas mãos Agir desajeitadamente ou com pressa; confundir-se no raciocínio
Meter o rabo entre as pernas Submeter-se, acobardar-se
Onde Judas perdeu as botas Lugar remoto.
O gato comeu a língua Diz-se de pessoa calada.
Pendurar as chuteiras Aposentar-se, desistir
Ir pentear macacos Ir chatear outra pessoa.
Pensar na morte da bezerra Estar distraído/a.
Perder as estribeiras Desnortear-se.
Pôr as barbas de molho Precaver-se
Pôr as cartas na mesa/lançar os dados Expor os factos.
Pôr mãos à obra Trabalhar com afinco
Pôr os pontos/pingos nos ís Esclarecer a situação detalhadamente
Procurar uma agulha num palheiro Tentar algo quase impossível.
Prometer mundos e fundos Fazer promessas exageradas
Receber um balde de água fria Situação inesperada que transforma entusiasmo em desilusão.
Riscar do mapa Fazer desaparecer
Sem pés nem cabeça Sem lógica; sem sentido.
Sentir dor de cotovelo Sentir inveja
Sentir dor de corno Sentir despeito amoroso.
Segurar a vela Estar sozinho/a com um casal.
Ser um chato de galocha Ser uma pessoa de comportamento desagradável
Ter macacos (ou macaquinhos) no sótão Ter ilusões, achar que algo muito improvável de acontecer é bastante possível
Tirar água do joelho Urinar
Tirar o cavalo (ou cavalinho) da chuva Desistir com reluctância por motivo de força maior.
Trepar paredes/Subir pelas paredes Estar desesperado.
Trocar alhos por bogalhos Confundir factos e/ou histórias.
Uma mão lava a outra (e as duas se lavam) Entreajuda; trabalhar em equipa ou para o mesmo fim.
Virar casacas Mudar de ideias facilmente; traídor.
Voltar à vaca fria Voltar ao assunto com que se iniciou uma conversa.
Resolver um pepino Solucionar um problema.

Brasil[editar | editar código-fonte]

Segue uma lista de expressões usadas ou com origem no Brasil.

Abandonar o barco desistir de uma situação difícil que se repete cotidianamente.
Abotoar o paletó morrer
Abrir mão de alguma coisa renunciar alguma coisa
Acabar em pizza quando uma situação não resolvida acaba encerrada (especialmente em casos de corrupção, quando ninguém é punido)
Acertar na lata (ou na mosca) acertar com precisão, adivinhar de primeira
Acertar na mosca acertar precisamente
A céu aberto ao ar livre
Achar (procurar) chifre em cabeça de cavalo procurar problemas onde não existem.
Achar (procurar) pêlo em ovo buscar coisas impossíveis
A dar com pau em grande quantidade
Adoçar a boca procurar atrair um favor, uma graça de alguém com elogios, dádivas etc.
Afogar o ganso fazer sexo (homem)
Agarrar com unhas e dentes agir de forma extrema para não perder algo ou alguém
Agora é que são elas aqui começa a dificuldade
Água que passarinho não bebe pinga, bebida alcoólica
Amarrar o burro ficar em descanso (folgado); Se comprometer (normalmente em relação a relacionamentos)
Amigo da onça falso amigo, amigo interesseiro ou traidor
Andar na linha estar elegante ou agir corretamente (ver também "perder a linha")
Andar nas nuvens estar desatento
Ao deus dará abandonado, sem rumo
Ao pé da letra literalmente
Aos trancos e barrancos de forma atabalhoada, desajeitada
Aquentar água para o mate dos outros trabalhar para proveito alheio
Armado até os dentes exageradamente armado, preparado para uma situação
Armar um barraco criar confusão em público, discutindo ou brigando com alguém
Arrancar os cabelos entrar em desespero
Arrastar as asas (para alguém) enamorar-se, insinuar-se romanticamente para alguém
Arregaçar as mangas dar início a um trabalho ou atividade com afinco
Arrumar sarna para se coçar procurar por problemas
Até debaixo d'água em todas as circunstâncias
Babar ovo puxar o saco, idolatrar incondicionalmente
Banhar-se em água-de-rosas ter grande satisfação, deleite, alegria
Banho de água fria romper as expectativas de alguém, decepcionar, desiludir.
Banho de gato lavar superficialmente as partes do corpo
Barata tonta perdido, desorientado, sem saber o que fazer
Barra pesada situação difícil, ou pessoa grosseira e violenta
Bate e volta ir e voltar a algum evento ou lugar rapidamente
Bater as botas morrer
Bater com as dez morrer
Bater na mesma tecla insistir demais no mesmo assunto
Bater papo conversar (informalmente)
Beber água nas orelhas dos outros viver sempre a cochichar, a fazer intrigas
Boca do inferno entrando em problemas sérios
Bode expiatório aquele que leva a culpa no lugar de outro
Bola pra frente expressão de encorajamento, para se seguir em frente mesmo frente a adversidades
Bom de bico galanteador, que tenta convencer os outros na conversa
Borracho bêbado (ver Portugal)
Botar a boca no trombone revelar um segredo, tornar algo público
Botar o carro na frente dos bois pular ou queimar etapas de forma inapropriada, geralmente atrapalhando o andamento ou resolução de uma situação
Botar pra quebrar fazer algo com extrema intensidade, em geral em sentido positivo; similar a "mandar ver"
Briga de cachorro grande embate entre forças as quais se julga superiores.
Briga de foice (no escuro) mulher feia
Cair a ficha entender um assunto tardiamente, dar-se conta de algo
Cara de pau Descarado, sem-vergonha
Carregar nas tintas mostrar-se exagerado ao descrever ou relatar
Chutar alto contar vantagens; jactar-se, vangloriar-se
Chutar o balde / Chutar o pau da barraca agir irresponsavelmente em relação a um problema
Colocar melancia na cabeça querer aparecer, se exibir
Comer água Ato de sair para consumir bebida alcoólica (em grande quantidade)
Comer cru e quente Ser apressado e pouco perfeccionista
Confundir alhos com bugalhos confundir ou misturar conceitos ou fatos
Conversa com a minha mão quando alguém fala sobre um assunto chato e não se deseja continuar a conversa.
Cutucar a onça com vara curta arrumar problema, provocar
Dar bola (para alguém) insinuar-se romanticamente para alguém
Dar a volta por cima se recuperar
Dar com a cara na porta levar um fora, decepcionar-se, procurar e não encontrar
Dar mancada descumprir promessa, relaxo, deslize
Dar pau na máquina dar urgência
Dar (um) galho ocasionar dificuldades, complicações, aborrecimentos
Dar uma de João sem braço fazer-se de desentendido
Dar uma mãozinha dar uma pequena ajuda
De uma Forma ou de outra quando tem certeza que algo irá ocorrer
Deitar o cabelo correr muito
Deixar na mão não colaborar, abandonar
Descascar o abacaxi resolver problema complicado/desvencilhar-se de uma incumbência ou situação desagradável
Dormir de toca ou Dormir na touca bobear
Dormir no ponto bobear, perder uma oportunidade
Estar com dor de cotovelo estar despeitado devido a uma decepção amorosa
Encher/entortar o caneco beber até cair
Enfiar o pé na jaca embriagar-se, cometer excessos, cometer um erro
Encher lingüiça enrolar, preencher espaço com embromação
Ensacar fumaça fazer trabalho inútil
Entrar pelo cano se dar mal, ficar encrencado
Estar com a bola murcha estar sem ânimo
Estar com a corda toda estar animado, empolgado
Estar dando sopa estar inadvertidamente vulnerável
Estar/ficar nas tintas assumir uma atitude de despreocupação, indiferença ou irresponsabilidade
Estar na aba de alguém usar emprestado ou de graça (algo pertencente a outro), para não comprar; filar
Estar no bico do corvo estar para morrer
Enxugar gelo insistir em um trabalho inútil
Fazer boca de siri manter segredo sobre algum assunto
Fazer nas coxas fazer sem cuidado
Feito cego em tiroteio Desorientado, perdido
Ficar a ver navios ficar sem nada ou sem coisa alguma
Galinha que acompanha pato, morre afogada querer fazer o que outro faz
Ir catar coquinho, Ir tomar banho ir fazer outra coisa
Ir para o espaço, ir pra "cucuia" não funcionar, falhar, dar errado, morrer
Ir para o saco não funcionar, falhar, dar errado, morrer
Ir pentear macaco mandar alguém ir procurar o que fazer, pedir alguém para não se intrometer
Jogado para escanteio Posto de lado; descartado; ignorado
Lascar o pudim acelerar, se apressar
Lavar as mãos não se envolver
Lavar a égua Ir à forra
Lavar a roupa suja acertar as diferenças com alguém
Levantar com o pé esquerdo ter um dia ruim
Levar chumbo/ferro/pau fracassar ou dar-se mal; sofrer violência
Levar toco ser dispensado(a) pela namorada(o)
Levar um fora ser descartado, desprezado, bloqueado ou impedido por alguém (sentimental)
Levar tudo por trás entender tudo de maneira pejorativa ou oposta
Malhar meter pau
Matar a cobra e mostrar o pau Assumir seus atos com fervor
Marcar touca distrair-se e perder uma oportunidade
Meter o dedo na ferida Insistir em situação problemática
Molhar o biscoito fazer sexo (homem)
Mudar da água para o vinho mudar totalmente, mudar radicalmente
Mudar do saco para a mala mudar totalmente de assunto
Na mão do palhaço ver-se numa situação fora de controle
Não fazer bom cabelo não ouvir, não servir, não combinar bem
Onde Judas perdeu as botas lugar muito distante
O que vem debaixo não me atinge expressão usada para menosprezar alguém ou estabelecer diferença de nível entre os interlocutores
Pagar o pato ser responsabilizado por algo que não cometeu
Pendurar as chuteiras aposentar-se, desistir
Pensar na morte da bezerra distrair-se
Perder a linha perder a educação, perder a elegância
Pirar na batatinha pensar/imaginar ou propor coisa improvável ou impossível de acontecer
Pisar na bola/no tomate cometer deslize
Plantar bananeira colocar-se de cabeça para baixo
Pôr minhoca na cabeça criar ou refletir sobre problemas inexistentes
Procurar chifre em cabeça de cavalo/pêlo em ovo procurar significados ou imaginar problemas que não existem
Procurar sarna para se coçar Se envolver em problemas sem necessidade
Quebrar o galho dar solução precária, improvisar
Sair da aba parar de filar algo (cigarro, bebida, jornal etc.); parar de ler o jornal por cima do ombro de outra pessoa
Segurar vela atrapalhar namoro, acompanhar um casal ou ser o único solteiro numa roda de casais
Sem pé nem cabeça confuso, sem sentido
Sem eira nem beira destituído de tudo
Ser um barbeiro motorista ou qualquer profissional descuidado, imperito ou incompetente na realização do seu trabalho
Ser de bom comer ter boa boca/consentir na infidelidade da própria mulher
Ser um joão-ninguém indivíduo sem importância, que não tem peso social e destituído de qualquer poder econômico
Ser uma mala sem alça ser muito chato e difícil de ser tolerado
Ser uma mão na roda ajudar muito, ser prestativo
Ser um/uma maria-vai-com-as-outras não ter própria personalidade, que se deixa facilmente influenciar ou levar pelos outros
Ser uma pedra no sapato/no caminho ser um estorvo, atrapalhar
Seus risos acabarão em lágrimas quando a pessoa está excedendo ou exagerando nas brincadeiras e acaba ouvindo o que não deve ou não quer (leva uma má resposta)
Soltar a franga desinibir-se (geralmente assumindo um lado feminino/alegre)
Tempestade em copo d'agua dar importância muito grande a uma coisa muito pequena
Tirar de letra fazer algo com muita facilidade
Tirar o cavalo da chuva desistir de algo ou alguém
Tirar onda brincar, sacanear
Tomar um chega para lá ser descartado
Trocar as bolas atrapalhar-se
Trocar os pés pelas mãos agir desajeitadamente, com pressa
Trocar seis por meia dúzia trocar uma coisa por outra que não vai fazer a menor diferença
Vendo a vó pela greta estar quase morrendo
Viajar na maionese não entender alguma coisa ou dizer um absurdo, bobeira, ou coisa sem sentido
Virar alcanfor sumir (como ocorre na volatização da cânfora); desaparecer, fugir
Voltar à vaca fria retornar a um assunto inicial/principal numa discussão, após divagação

Portugal[editar | editar código-fonte]

Segue uma lista de expressões usadas em Portugal.

À balda De forma desorganizada; à sorte ("Em Portugal, há que ser especialmente talentoso para corromper. [...] Não é acto que se pratique à balda, caso contrário o tribunal rejeita as pretensões do candidato. «Tenha paciência», dizem os juízes. «Tente outra vez. Isto não é corrupção que se apresente.»", Ricardo de Araújo Pereira, humorista e cronista, Revista Visão, 29/04/10, p. 130, frases destacadas).
A eito Por ordem e na totalidade (“Reduções salariais e cortes a eito nos direitos são um tipo de medicina medieval, que equivalem às sanguessugas receitadas pelos médicos no século XVI”, João Cravinho, director do Banco Europeu para a Reconstrução, Revista Sábado, 16/06/11, p. 29, frase destacada).
Acertar agulhas Pôr-se de acordo ou combinar algo com alguém
Acordar com os pés de fora estar mal disposto logo pela manhã
Abrir o coração Desabafar; declarar-se sinceramente
Abrir o jogo Denunciar; revelar detalhes
Abrir os olhos a alguém Convencer, alertar
À sombra da bananeira Despreocupado.
Agarrar com unhas e dentes Não desistir de algo ou alguém facilmente.
Água pela barba Situação desesperante.
Aperto no coração Estar angustiado
Aproveitar a boleia ir junto, já que vais, eu também vou
Armado até aos dentes Estar preparado para uma qualquer situação.
Arrancar cabelos Desespero.
Arregaçar as mangas Iniciar algo.
Balde de água fria Desilusão.
Barata tonta Distraído/a
Bater as botas Morrer, falecer
Bater com a cabeça na parede Aprender com os erros
Bater na mesma tecla Insistir.
Baixar a bola Acalmar-se; ser mais comedido
Cabeça de alho chocho distraído, esquecido
Cabeça nas nuvens distraído, alheio.
Calinada Pontapé na gramática, gafe, forma jocosa de se referir a erro ortográfico
Cair das nuvens Voltar à realidade.
Cara de caso estar preocupado
Cartas na mesa Factos expostos.
Cabeça nas nuvens Distraído.
Coisas do arco da velha Coisas insólitas.
Comer como um abade Comer muito, ser glutão.
Comprar gato por lebre Ser enganado.
Cortar as vazas Impedir algo ou alguém.
Chatear o Camões Ir chatear outra pessoa.
Chorar sobre o leite derramado Lamentar-se por algo que não tem solução/volta ou fato passado
Com a corda no pescoço Ameaçado, sob pressão ou com problemas financeiros
Com a faca e o queijo na mão Com poder ou condições para resolver algo
Com uma perna às costas Sem dificuldade nenhuma.
Dar com o nariz na porta Decepcionar-se, procurar e não encontrar
Dados lançados Factos expostos.
Dar o braço a torcer Voltar atrás numa decisão ou opinião
Dar com a língua nos dentes Contar um segredo.
Dar uma mãozinha Ajudar.
Dar troco Dar conversa.
Dar a volta ao bilhar grande Ir chatear outra pessoa...
De pedra e cal Definitivo, para ficar.
Descalçar a bota Resolver um problema.
Dor de cotovelo Inveja.
Dor de corno Despeito amoroso.
De olhos fechados Sem dificuldade alguma
Engolir sapos Fazer algo contrariado; ser alvo de insultos/injustiças/contrariedades sem reagir/revidar, acumulando ressentimento
Estar com os azeites Estar aborrecido / chateado com algo.
Estar de mãos a abanar Não conseguir o que pretendia
Estar de mãos atadas Não poder fazer nada
Estar de trombas Estar aborrecido / chateado com algo. Má cara.
Estar-se nas tintas não querer saber, ser indiferente, ignorar deliberadamente
Encostar a roupa ao pêlo Bater em alguém.
Estar giro estar bonito, engraçado
Estar fixe estar muito bom
Estar feito ao bife Estar em risco de ser tramado
Fazer um negócio da China Aproveitar de grande oportunidade
Fazer vista grossa Fingir que não viu; relevar; negligenciar
Fazer tempestade em copo d'água Transformar banalidade em tragédia
Ficar a dizer: - Ó tio! Ó tio! Ficar numa grande confusão que exige pedir a ajuda de alguém.
Ficar para tia Ficar solteira.
Gritar a plenos pulmões Gritar com toda a força
Ir desta para melhor Morrer, falecer
Ir aos arames Enervar-se, irritar-se
Lavar roupa suja Discutir em público.
Levar a peito Tomar para si, transpor para o plano pessoal, ofender-se
Macaquinhos na cabeça Dar ou ter motivos para a desconfiança
Meter os pés pelas mãos Agir desajeitadamente ou com pressa; confundir-se no raciocínio
Meter o rabo entre as pernas Submeter-se
Muitos anos a virar frangos Muita experiência
Não bater bem da bola Não estar bom da cabeça.
Nem que a vaca tussa De modo algum.
Onde Judas perdeu as botas Lugar remoto.
O 1º milho é dos pardais Diz-se a pessoa impaciente.
O gato comeu a língua Diz-se de pessoa calada.
Paninhos quentes Com todos os cuidados.
Pão, pão, queijo, queijo Diz-se daquilo que é muito simples
Papas na língua (não ter...) Dizer o que se pensa sem receio
Passar a pente fino Analisar ou escrutinar minuciosamente.
Pés de lã Diz-se do cuidado e silêncio que se tem (sobretudo com o caminhar) para não se ser percebido por outros
Pés para a cova Estar para morrer
Pendurar as botas Aposentar-se, desistir
Pentear macacos Ir chatear outra pessoa.
Pensar na morte da bezerra Estar distraído/a.
Pedra no sapato Problema por resolver.
Pior que uma lesma Enfurecido/a.
Pôr a cabeça em água cansar, extinguir a paciência
Pôr a pata na poça Fazer asneira
Pôr as barbas de molho Precaver-se
Pôr mãos à obra Trabalhar com afinco
Pôr os pontos nos is Esclarecer a situação detalhadamente
Pôr pulga atrás da orelha Ficar desconfiado.
Pôr-se a pau Estar atento
Pregar uma peta Enganar, mentir.
Prometer mundos e fundos Fazer promessas infundadas ou exageradas
Procurar uma agulha num palheiro Tentar algo impossível.
Rebeubéu, pardais ao ninho Grande alvoroço
Riscar do mapa Fazer desaparecer
Sacudir a água do capote Livrar-se de problemas ou de acusações.
Sem pés nem cabeça Sem lógica; sem sentido.
Segurar a vela Estar sozinho/a com um casal.
Ser um troca-tintas Mudar de ideias facilmente; traidor.
Ter a barriga a dar horas Ter fome.
Ter bicho carpinteiro Estar irrequieto.
Ter lata Ser descarado
Ter macacos (ou macaquinhos) no sótão Ter ilusões, achar que algo muito improvável de acontecer é bastante possível
Tirar água do joelho Urinar
Tirar o cavalo (ou cavalinho) da chuva Desistir com relutância por motivo de força maior ou impedimento hierárquico.
Trinta por uma linha Fazer muita algazarra por uma ninharia
Trepar paredes Estar desesperado.
Trocar alhos por bugalhos Confundir factos e/ou histórias.
Uma mão lava a outra (e as duas lavam as orelhas) Entreajuda; trabalhar em equipa ou para o mesmo fim.
Virar casacas Mudar de ideias facilmente; traidor.
Voltar à vaca fria Voltar ao assunto com que se iniciou uma conversa.
Vira o disco e toca o mesmo Estar sempre a dizer ou a repetir algo.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]