Listra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde outubro de 2010).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Listra era uma antiga cidade da província romana da Licônia e que passou a fazer parte do sul da Galácia, depois que esta outra província veio a ser ampliada, provavelmente na época de Augusto. Situava-se a cerca de 30 km a sul de Icônio, a atual Konya, e teria sido um dos locais por onde o apóstolo Paulo anunciou o Evangelho em suas viagens missionárias, conforme relata o livro de Atos do Novo Testamento da Bíblia.

O cristianismo na cidade[editar | editar código-fonte]

De acordo com o capítulo 14 de Atos, após ter escapado da perseguição em Icônio, Paulo e Barnabé entraram na cidade para evangelizarem e numa ocasião foi curado um paralítico de nascença. Por causa disso, os habitantes de Listra pensaram que os dois missionários fossem a encarnação dos deuses pagãos Júpiter e Mercúrio, tendo impedido, com muita dificuldade, que as multidões lhes oferecessem sacrifícios de adoração.

Depois disso, alguns judeus incrédulos de Antioquia e de Icônio teriam vindo a Listra a fim de incitar a multidão para que apedrejasse Paulo, o qual, milagrosamente, sobreviveu e seguiu para Derbe.

Apesar da perseguição sofrida, a Igreja foi estabelecida em Listra que chegou a ser visitada novamente pelo apóstolo ao retornar de sua primeira viagem missionária e em outras ocasiões.

Paulo escreveu uma epístola às comunidades cristãs da Galácia, a Epístola aos Gálatas.