Literatura medieval da Escandinávia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A literatura medieval da Escandinávia concentra-se basicamente em torno de quatro grandes conjuntos: primeiro, as Eddas, apanhado de tradições mitológicas, existindo a poética, mais antiga e próxima da oralidade, e a prosaica, organizada no século XIII por Snorri Sturluson. Em segundo, as sagas islandesas, um conjunto de narrativas prosaicas recontando histórias dos tempos vikings, subdividindo-se em diversas categorias. Em terceiro, a poesia escáldica, realizada pelos poetas de corte da Era Viking e no início do cristianismo. Em quarto, as narrativas com cunho histórico, como as grandes descrições do povoamento escandinavo ou as compilações das vidas dos reis, sobressaindo-se a Gesta Danorum, a Heimskringla e o Livro da Colonização. Esta produção literária foi realizada entre os séculos XII a XIV d.C., mas contendo diversos manuscritos inclusive da época renascentista, que preservaram originais perdidos.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • LANGER, Johnni. História e sociedade nas sagas islandesas: perspectivas metodológicas. Alethéia: revista de estudos sobre antiguidade e medievo, vol. 1, 2009.

http://revistaale.dominiotemporario.com/doc/LANGER_Artigo.pdf