Livramento (Paraíba)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Livramento
Vista de satélite da cidade e praça Tona Leite (dedicada em memória da primeira dama de Livramento, Josefa Leite, esposa do primeiro prefeito da cidade).

Vista de satélite da cidade e praça Tona Leite (dedicada em memória da primeira dama de Livramento, Josefa Leite, esposa do primeiro prefeito da cidade).
Bandeira de Livramento
Brasão de Livramento
Bandeira Brasão
Hino
Fundação 11 de novembro de 1962 (52 anos)
Gentílico livramentense
Prefeito(a) Carmelita Estevão Ventura Sousa (PR)
(2013–2016)
Localização
Localização de Livramento
Localização de Livramento na Paraíba
Livramento está localizado em: Brasil
Livramento
Localização de Livramento no Brasil
07° 22' 26" S 36° 56' 45" O07° 22' 26" S 36° 56' 45" O
Unidade federativa  Paraíba
Mesorregião Borborema IBGE/2008[1]
Microrregião Cariri Ocidental IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Norte com Desterro e Taperoá; Sul com São José dos Cordeiros; Leste com Taperoá e São José dos Cordeiros; Oeste com Itapetim.
Distância até a capital 243 km
Características geográficas
Área 283,155 km² [2]
População 7 164 hab. IBGE/2010[3]
Densidade 25,3 hab./km²
Altitude 584m m
Clima semiárido quente com chuvas de verão Bsh
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,586 baixo PNUD/2000[4]
PIB R$ 26 091,948 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 3 571,79 IBGE/2008[5]
Página oficial

Livramento é um município brasileiro localizado no estado da Paraíba. Fica aproximadamente a 243 km da capital, João Pessoa. Possui feiras populares notáveis e uma rádio local de bom alcance. A cidade, que é uma das mais charmosas do estado, preserva como poucas um charme todo especial de aspecto original do interior paraibano em sua atmosfera pitoresca.

História[editar | editar código-fonte]

As terras que hoje representam a sede do município de Livramento, faziam parte da antiga Fazenda Livramento pertencente à Jose Marinheiro de Brito. Em 1913, foi erguida uma capela no local dedicada a Nossa Senhora do Livramento, hoje padroeira da cidade. A primeira missa realizada em Livramento ocorreu no dia 24 de dezembro de 1914.

Antônio Marinheiro, pai de José Marinheiro de Brito foi o primeiro habitante a erguer sua casa no povoado. Pouco tempo depois, Ildefonso de Almeida Filho se estabeleceu no local construindo várias casas e instalando uma indústria de beneficiamento de algodão, o que contribuiu para chegada de novos moradores.

A fertilidade da terra foi o principal fator para atrair novos moradores de outras áreas, uma vez que favorecia a criação de gado e o plantio de alimentos contribuindo desta forma para o crescimento da população. No ano de 1914, foi realizada a primeira feira pública, que, ainda é nos dias de hoje, reconhecida pelo seu intenso movimento.

Livramento foi distrito até o dia 15 de dezembro de 1961, quando sob a lei 2625 do mesmo ano, ficou independente de Taperoá. O município foi emancipado no dia 11 de novembro de 1962, sendo o seu primeiro prefeito Clóvis Leite de Almeida. A cidade já teve outros nomes como Sarapó e Carnaubal, mas somente em 1949 voltou ao seu nome de origem.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localização[editar | editar código-fonte]

Distante 243 km da capital João Pessoa, o município de Livramento está localizado na mesorregião da Borborema e microrregião do Cariri Ocidental paraibano a uma altitude de cerca de 584m. Possui uma área de aproximadamente 345 km² e limita-se ao norte com os municípios de Desterro e Taperoá, ao Sul com o município de São José dos Cordeiros, ao leste com os municípios de Taperoá e São José dos Cordeiros e a Oeste com o distrito de São Vicente, município de Itapetim, no estado de Pernambuco.

O acesso à cidade é feito por meio da rodovia BR-230, seguida pela rodovia PB-216 e, por fim, da localidade denominada de "7 Estrelas" (acesso com cerca de 10 km percorridos em estrada asfaltada).

Relevo e hidrografia[editar | editar código-fonte]

O município está localizado no Planalto da Borborema, com altitude de 584m acima do nível do mar e apresenta um relevo configurado por superfície em rochas minadas e as serras do Boqueirão e São Gonçalo. Seus principais cursos d’água são os rios Taperoá e o Riacho do Coqueiro. Os reservatórios existentes são: açude do Russo, o Salitre e o açude do estado.

Clima[editar | editar código-fonte]

O Clima de Livramento é quente e seco, apresentando temperaturas mínimas de 18 °C no inverno e 32 °C no verão e uma precipitação pluviométrica de aproximadamente 600mm, com chuvas irregulares e mal distribuídas nos meses de fevereiro a maio.

O município está incluído na área geográfica de abrangência do semiárido brasileiro, definida pelo Ministério da Integração Nacional em 2005.[6] Esta delimitação tem como critérios o índice pluviométrico, o índice de aridez e o risco de seca.

Vegetação[editar | editar código-fonte]

A área do município é recoberta por vegetação subxerófila, com predominância da caatinga(plantas baixas e rasteiras).

O município apresenta três classes de solos com componentes minerais: pouco profundo, rasos, solos desenvolvidos. Este último, mais propício a pratica de atividades agrícolas, esta dividido em: solo ciclo arenoso e ciclo argilo arino.

População[editar | editar código-fonte]

O município possui 7.305 habitantes

Conterrâneos[editar | editar código-fonte]

Grandes nomes e artistas são natural do município de Livramento.

Maritônio Portela, grande artesão conhecido por suas grandes obras de artes e que atualmente trabalha em cenários de conhecidas novelas da Rede Globo de televisão;

Jurandy do Sax, "O homem do Bolero de Ravel", que toca todos os dias no por do sol na praia do jacaré em João Pessoa e já foi apontado como o artista mais divulgado da Paraíba;

Eliza Clivia, ex cantora de Cavaleiros do Forró;

Marcondes Brito, Diretor de Controle de Emissoras do Grupo Bande

Turpim Nóbrega, músico saxofonista paraibano, nasceu em 6 de abril e 1930. Autor do livro “A Música e Eu”;

Infra-estrutura[editar | editar código-fonte]

Possui 27 escolas de ensino fundamental, quatro de ensino pré-escolar e uma do ensino médio;

Eventos[editar | editar código-fonte]

O evento de grande importância é a festa da padroeira Nossa Senhora do Livramento comemorada no dia 24 de novembro.

Outros eventos de grande relevância é são joão desta cidade, que tem boas festas, um friozinho aconchegante e muita gente bonita e também um evento chamado Quarta Cultural que é realizado pela Secretaria de Educação em conjunto com as escolas, onde são feitas diversas apresentações culturais pelos proprios alunos das escolas, apresentações tais como danças culturais, apresentações de danças de rua e cantores regionais.

Possui também uma grande festa, a tradicional festa de Sta. Teresinha que acontece no mês de outubro.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010 Censo Populacional 2010 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Visitado em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 11 dez. 2010.
  6. Ministério da Integração Nacional, 2005. Nova delimitação do semiárido brasileiro.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios da Paraíba é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.