Llanos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Os llanos na Colômbia.

Os Llanos (do castelhano llanos, plainos ou planícies) são uma vasta região do norte da América do Sul, sita maioritariamente na bacia do rio Orinoco, considerada como um dos ecossistemas mais importantes da Terra[1] e enquadrado no bioma correspondente às savanas.

O clima dos llanos caracteriza-se pela elevada temperatura do ar e pela existência de duas estações bem marcadas: a estação das chuvas; e a estação seca. Assim, é uma das variantes do clima tropical com estação seca, a que corresponde o tipo Aw na classificação climática de Köppen-Geiger. Embora sendo em geral húmido, tem períodos de seca mais ou menos intensa. A temperatura do ar é elevada (em média anual acima dos 25 °C), embora possa ser bem menor nos llanos sitos a elevadas altitudes, onde a suavidade do clima se aproxima dos climas tropicais alpinos.

A existência deste clima intertropical de savana associada ao facto da região se situar no interior do continente, e por isso com ausência de influência marítima, permite uma maior amplitude térmica diária que nas zonas costeiras. As temperaturas mais baixas registam-se nas épocas das chuvas, ou seja em Agosto e Setembro, mas a amplitude térmica anual é em geral pouco significativa.

A importância económica dos llanos deve-se a esta ser uma região apta para a bovinicultura extensiva e para a agricultura. Também existe uma importante actividade petrolífera nas regiões de Arauca, Casanare, Anzoátegui, Apure e Monagas.

Os habitantes da região, os llaneros, são considerados gente hospitaleira e excelentes cavaleiros e vaqueiro. O principal ritmo musical dos llanos é o Joropo, cuja origem é disputada apaixonadamente por colombianos e venezuelanos.

História[editar | editar código-fonte]

Em 1528 foi criada a Capitanía General de Venezuela por parte da Coroa Espanhola, a qual incorporou a maioria dos territórios dos llanos na Venezuela. Em consequência da Venezuela não ter aceite o Tratado Pombo-Michelena e o traçado fronteiriço nele incluído, a Colômbia anexou parte dos territórios do então oeste venezuelano, na sua maioria pertencente aos llanos, razão pela qual esta extensa região se encontra actualmente repartida entre os dois países.

Divisão geográfica de Los Llanos[editar | editar código-fonte]

Os llanos formam parte do território de dois países: Colômbia (na parte conhecida por Llanos Orientales) e Venezuela. A divisão político-administrativa é a seguinte:

  • Venezuela — no território venezuelano, os llanos estão incoporados nos estados de Apure, Barinas, Portuguesa, Cojedes, Guárico, Anzoátegui e Monagas. Os Llanos venezuelanos concentram cerca de 14% dos habitantes do país. Na Venezuela os llanos dividem-se em três regiões:
    • Llanos occidentales: incorporados nos estados de Apure, Barinas e Portuguesa, correspondentes ao território em geral identificado como os llanos venezuelanos;
    • Llanos centrales: região aplainada dos estados de Guárico e Cojedes, no centro do país;
    • Llanos orientales: região que ocupa boa parte dos estados de Anzoátegui e Monagas.
  • No território colombiano, os llanos localizam-se nos departamentos de Arauca, Casanare, Vichada, Guainía, Meta, Vaupés e Guaviare, com uma parte no departamento de Caqueta.

Cidades dos llanos[editar | editar código-fonte]

Venezuela[editar | editar código-fonte]

Das 24 entidades federais venezuelanas sete são dos llanos:

Colômbia[editar | editar código-fonte]

  • Villavicencio - capital do departamento do Meta, com 300 000 habitantes
  • Puerto López - Importante porto no rio Meta
  • Arauca - capital do departamento homónimo.
  • Tame - Segunda cidade mais importante do Arauca.
  • Saravena - Importante centro petroleiro do Arauca.
  • Yopal - Capital departamental do Casanare.
  • Puerto Carreño - Capital departamental do Vichada.
  • Inírida - Capital departamental da Guainía.
  • Mitú - Capital do departamento de Vaupés.
  • San José del Guaviare - Capital do departamento de Guaviare.

Infra-estrutura[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Jeff Corwin: Los Llanos. Animal Planet.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]