Lluís Bonet i Garí

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo. Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Fachada da Paixão da Sagrada Família, onde trabalhou Bonet i Garí.

Lluís Bonet i Garí (el Cros, Argentona, Maresme, 1893 - Barcelona, 1993) foi um arquitecto espanhol</ref>.[1] Diplomado em 1918, formou-se com Josep Puig i Cadafalch e foi discípulo de Antoni Gaudí, com quem colaborou no Templo Expiatório da Sagrada Família, prosseguindo as obras desde 1954. Em colaboração com Isidre Puig i Boada e Francesc Quintana, encarregou-se da nova fachada da Paixão.

Bonet continuou o estilo de Gaudí na capela de São Miquel del Cros, em Argentona (1929), e foi um dos representantes do monumentalismo (Instituto Nacional de Previsão e Banco Vitalício, Barcelona, 1949). Protector da cultura catalã durante o franquismo, realizou em sua casa várias sessões do Institut d'Estudis Catalans (1941-1959). Autor de Las masías del Maresme (1983). Foi pai do também arquitecto Jordi Bonet i Armengol, actual director das obras da Sagrada Família.

Referências

  1. Lluís Bonet i Garí. Disponível em http://www.myetymology.com/encyclopedia/Llu%C3%ADs_Bonet_i_Gar%C3%AD.html. Acesso em 30 de março de 2015. (em inglês)