Locução verbal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Na língua portuguesa, uma locução verbal é formada por um verbo auxiliar (conjugado) e pelo verbo principal (no infinitivo, gerúndio ou particípio)[1] [2] .

A locução constitui um todo, os verbos auxiliares apenas indicam as conjugações, tal como em estava indo e terá falado.[3]

Nela se enquadram os tempos compostos, que são formados pelos verbos auxiliares ter ou haver, seguidos do particípio do verbo que se quer conjugar.[3] Outro tipo de conjugação composta - também chamada conjugação perifrástica - são as locuções verbais,constituídas de verbos auxiliares mais gerúndio ou infinitivo

Exemplo dos tempos compostos do verbo "falar"[editar | editar código-fonte]

Modo indicativo
  • Pretérito perfeito: [eu] tenho falado.
  • Pretérito mais-que-perfeito: [eu] tinha falado.
  • Futuro do presente: [eu] terei falado.
  • Futuro do pretérito: [eu] teria falado.
Modo subjuntivo
  • Pretérito perfeito: [eu] tenha falado.
  • Pretérito mais-que-perfeito: [eu] tivesse falado.
  • Futuro: [eu] tiver falado.
Infinitivo pessoal
  • [eu] ter falado.
  • [tu] teres falado.
  • [ele/ela] ter falado.
  • [nós] termos falado.
  • [vós] terdes falado.
  • [eles/elas] terem falado.
Gerúndio
  • [eu/tu/ele/ela/nós/vós/eles/elas] Tendo falado

Referências

  1. Othero, Gabriel de A. Um breve estudo sintático-formal sobre a estrutura básica da frase em português. Letrônica, Porto Alegre v.2, n.1,p. 195, jul. 2009
  2. PAREDES, José Geraldo. O emprego do infinitivo flexionado e sem flexão na locução verbal. Cadernos da ABF, volume I, número 1
  3. a b RODRIGUES, Sónia Valente (4 de setembro de 2007). A diferença entre locução verbal e conjugação composta (em português). Página visitada em 9 de junho de 2013.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Gramática "Faraco & Moura" (1999).