Loira burra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Retrato da famosa cortesã francesa Rosalie Duthé, pintado por Claude-Jean-Baptiste Hoin (1750–1817).

A loira burra ou loura burra é um estereótipo feminino, caracterizado por uma mulher jovem e atraente, de cabelos loiros, que tem grande beleza física, mas "peca" por ser exageradamente ignorante e ter pouca cultura geral.

Algumas atrizes loiras, como Marilyn Monroe, Judy Holliday, Jayne Mansfield, Goldie Hawn, entre outras, reforçaram o esterótipo através de papéis que interpretaram no cinema e na televisão.[1] No Brasil, o estereótipo foi popularizado pela música "Lôrabúrra", de Gabriel o Pensador;[2] no entanto, Gabriel disse que não se referia às loiras, mas a "um determinado tipo de garota sem personalidade" e que escolheu o loiro, por ser um tendência as mulheres pintarem seus cabelos dessa cor.[3]

Origem do estereótipo[editar | editar código-fonte]

O poeta Propércio criticou severamente as mulheres que alteravam a cor de seus cabelos no século I a.C., dizia-se, na época, que clareavam seus cabelos para imitar as gaulesas e germânicas, mulheres de povos bárbaros, considerados estúpidos.[4]

Muitos males cercam a jovem que estupidamente pinta seu cabelo com uma falsa cor. -Propércio, século I a.C.

A Encyclopedia of Hair afirma que o mito vem da biologia: "Fios louros são comuns em crianças e tendem a escurecer quando crescemos. Portanto, cabelos claros são associados com: infantilidade, ingenuidade e menor habilidade com a linguagem".[4]

Outros atribuem o conceito moderno a uma cortesã francesa chamada Rosalie Duthé, que era conhecida por ser bonita, mas de "cabeça vazia" e incapaz de manter uma conversa coerente.[1]

Referências

  1. a b Sherrow, Victoria. Encyclopedia of hair. [S.l.]: Greenwood Publishing Group, 2006. p. 149-151. ISBN 0-313-33145-6.
  2. Gabriel Pensador. Lora Burra (sic) Cifras.com.br. Visitado em 10 de abril de 2013.
  3. Silva, Chico (3 de outubro de 2001). Piada de loira IstoÉ Independente. Visitado em 10 de abril de 2013.
  4. a b Superinteressante (Abril de 2011). Quem inventou que as loiras são burras? Editora Abril. Visitado em 10 de abril de 2013.

Galeria[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]