Longino

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes (desde abril de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
São Longino/Longuinho
Imagem de São Longuinho construída por Bernini na Basílica de São Pedro, Roma.
Mártir
Nascimento século I em Capadócia
Morte século I em Capadócia
Veneração por Igreja Católica, Igreja Apostólica Armênia
Principal templo nicho na Basílica de São Pedro, Vaticano (Roma, Itália)
Festa litúrgica 15 de Março
16 de Outubro
Atribuições Lança
Gloriole.svg Portal dos Santos
Portal A Wikipédia possui o
Portal dos Santos

São Longino (do latim Longinus), também popularmente referido como Longuinho, é um santo da Igreja Católica.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Existem pouquíssimos relatos acerca da vida deste personagem. Pelo fato de o nome ser derivado do grego e significar "uma lança", é referido como tendo sido o soldado romano que perfurou Jesus com uma lança (Jo 19,34), ou como o centurião que, na crucificação, reconheceu Cristo como "o Filho de Deus" (Mt 27,54; Mc 15,39; Lc 23,47).

De acordo com os relatos dos Evangelhos, em razão de ao pôr do sol iniciar-se o shabat, para que os corpos dos condenados não profanassem o dia santo, as suas pernas deveriam ser quebradas para assim apressar a morte. Chegando a Jesus, viram que já estava morto, e para comprovar-lhe o óbito, um dos soldados perfurou-lhe o corpo com uma lança. O líquido saído do corpo de Jesus terá respingado nos olhos do soldado, curando-o instantaneamente de uma grave doença ocular. O soldado converteu-se e abandonou o exército romano, transformou-se num monge a percorrer a Cesareia e a Capadócia, na atual Turquia.

São Longino foi preso e torturado por causa de sua fé cristã, teve seus dentes arrancados e a sua língua cortada.

Veneração[editar | editar código-fonte]

Na tradição popular, é invocado para encontrar objetos perdidos. A sua festa é comemorada na Igreja Ortodoxa no dia 16 de outubro e na Igreja Católica no dia 15 de março.

Na arte litúrgica, São Longino tem a sua figura representada por um soldado com uma lança apontada para os olhos ou ainda com os braços abertos, segurando uma lança.

Uma relíquia religiosa que se encontra em Viena, na Áustria, é reverenciada como sendo a lança de São Longino.

Oração a São Longino[editar | editar código-fonte]

Glorioso São Longino, a vós suplicamos, cheios de confiança em vossa intercessão. Sentimo-nos atraídos a vós por uma especial devoção, e sabemos que nossas súplicas serão ouvidas por Deus Nosso Senhor, se vós, tão amado por Ele, nos fizer representar.
Vossa caridade, reflexo admirável, inclina-se a socorrer toda miséria, a consolar todo sofrimento,a suprir toda necessidade em proveito de nossas almas, e assegurar cada vez mais nossa eterna salvação, com a prática de boas obras e a imitação de vossas virtudes ! Amém

No Brasil[editar | editar código-fonte]

No Brasil há uma crença popular de que São Longuinho auxilia a encontrar objetos perdidos. É só repetir:

São Longuinho, São Longuinho, se eu achar (nome do objeto perdido) dou três pulinhos.

Quando a pessoa encontra o objeto precisa cumprir a promessa em devoção ao santo.

Em Portugal[editar | editar código-fonte]

Estátua de São Longuinho, Braga.

Em Portugal existe uma estátua de São Longuinho no Santuário do Bom Jesus do Monte, na cidade de Braga.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Longino