Lonsdaleíta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Estrutura molecular da Lonsdaleíta

A lonsdaleíta é um polimorfo hexagonal de carbono encontrado em meteoritos, assim chamado em homenagem a Kathleen Lonsdale. É uma forma semelhante ao diamante, no entanto hexagonal. Encontrada pela primeira vez em 1967 em cristais microscópicos associados ao diamante em restos de meteorito no Arizona. Crê-se que no impacto do meteorito com grafite contra a Terra, o calor e a energia do impacto possam transformar a grafite em diamante mantendo a sua estrutura hexagonal. As amostras encontradas apresentam impurezas e falhas estruturais. Esse minério é 58% mais duro que o diamante segundo simulações em computador. Cientistas trabalham para que, futuramente possam recriar uma estrutura super resistente.

Possui cor negra, brilho diamantínico. Cristais <3mm, configuração pseudocúbica, octaédrica. Defracção 2.06,2.19,1.26. a=3 b=0 c=4 α=0° β=0° γ=0° Z=4

Encontrada em Tunguska, Rússia e em outros impactos de meteoritos.

Ícone de esboço Este artigo sobre um mineral ou mineraloide é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.