Lorena (França)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde maio de 2014).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Lorraine
Lorena
Bandeira
Flag of Lorraine.svg
Brasão
Blason Lorraine.svg
Informações
Prefeitura regional Metz
Arrondissements 19
Cantões 157
Comunas 2337
ISO 3166-2 FR-M
Dados Estatísticos
Área 23 547 km²
População 2 356 600 hab. (2012)
Densidade populacional 100,1 hab./km²
Dados políticos
Presidente do conselho regional Jean-Pierre Masseret (PS)
(desde 2010)
Departamentos
Meurthe-et-Moselle (54)
Meuse (55)
Mosela (57)
Vosges (88)
Mapa - Localização de Lorena
Lorraine map.png
Localização da Região de Lorena na França

A Lorena (em francês: Lorraine; em alemão: Lothringen) é uma região do nordeste da França[1] .

Geografia[editar | editar código-fonte]

A Lorena é a única região francesa a possuir fronteiras com três outros países: a Bélgica (Valônia), Luxemburgo e a Alemanha (länder de Sarre e Renânia-Palatinado). Ela é também vizinha de três regiões francesas: Alsácia, Champanha-Ardenas e Franche-Comté.

História[editar | editar código-fonte]

A Lorena é um vestígio do reino do carolíngio Lotário I, a Lotaríngia, enquanto seu irmão Carlos o Calvo recebia a Frância ocidental (França) e Luís o Germânico a Frância oriental (Germânia). Quando o reino loreno desaparece, seus dois vizinhos não tardam a cobiçá-lo. Através do Sacro Império Romano-Germânico, é a última que toma o controle da região inicialmente, mas, com o passar dos séculos, o reino da França toma pouco a pouco o controle deste território. Apesar das últimas tentativas, em 1870 e 1940, a Lorena está hoje em dia profundamente integrada à França.

Economia[editar | editar código-fonte]

Com 44 bilhões de euros, a Lorena é responsável por 3,4% do PIB francês, o que a situa no oitavo lugar entre as 22 regiões francesas. Os serviços terciários e a logística são os setores com a mais forte progressão. Paralelamente, a situação das indústrias tradicionais (indústria têxtil, exploração mineira e metalurgia) se degrada, originando em conseqüência duas importantes dificuldades na região: uma taxa de desemprego elevada (mas inferior à média nacional) e um grande número de sítios poluídos e freqüentemente abandonados.

Cultura[editar | editar código-fonte]

Pela sua posição geográfica, a Lorena foi uma região de trocas culturais privilegiadas entre a França e as culturas germânicas. Assim, diversas inovações entraram pela Lorena antes de se espalhar pelo resto da França (música, gastronomia, etc.). A Lorena também foi o berço de movimentos culturais originais, dentre os quais o mais famoso é certamente o art nouveau, levado à França pela 'École de Nancy.

Lorenos célebres[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Lorena (França)