Lorin Maazel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde julho de 2014).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Lorin Maazel
Informação geral
Nome completo Lorin Varencove Maazel
Nascimento 6 de março de 1930
Origem Neuilly-sur-Seine
País França
Data de morte 13 de julho de 2014 (84 anos)
Local de morte Castleton, Virgínia
Gênero(s) Clássico
Ocupação(ões) Maestro

Lorin Varencove Maazel (Neuilly-sur-Seine, 6 de março de 1930 — Castleton, Virgínia, 13 de julho de 2014) foi um maestro, violinista e compositor estadunidense. Era diretor musical da Filarmônica de Nova Iorque à época de sua morte.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Maazel nasceu em uma família judaica na França, mas cresceu nos Estados Unidos. Sua família foi extremamente musical (seu avô, Isaac, era violinista no Orquestra do Metropolitan Ópera), e desde criança foi um prodígio, tendo sua primeira aula de condução aos sete anos de idade e fazendo sua estréia aos oito. Aos onze anos de idade ele conduziu a Orquestra Sinfônica NBC no rádio. Aos doze ele já fazia turnês pelos Estados Unidos conduzindo orquestras. Ele fez sua estréia como violinista aos quinze anos e acabou estudando na Universidade de Pittsburgh.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Em 1960, ele se tornou o primeiro Americano a conduzir em Bayreuth. Ele foi maestro da Ópera Alemã de Berlim (Deutsche Oper Berlin), de 1965 até 1971 e maestro da Orquestra Sinfônica da Rádio de Berlim, de 1965 até 1975.

Em 1972, Mazeel começou seu mandato a frente da Orquestra de Cleveland, sucedendo George Szell. Uma das gravações mais notáveis durante essa época foi a gravação completa do Porgy and Bess de Gershwin. Ele deixou o posto em 1982 e desde lá nunca mais conduziu a Orquestra de Cleveland.

Maazel conduziu a Ópera Estatal de Viena de 1982 até 1984 como condutor chefe. De 1984 até 1988 ele foi o consultor musical da Orquestra Sinfônica de Pittsburgh e diretor musical da orquestra de 1988 até 1996. De 1993 até 2002 ele foi condutor chefe da Orquestra Sinfônica da Rádio Bávara em Munique.

Ele também conduziu três filmes: Don Giovanni (1979), Carmen (1984) e Otello (1986).

Em 2000, Maazel fez apresentações com a Filarmônica de Nova Iorque como maestro convidado, com uma reação positiva dos musicos da orquestra. Então em Janeiro de 2001 ele foi apontado como o próximo diretor musical da orquestra, começando em 2001, sucedendo Kurt Masur. Ele deixou o cargo para Alan Gilbert em 2009. Maazel conduziu a Filarmônica de Nova Iorque na Coréia do Norte no dia 26 de Fevereiro de 2008, interpretando os hinos da Coreia do Norte, dos Estados Unidos, a Sinfônia Novo Mundo de Dvorak, An American in Paris de Gershwin e fechou com uma música tradicional coreana, Arirang.

Em 2004 tornou-se diretor musical da Filarmônica Arturo Toscanini. Em Março de 2006, fez uma turnê pela Ásia com a violinista Lidia Baich, conduzindo a Orquestra Sinfônica de Singapura e a NSO de Taiwan. Desde Setembro de 2006 ele tem sido o diretor musical da orquestra da casa de ópera Ciutat de les Arts i les Ciències (Cidade das Artes e das Ciências) em Valência, Espanha.

Maazel também participou seis vezes do Concerto de Ano Novo de Viena, nos anos de 1980, 1986, 1994, 1996, 1999 e 2005, além disso compôs uma ópera, 1984 baseada numa obra de George Orwell.

Família[editar | editar código-fonte]

Maazel casou-se por três vezes. Seus dois primeiros casamentos foram com a pianista Miriam Sandbank e Israela Margalit, acabando em divórcio. Sua terceira esposa foi a atriz alemã Dietlinde Turban. Eles tem dois filhos e uma filha.

Faleceu em 13 de julho de 2014 vítima de complicações de pneumonia.[1] [2]

Gravações notáveis[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Ferenc Fricsay
Regente titular da Orquestra Sinfônica Alemã em Berlim
1964–1975
Sucedido por
Riccardo Chailly
Precedido por
George Szell
Diretor artístico da Orquestra de Cleveland
1972–1982
Sucedido por
Christoph von Dohnányi
Precedido por
Egon Seefehlner
Diretor da Ópera Estatal de Viena
1982–1984
Sucedido por
Egon Seefehlner
Precedido por
André Previn
Diretor artístico da Orquestra Sinfônica de Pittsburgh
1984–1996
Sucedido por
Mariss Jansons
Precedido por
Sergiu Celibidache
Regente titular da Orchestre National de France
1987–1991
Sucedido por
Charles Dutoit
Precedido por
Colin Davis
Regente titular da Orquestra Sinfônica da Rádio Bávara
1993–2002
Sucedido por
Mariss Jansons
Precedido por
Kurt Masur
Diretor artístico da Orquestra Filarmônica de Nova Iorque
2002–2014
Sucedido por
-

Referências

  1. Lorin Maazel, an Intense and Enigmatic Conductor, Dies at 84 (em inglês). The New York Times (13 de julho de 2014).
  2. Lorin Maazel morre aos 84 anos. O Globo (13 de julho de 2014).

Ligações externas[editar | editar código-fonte]