Louis Barthou

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Louis Barthou
Louis Barthou
Primeiro-ministro Flag of France.svg França
Mandato 22 de Março de 1913

até 9 de Dezembro de 1913

Antecessor(a) Aristide Briand
Sucessor(a) Gaston Doumergue
Vida
Nascimento 25 de Agosto de 1862
Morte 9 de Outubro de 1934
linkWP:PPO#França

Jean Louis Barthou GCTEGCSE (Oloron-Sainte-Marie, 25 de agosto de 1862Marselha, 9 de outubro de 1934) foi um político francês. Ocupou o cargo de primeiro-ministro da França, entre 22 de março de 1913 e 9 de dezembro de 1913.

Ocupou uma enorme variedade de cargos ministeriais: ministro da Instrução Pública, ministro da Justiça, Ministro dos Negócios Estrangeiros, ministro das Obras Públicas, ministro de Estado, ministro do Interior e ministro da Guerra por variadas ocasiões entre 1894 e a data em que foi assassinado.

Ocupou a Cadeira 28 da Academia Francesa a partir de 1918.

A 29 de Maio de 1924 foi agraciado com a Grã-Cruz da Ordem Militar de Sant'Iago da Espada e a 5 de Outubro de 1934 com a Grã-Cruz da Ordem Militar da Torre e Espada, do Valor, Lealdade e Mérito.[1]

Louis Barthou foi o principal responsável por um Pacto Franco-Soviético de Assistência Mútua, que acabou por ser assinado pelo seu sucessor Pierre Laval. Ocupava o cargo de Ministro dos Negócios Estrangeiros quando foi assassinado em Marselha em 1934 no atentado que vitimou o Rei Alexandre I da Jugoslávia cometido por Vlado Chernozemski.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Precedido por
Aristide Briand
Primeiro-ministro da França
1913
Sucedido por
Gaston Doumergue