Louis Bromfield

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Louis Bromfield

Louis Bromfield (Manfield, Ohio, 27 de dezembro de 1896Columbus, 18 de março de 1956) foi escritor, romancista e roteirista de filmes estadunidenses.

Tornou-se internacionalmente conhecido como um autor premiado e como um conservacionista inovador e um fazendeiro científico. Era amigo de algumas das personalidades as mais comemoradas de sua era, como Francis Scott Fitzgerald, James Thurber e John Steinbeck. A fazenda Malabar perto de Lucas, sul de Ohio, foi o lar de Bromfield, de 1939 até sua morte, em 1956. Foi escolhida para o casamento de Humphrey Bogart e de Lauren Bacall, atraindo milhares dos visitantes todos os anos.

Bromfield estudou agricultura, em Cornell, antes de se transferir para a Universidade de Columbia, seguindo, depois, a carreira de escritor. Após servir o exército americano, na Primeira Guerra Mundial, quando foi condecorado com a Cruz da Guerra e a Legião de Honra, retornou a Nova Iorque como um repórter. Em 1924, escreveu sua primeira novela, a Árvore da Baía Verde, imediatamente consagrado. Dois anos mais tarde, ganhou o prêmio Pulitzer. De seus trinta livros, muitos, tais como As chuvas vieram e a Sra. Parkington, foram adaptados para o cinema, sendo bem sucedidos. Em 1932 visitou a Índia, impressionando-se muito com a paisagem e as monções na Costa Malabar, no estado indiano de Kerala. Esta viagem lhe inspirou seu romance "As chuvas vieram.

Após passar dez anos na França, Bromfield retornou para casa, em Ohio, em 1938 e começou a organizar os princípios da agricultura sustentável, na Fazenda Malabar, fundada em 1939. Os escritos de Bromfield, iniciados na ficção, passaram à não ficção e a sua reputação e influência como conservacionista um fazendeiro continuaram a crescer. Atualmente, a Fazenda Malabar, tornou-se um parque estadual, continuando a operar sob a filosofia da gerência de Bromfield. Uma das melhores atrações do Parque é o Bosque Doris Duke, assim nomeado em homenagem a Doris Duke, de Bromfields e famoso filantropo americano. Nos anos oitenta do século passado, Louis Bromfield foi eleito, postumamente, para o Salão Agrícola de Fama de Ohio e, em dezembro 1996, no centenário de seu nascimento, o departamento de agricultura de Ohio inaugurou um busto de Louis Bromfield em Reynoldsburg, Ohio.

O trabalho inovativo e visionário de Louis Bromfield continua a influenciar metodologias agriculturais em torno do mundo. Na década de 1950, instalou, junto com Manuel Carlos Aranha(neto), o Carlito Aranha, a Fazenda Malabar do Brasil (Malabar-Brasil), em Itatiba, que, conforme sua filha Ellen Bromfield Geld, expandiu os horizontes de princípios e de objetivos do seu pai. Assegurar este trabalho no século XXI é o objetivo do projeto. A Fundação de Malabar planeja desenvolver um centro para o estudo na Fazenda de Malabar, continuando o trabalho começado, no Condado de Richland, por Louis Bromfield.

Foi pai da escritora Ellen Bromfield Gerd, que fixou residência no Brasil.

Obra[editar | editar código-fonte]

  • A Árvore da baía verde, 1924
  • Possessão, 1925
  • Outono adiantado, 1926
  • Uma Mulher boa, 1927
  • A casa de Mulher, 1927
  • O trabalho de Robert Nathan, 1927
  • O estranho caso da senhorita Annie Spragg, 1928
  • Acordar e ensaiar, 1929
  • Tablóide Notícia, 1930
  • Vinte e Quatro Horas, 1930
  • Um Herói moderno, 1932
  • A fazenda, 1933
  • O homem que tinha tudo, 1935
  • As chuvas vieram, 1937
  • Noite em Bombaim, 1940
  • Selvagem é o rio, 1941
  • A Senhora Parkington, 1943
  • O que aconteceu com Anna Bolton, 1944
  • Vale aprasível, 1945
  • Lotus amargo, 1946
  • Poucas tachinhas de latão
  • Colorado, 1947
  • Kenny, 1947
  • Fazenda Malabar, 1948
  • Fora da terra, 1950
  • Senhor Smith, 1951
  • A riqueza do solo, 1952
  • O caminho de Ferguson, 1953
  • Animais e outras pessoas, 1955
  • Minha Experiência, 1955

Ligações externas[editar | editar código-fonte]