Loures

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Loures
Brasão de Loures Bandeira de Loures
Brasão Bandeira
Palácio da Justiça de Loures.jpg
Palácio da Justiça
Localização de Loures
Gentílico Lourense
Área 167,24 km2
População 199 494 hab. (2011)
Densidade populacional 1 192,86 hab./km2
N.º de freguesias 10
Presidente da
Câmara Municipal
Bernardino Soares (CDU)[1]
Fundação do município
(ou foral)
26 de julho de 1886
Região (NUTS II) Lisboa
Sub-região (NUTS III) Grande Lisboa
Distrito Lisboa
Antiga província Estremadura
Orago Santa Maria
Feriado municipal 26 de julho (Criação do município)
Código postal 2670 Loures
Sítio oficial www.cm-loures.pt
Municípios de Portugal Flag of Portugal.svg

Loures é uma cidade portuguesa no Distrito de Lisboa, região de Lisboa e sub-região da Grande Lisboa, com cerca de 15 967 habitantes.[2]

É sede de um município com 167,24 km²[3] de área e 199 494 habitantes (2013)[4] , subdividido em 10 freguesias. O município é limitado a norte pelo município de Arruda dos Vinhos, a leste por Vila Franca de Xira e pelo estuário do Tejo, por onde através do qual limita com Alcochete, fracção ocidental do Montijo e Benavente, a sudeste por Lisboa, a sudoeste por Odivelas, a oeste por Sintra e a noroeste por Mafra.

Todos os anos, realiza-se na cidade o famoso Carnaval de Loures, que leva à cidade dezenas de milhares de pessoas. Esta tradição remonta já a 1934.

O maior clube desportivo do concelho é o Grupo Sportivo de Loures,[carece de fontes?] tendo como principais modalidades o Futebol e o Futsal.

Geografia[editar | editar código-fonte]

O município compreende duas cidades: Loures (elevada a cidade em 9 de Agosto de 1990) e Sacavém (elevada a cidade a 4 de Junho de 1997) e sete vilas: Bobadela, Bucelas, Camarate, Moscavide, Santa Iria de Azóia, Santo António dos Cavaleiros e São João da Talha.

O município está dividido em três grandes áreas: a rural, para o norte (compreendendo Lousa, Fanhões, Bucelas, Santo Antão do Tojal e São Julião do Tojal); a urbana, a sul (Frielas, Loures e Santo António dos Cavaleiros); e a industrializada, a oriente (Apelação, Bobadela, Camarate, Moscavide, Portela, Prior Velho, Sacavém, Santa Iria de Azóia, São João da Talha e Unhos).

História[editar | editar código-fonte]

Em 10 de outubro de 1833 travou-se nos campos de Loures um combate entre os exércitos liberais e miguelistas com a vitória dos primeiros. O concelho foi criado por Decreto Real de 26 de Julho de 1886, na sequência da extinção do concelho dos Olivais.

A 19 de novembro de 1998, sete das então 25 freguesias do concelho, que se situavam na parte sudoeste do mesmo, desintegraram-se administrativamente, para dar origem a um novo município tendo ficado este com o nome da freguesia maior, Odivelas. Actualmente o concelho de Loures conta com 18 freguesias.

Actualmente, existe um movimento que defende mais uma divisão do concelho, centrado em torno da cidade de Sacavém, defendendo a criação do concelho de Sacavém, formado pelas dez freguesias da zona oriental do actual concelho de Loures. Não é um movimento novo, datando já desde a implantação da República, mas ganhou novo fôlego com a criação do concelho de Odivelas.

Em 2012, com a Reforma Administrativa deu-se uma alteração de limites que colocou toda a área do Parque das Nações dentro do Concelho de Lisboa, formando a Freguesia do Parque das Nações[5] criada em 2013, mudança há muito desejada pelos habitantes da zona. Tal alteração representou a diminuição do território das freguesias de Moscavide e de Sacavém, do concelho de Loures, e Santa Maria dos Olivais (concelho de Lisboa).

Na história de Loures, é também de destacar o facto de aqui, a implantação da República ter precedido em um dia o resto do país: foi no dia 4 de Outubro de 1910 que os republicanos de Loures proclamaram o estabelecimento do novo regime, nos Paços do Concelho. Também tem relevância histórica para a Revolução dos Cravos, pois à época, o Quartel da Pontinha, situado na freguesia homónima, situava-se no concelho de Loures.

Freguesias[editar | editar código-fonte]

Freguesias de Loures

Com a entrada em vigor de uma nova reforma administrativa, em 2013, Loures viu as suas 18 freguesias reduzidas a apenas 10, pela agregação de várias freguesias, essencialmente na sua zona oriental[6] :

População[editar | editar código-fonte]

População do concelho de Loures (1890 – 2013)
1890 1900 1910 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011 2013
18 219 22 325 26 274 26 684 29 014 35 060 50 440 102 184 166 550 276 467 322 158 199 059 205 054 199 494

Administração municipal[editar | editar código-fonte]

Câmara Municipal de Loures
Réplica das Ruínas de São Paulo, Parque da Cidade

O município de Loures é administrado por uma câmara municipal composta por 11 vereadores. Existe uma assembleia municipal, que é o órgão legislativo do município, constituída por 43 deputados (dos quais 33 eleitos diretamente).

O cargo de Presidente da Câmara Municipal é atualmente ocupado por Bernardino Soares, eleito nas eleições autárquicas de 2013 pela CDU, tendo maioria relativa de vereadores na câmara (5). Existem ainda quatro vereadores eleitos pelo Partido Socialista e dois pela coligação Loures Sabe Mudar (PSD/MPT/PPM); estes últimos, em sede de acordo de coligação pós-eleitoral com a CDU, garantem a maioria absoluta a Bernardino Soares. Na Assembleia Municipal, os partidos mais representados são a CDU e o PS, ambos com 12 deputados eleitos e 4 presidentes de Juntas de Freguesia (tendo a CDU maioria relativa), seguindo-se a coligação Loures Sabe Mudar (6; 2), o Bloco de Esquerda (1; 0), o CDS - Partido Popular (1; 0) e o Partido Comunista dos Trabalhadores Portugueses (1; 0). A Presidente da Assembleia Municipal é Fernanda Santos, da CDU.

Eleições de 2013
Órgão PCP-PEV PS PSD/MPT/PPM BE CDS-PP PCTP/MRPP
Câmara Municipal 5 4 2 0 0 0
Assembleia Municipal 16 16 8 1 1 1
dos quais: eleitos directamente 12 12 6 1 1 1

Feriado municipal[editar | editar código-fonte]

Loures festeja o seu feriado municipal no dia 26 de Julho, em celebração do dia em que o concelho foi instituído.

Acordos de geminação[editar | editar código-fonte]

Loures celebrou acordos de geminação com [7] :

Heráldica[editar | editar código-fonte]

O município de Loures usa a seguinte bandeira e brasão de armas:

Um escudo de ouro, com uma fonte de negro brotando água de azul, realçada de prata. Uma bordadura de púrpura, carregada de oito ramos de três laranjas de ouro, ligados por troncos e folhados de verde. Uma coroa mural de cinco torres de prata. Um listel branco, com a legenda de negro, em maiúsculas: «LOURES». Bandeira gironada de amarelo e negro; cordões e borlas de ouro e negro.

Até 1990, data da sua elevação a cidade, o concelho de Loures usava um brasão idêntico, excepto no tocante ao número de torres da coroa mural (quatro em vez das actuais cinco); de igual forma, para reflectir o novo estatuto, a partição da bandeira passou de esquartelada para gironada.

Antes de 1956, o concelho usava por brasão aquele que havia sido o do antigo concelho dos Olivais.

Cruzeiro de Loures e entrada da Igreja Matriz

Património[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Loures

Referências

  1. Bernardino Soares é o novo presidente em Loures TSF Rádio Notícias. Visitado em 30 de Setembro de 2013.
  2. UMA POPULAÇÃO QUE SE URBANIZA, Uma avaliação recente - Cidades, 2004 Instituto Geográfico Português. Visitado em 24 de Junho de 2009.
  3. Áreas das freguesias, municípios e distritos da CAOP2013 (em português) Direcção-Geral do Território (2013). Visitado em 1 de Abril de 2014. Cópia arquivada em 4 de Dezembro de 2013. "Separador Areas_Freguesias_CAOP2013"
  4. Instituto Nacional de Estatística. Censos 2011 - População residente por freguesia, CAOP 2013. Visitado em 8 de Fevereiro de 2014.
  5. http://www.cm-lisboa.pt/municipio/juntas-de-freguesia/freguesia-do-parque-das-nacoes
  6. Diário da República, 1.ª Série, n.º 19, Lei n.º 11-A/2013 de 28 de janeiro (Reorganização administrativa do território das freguesias). Acedido a 17 de agosto de 2013.
  7. http://www.anmp.pt/anmp/pro/mun1/gem101l0.php?cod_ent=M2670

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Concelhos Portugueses com mais de 100 mil habitantes
Bandeira de Portugal

Lisboa | Sintra | Vila Nova de Gaia | Porto | Cascais | Loures | Braga | Matosinhos | Amadora | Almada | Oeiras | Gondomar | Seixal | Guimarães | Odivelas | Coimbra
Santa Maria da Feira | Vila Franca de Xira | Maia | Vila Nova de Famalicão | Leiria | Setúbal | Barcelos | Funchal


Concelhos do Distrito de Lisboa Mapa do distrito de Lisboa
Alenquer
Amadora
Arruda dos Vinhos
Azambuja
Cadaval
Cascais
Lisboa
Loures
Lourinhã
Mafra
Odivelas
Oeiras
Sintra
Sobral de Monte Agraço
Torres Vedras
Vila Franca de Xira
Alenquer
Amadora
Arruda dos Vinhos
Azambuja
Cadaval
Cascais
Lisboa
Loures
Lourinhã
Mafra
Odivelas
Oeiras
Sintra
Sobral de Monte Agraço
Torres Vedras
Vila Franca de Xira