Love Letters

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Love Letters
Cartas de Amor (PT)
Um Amor em Cada Vida (BR)
Jennifer Jones no trailer do filme
 Estados Unidos
1945 • p&b • 101 min 
Direção William Dieterle
Produção Hal B. Wallis
Roteiro Ayn Rand
Christopher Massie (romance)
Elenco Jennifer Jones
Joseph Cotten
Ann Richards
Cecil Kellaway
Gladys Cooper
Anita Louise
Gênero drama
Idioma inglês
Distribuição Paramount Pictures
Página no IMDb (em inglês)

Love Letters (Um Amor em Cada Vida (título no Brasil) ou Cartas de Amor (título em Portugal)) é um filme estadunidense de 1945, do gênero drama, dirigido por William Dieterle e estrelado por Jennifer Jones e Joseph Cotten. Dirigido ao público feminino, o filme é mais lembrado pela canção-título, de Victor Young e Edward Heyman,[1] [2] indicada ao Oscar. O melodramático roteiro é de autoria da polêmica filósofa Ayn Rand, baseado em um romance de Christopher Massie. A dupla central foi emprestada por David O. Selznick, que constantemente enviava bilhetes à produção com instruções sobre os detalhes de tudo que se referisse à Jennifer, sua protegida.[1]

Além de Melhor Canção, o filme também recebeu indicações ao Oscar nas categorias de Melhor Atriz, Trilha Sonora e Direção de Arte.

Segundo o historiador Ken Wlaschin, este é um dos dez melhores filmes, tanto de Jennifer quanto de Cotten.[3]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Joseph Cotten, no papel de Alan Quinton

Durante a Segunda Guerra Mundial, Alan Quinton, soldado que luta na Itália, concorda em escrever cartas de amor para a jovem Victoria Remington, em nome do colega de armas Roger Morland, que não possui talento literário. Quando retorna para casa, Alan descobre que Roger e Victoria haviam se casado, mas que ele estava morto, apunhalado pelas costas. O assassino pode ter sido tanto Victoria, que agora sofre de amnésia e atende pelo nome de Singleton, quanto sua madrasta Beatrice, que se encontra internada em um asilo, com paralisia decorrente de um derrame cerebral. Enquanto Victoria/Singleton tenta recuperar suas lembranças, Alan, a esta altura apaixonado por ela, tenta descobrir o que realmente aconteceu.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator/Atriz Personagem
Jennifer Jones Victoria/Singleton
Joseph Cotten Alan Quinton
Ann Richards Dilly Carson
Cecil Kellaway Mac
Gladys Cooper Beatrice Remington
Anita Louise Helen Wentworth
Robert Sully Roger Morland
Reginald Denny Advogado Philips

Principais premiações[editar | editar código-fonte]

Prêmio Categoria Situação
Oscar Melhor Atriz (Jennifer Jones)
Melhor Direção de Arte/Decoração de Interiores (preto e branco)
Melhor Canção
Melhor Trilha Sonora (filme dramático ou comédia)
Indicado
Indicado
Indicado
Indicado

Referências

  1. a b EAMES, John Douglas, The Paramount Story, Londres: Octopus Books, 1985 (em inglês)
  2. MALTIN, Leonard, Classic Movie Guide, 2a. edição, Nova Iorque: Plume, 2010 (em inglês)
  3. WLASCHIN, Ken, The World's Great Movie Stars and Their Films, Londres: Peerage Books, 1985 (em inglês)

Referências bibliográficas[editar | editar código-fonte]

  • EAMES, John Douglas, The Paramount Story, Londres: Octopus Books, 1985 (em inglês)
  • SILVA, Divino Rodrigues da, Os Filmes da Paramount no Período de 1945 a 1949, in MATINÊ 14, Ribeirão Preto, SP: Divino Rodrigues da Silva, 1995, trimestral

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Anexo:Filmes de 1945 da Paramount Pictures