Luís Afonso, Duque de Anjou

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Pretendente
Luís Afonso de Bourbon
Louis de Bourbon.jpg
Nascimento 25 de Abril de 1974 (40 anos)
Madrid, Espanha Espanha
Nome reivindicado Luís XX, Rei da França e de Navarra
Título(s) reivindicados Duque de Anjou
Trono(s) reivindicado França, Jerusalém e Navarra
Período 30 de Janeiro de 1989 - presente
Monarquia abolida em 1830
Último monarca Henrique V
Ligação com o último monarca Primo em 3.º grau
Casa Bourbon
Pai Afonso, Duque de Anjou e Cádiz
Mãe María del Carmen Martínez-Bordiú y Franco
Cônjuge Maria Margarita de Vargas y Santaella
Filhos Eugénia de Bourbon, Luís de Bourbon, o Duque da Borgonha, e Afonso de Bourbon, o Duque de Berry
Predecessor(a) Afonso, Duque de Anjou e Cádiz

Luís Afonso, Duque de Anjou (Madrid, 25 de abril de 1974) é membro da Casa de Bourbon e um dos pretendentes ao extinto trono francês como Luís XX da França. Chamam-lhe Príncipe Luís de Bourbon, e concederam-lhe o título duc d'Anjou (duque de Anjou). Seu nome de baptismo é Luis Alfonso Gonzalo Víctor Manuel Marco de Borbón y Martínez-Bordiú.

Ele é bisneto do rei Afonso XIII da Espanha e primo do rei Juan Carlos I da Espanha. Ele também é bisneto de Francisco Franco e sobrinho da Duquesa de Anjou, mãe de Sthephano de Bourbon et Orléans Swaskophf um dos herdeiros pretendentes do trono.

Historial[editar | editar código-fonte]

Os seus adeptos costumam chamar-se legitimistas, uma das duas partes reclamantes do extinto trono da França. O termo foi originalmente aplicado a todos aqueles que apoiaram Carlos X da França após a sua substituição como rei francês pelo seu primo, Luís Filipe de França em 9 de agosto de 1830. Carlos X e o seu filho mais velho, o Delfim Luís António, Duque de Angoulême, abdicaram o trono, mas os apoiantes de Carlos sustentaram que ele foi o "legítimo" rei. Luís Filipe tinha sido Duque de Orléans, e então os seus apoiantes foram chamados Orleanistas. Após a demissão de Carlos X, alguns legitimistas transferiram a sua lealdade para com o seu neto, Henrique, Conde de Chambord. Quando Luís António, que morreu em 3 de junho de 1844, os restantes partizantes reconheceram o Conde de Chambord como o legítimo herdeiro.

Quando o Conde de Chambord morreu em 24 de Agosto de 1883, a maioria dos legitimistas reconheceram o neto de Luís, Conde de Paris, como o legítimo herdeiro. Outros transferiram a sua lealdade para com os membros da Família Real espanhola, que eram descendentes de Filipe V da Espanha, um tio de Luís XV de França. O Rei Filipe (e Luís XIV, o seu avô) renunciaram o seu pedido ao trono francês, no âmbito de tratados reconhecendo-o como Rei de Espanha. Alguns partidários consideraram este como inválido; quer como fora o poder do rei, ou como exigir pela força, ou por outras razões. Luís Afonso é o actual reclamante, no entender deste grupo. Os seus adeptos são chamados legítimistas ou Blancs d'Espagne (Brancos de Espanha).

Vida[editar | editar código-fonte]

Luís Afonso nasceu em Madrid, segundo filho de Afonso, Duque de Anjou e Cádiz, e da sua mulher Dona María del Carmen Martínez-Bordiú y Franco.

Era naquele momento o Delfim, de acordo com aqueles que apoiaram o pedido do seu pai, Dom Jaime, Duque de Anjou e Segovia, ao trono francês.

Em 20 de Março de 1975, o príncipe Jaime (Jaime VI de França), Duque de Anjou e Segovia, morreu. Luís tornou-se, assim, chefe da Casa Real francesa, de acordo com o legítimistas. Como tal, ele assumiu o título de Duque de Anjou. Em 19 de Setembro de 1981, Luís deu o título de Duque de Touraine.

Os pais de Luís divorciaram-se em 1982. O casamento religioso foi anulado em 1986. A sua mãe casou novamente pelo civil, por duas vezes, tendo Louis uma meia-irmã, Cynthia Rossi.

Em 7 de Fevereiro de 1984, Luís perdeu irmão mais velho, Francisco, na sequência de um acidente automóvel. A partir daí, ele era considerado o herdeiro aparente do seu pai, de acordo com os legítimists. Como tal, foi-lhe dado o título adicional de Duque de Bourbon.

Em 1987, o governo espanhol declarou que o título de Duque de Cádis, não seria hereditário. Como tal, quando Luís perdeu o pai, não herdou o título.

Em 30 de Janeiro de 1989, o seu pai morreu num acidente de esqui em Beaver Creek, no Colorado. Luís tornou-se "chef de la Maison de Bourbon" (Chefe da Casa Real francesa), e assumiu o título de Duque de Anjou. Ele é considerado o pretendente actual ao trono francês.

Luís estudou Economia na Universidade. Ele trabalhou vários anos para o BNP, um banco francês, em Madrid. Embora ele fosse regularmente França, onde a sua mãe morou por vários anos, ele continuou a viver em Espanha.

Após o seu envolvimento, anunciou o seu casamento com uma venezuelana Maria Margarita de Vargas y Santaella em Novembro de 2003. Eles vieram a casar-se em 6 de Novembro de 2004 em La Romana, na República Dominicana. Nenhum dos membros da Família Real espanhola compareceram ao casamento. Embora nenhuma razão oficial fosse dada, não é segredo que o Rei de Espanha não gosta do seu primo e nomeadamente, da sua reivindicação ao trono francês e o facto de Luis Afonso ter assinado o convite de casamento como Duque de Anjou.[1] O casal tem vivido na Venezuela desde 2005, onde trabalha no Banco Occidental de Descuento.

Luís e Maria Margarita tiveram a sua primeira filha, Eugénia, em 5 de Março de 2007, em Mount Sinai Medical Center, Miami, Florida. Ela foi batizada no núncio papal em Paris, em Junho de 2007. Os legítimistas reconhecem-na como princesa Eugénia de Bourbon; na Espanha o seu nome é Dona Eugénia de Borbón y Vargas.

Em Junho de 2006, Luís recusou-se a comparecer no terceiro casamento da sua mãe, porque ele não concorda com o seu modo de vida como uma celebridade e a sua separação do seu anterior marido, um homem a quem muito respeita.[2]

Em 2009 a princesa ficou grávida novamente, desta vez de gêmeos. Os pequenos nasceram no dia 28 de maio de 2010, com os nomes de Luís e Afonso. O pequeno Luís é atualmente o herdeiro do trono francês, depois do pai, com o título de Delfim da França, ele recebeu também do pai o título de Duque da Borgonha; já o pequeno Afonso, recebeu o título de Duque de Berry sendo portanto o 3º na linha de sucessão legitimista ao trono da França. Ambos os gêmeos foram batizados no dia 5 de setembro de 2010, na Basílica de São Pedro, pelo Papa Bento XVI.

Títulos e honras[editar | editar código-fonte]

Família Real Francesa
Legitimista
Coat of arms of the Kingdom of France, 1814/15-1830

SAR o Duque de Anjou
SAR a Duquesa de Anjou

  • SAR a Princesa Eugenie
  • SAR o Duque de Burgundy
  • SAR o Duque de Berry

Luís Afonso de Bourbon é o legítimo pretendente da coroa francesa e chamar-se-ia Luís XX se reinasse. Ele é actualmente o chefe da Casa de Bourbon, e detém os seguintes títulos de nobreza:

  • Titular Duque de Anjou
  • Titular Duque de Borgonha
  • Titular Duque de Touraine
  • Titular Duque de Bourbon
  • Titular Rei de França
  • Titular Rei de Jerusalém
  • Titular Rei de Navarra
  • Chefe da Casa de Bourbon
  • Gerichtsvollzieher da Grande Cruz de Honra e Devoção da Ordem de Malta

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Ardisson, Thierry. Louis XX. Contre-enquête sur la monarchie., Olivier Orban, 1986, ISBN 2-85565-334-7
  • Apezarena, José. Luis Alfonso de Borbón: Un príncipe a la espera. Forthcoming.
  • Opfell, Olga S. 'H.R.H. Louis-Alphonse, Prince of Bourbon, Duke of Anjou: Royal House of France (House of Bourbon," Royalty Who Wait: The 21 Heads of Formerly Regnant Houses of Europe. Jefferson: McFarland & Company, Inc., Publishers, 2001. 11-32.
Precedido por
Afonso, Duque de Anjou e Cádiz
(Afonso III)
Duque de Anjou
30 de Janeiro de 1989 - presente
Sucedido por
titular
Herdeiro aparente:
Luís de Bourbon, o Duque da Borgonha
Precedido por
François de França
Duque de Bourbon
27 de Setembro de 1984 - 30 de Janeiro de 1989
Sucedido por
Título dissolvido
Precedido por
Novo título
Duque de Touraine
19 de Setembro de 1981 - 27 de Setembro de 1984
Sucedido por
Título dissolvido
Precedido por
Afonso, Duque de Anjou e Cádiz
(Afonso III)
- TITULAR -
Rei de França e de Navarra
Pretendente Legítimista ao trono francês

30 de Janeiro de 1989 - presente
Motivo de sucessão fracassada:
Monarquia Bourbon deposta em 1830
Sucedido por
'titular
Herdeiro aparente:
Luís de Bourbon, o Duque da Borgonha'
Precedido por
Afonso, Duque de Anjou e Cádiz
(Afonso III)
- TITULAR -
Rei de Jerusalém

30 de Janeiro de 1989 - presente
Motivo de sucessão fracassada:
Reino de Jerusalém caiu em 1291
Sucedido por
'titular
Herdeiro aparente:
Luís de Bourbon, o Duque da Borgonha'