Luís Antônio de Carvalho Ferraz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
A estação antártica brasileira Comandante Ferraz, na Ilha do Rei George.

Luís Antônio de Carvalho Ferraz, o Comandante Ferraz, (São Luís do Maranhão, 21 de fevereiro de 1940Halifax, Canadá, 11 de agosto de 1982) foi um militar, engenheiro, hidrógrafo[1] e oceanógrafo, pioneiro brasileiro da exploração da Antártica.

Capitão-de-fragata da Marinha do Brasil (patente equivalente a tenente-coronel nas outras forças),[1] visitou o continente antártico por duas vezes a bordo de navios britânicos. A primeira foi em 1975, como tripulante das embarcações Bransfiels e Endurance,[2] depois de ter ido ao pólo norte.[1] Ferraz desempenhou importante papel ao persuadir o Brasil a desenvolver um programa antártico, participando da subcomissão encarregada de elaborar o PROANTAR (Programa Antártico Brasileiro),[3] sob responsabilidade da Secretaria da Comissão Interministerial para os Recursos do Mar (SECIRM).[4]

Em homenagem póstuma ao seu legado a base brasileira na Antártica foi batizada com seu nome: Estação Antártica Comandante Ferraz (EACF).[1] [5]

Ferraz morreu subitamente, aos 42 anos,[6] enquanto participava da V Assembléia Oceanográfica Conjunta e da Reunião Geral do Comitê Científico para Pesquisas Oceanográficas, em Halifax, no Canadá, quatro meses antes da partida da primeira expedição brasileira à Antártica.[1]

Referências

  1. a b c d e Defesa Net Notícias. Acessado em 8/9/2009.
  2. Marinha do Brasil PROANTAR: Estação - Comandante Ferraz. Acessado em 8/9/2009.
  3. Marinha do Brasil PROANTAR
  4. Senado do Brasil Senador - Romeu Tuma
  5. Marinha do Brasil Diretoria de Hidrografia e Navegação. Acessado em 8/9/2009.
  6. How Stuff Works Introdução à Estação Antártica Comandante Ferraz. Acessado em 8/9/2009.
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.