Luís Filipe Menezes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Luís Filipe Menezes
Luís Filipe Menezes
Político de Portugal Portugal
Vida
Nascimento 2 de novembro de 1953 (60 anos)
Ovar, Ovar
Dados pessoais
Partido Partido Social Democrata
Profissão Médico pediatra

Luís Filipe de Menezes Lopes (Ovar, Ovar,[1] 2 de novembro de 1953[2] ) é um médico pediatra e político português.

A partir de 1 de maio de 2014 está reformado com 3.282 euros mensais[3] .

Família[editar | editar código-fonte]

É filho de José António Lopes (Porto, 10 de Setembro de 1925), comerciante, e de sua mulher (11 de Dezembro de 1949) Maria Helena de Menezes Borges (Viseu, Quinta da Aguieira, 15 de Abril de 1928), professora de Filosofia, filha de António Borges Cassém (Viseu, 15 de Agosto de 1904 - ?), filho de pai Galego e de mãe Portuguesa, e de sua mulher (Viseu, 14 de Julho de 1927) Júlia de Albuquerque de Abranches Lemos e Menezes (Viseu, 6 de Julho de 1897 - ?), sendo esta bisneta materna do comendador Silvério Augusto de Abranches Coelho e Moura.[4]

Casou no Porto, a 7 de Maio de 1980, com Maria Cândida Valenzuela Sampayo Tavares, filha de Amândio Gomes Sampaio Tavares (Porto, 26 de Dezembro de 1928), filho dum Transmontano e duma Galega, professor, e de sua mulher María del Carmen Valenzuela Simón, Galega, de quem tem três filhos, sendo primogénito Luís Menezes, também político e deputado.[4]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Licenciou-se em Medicina e Cirurgia, na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, em 1977, tendo-se especializado em Pediatria.[2] Na mesma faculdade foi assistente das disciplinas de Anatomia (1977-1979), Propedêutica Médica (1979-1982) e Pediatria (1985-1987). Em 1980 tornou-se director do Departamento de Medicina da Siderurgia Nacional. Foi bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian, enquanto médico interno de Neurologia Infantil, no Hôpital Necker Enfants Malades, em Paris, de 1986 a 1987.

Acompanhou a fundação da Juventude Social Democrata, onde se estreou na política. Deputado à Assembleia da República, eleito em 1987 e 1995, foi vice-presidente da Comissão Parlamentar de Saúde (1987-1988) e do Grupo Parlamentar do PSD (1988-1991 e 1995-1996). Antes disso foi chefe de gabinete de Britaldo Rodrigues, então Secretário de Estado do Ensino Superior do IX Governo (1983-1984). No XII Governo Constitucional, dirigido por Aníbal Cavaco Silva, foi Secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares (1991-1995). A nível partidário foi presidente da Comissão Política Distrital do Porto do PSD, de 1990 a 2002.

Em 1997 foi eleito presidente da terceira maior autarquia do país, Vila Nova de Gaia, tendo sido reeleito nos anos de 2001, 2005 e 2009. Após os seus quatro mandatos como presidente da Câmara de Vila Nova de Gaia o município é o segundo mais endividado do País, só batido por Lisboa. O Tribunal de Contas está a realizar uma auditoria ao último mandato, período durante o qual o mandatário de Menezes na última campanha ganhou mais de 332 mil euros em ajustes diretos. A dívida do município pode ficar muito próxima dos 300 milhões de euros, o que seria incomportável para os cofres e funcionamento da autarquia[5] .

Em 23 de julho de 2007[6] anunciou a sua candidatura à liderança da Comissão Política Nacional do Partido Social Democrata para as eleições directas realizadas a 28 de setembro de 2007, tendo obtido 54% dos votos, e o seu adversário, Marques Mendes, 42%.[7] Numa conturbada liderança, veio a anunciar a sua demissão a 17 de abril de 2008, alegando pressões constantes sobre a sua direcção, originadas na oposição interna.[8] Sucedeu-lhe Manuela Ferreira Leite, nas eleições directas do partido em 31 de Maio de 2008, às quais não se candidatou.[9]

Desde Novembro de 2011 que é Membro do Conselho de Estado.

Foi candidato, pela Coligação Porto Forte, que englobava o PSD, o PPM e o MPT, à Presidência da Câmara Municipal do Porto nas eleições autárquicas de 2013. A 29 de Setembro de 2013, perdeu essa batalha eleitoral para Rui Moreira, tendo sido, todavia, eleito Vereador, mandato a que renunciou.[10] Foi a pior derrota de sempre do PSD no Porto, que ficou em terceiro lugar, atrás do PS, recebendo pouco mais de 20% dos votos.

Notas e Referências

  1. Algumas fontes referem Porto como local de nascimento, mas a maioria cita Ovar (ver referências seguintes).
  2. a b Ferreira, António Ribeiro (23 de setembro de 2007). Entrevista CM: Luís Filipe Menezes - Governação de José Sócrates é medíocre. Correio da manhã. Página visitada em 14 de fevereiro de 2009.
  3. Luís Filipe Menezes com reforma de 3.282 euros.
  4. a b "Sangue Real", Manuel Abranches de Soveral, Masmedia, 1ª Edição, Porto, 1998, p. 137
  5. Gaia em risco de falência com dívida próxima dos 300ME.
  6. Lusa, PUBLICO.PT (23 de julho de 2007). Luís Filipe Menezes anuncia candidatura à liderança do PSD - Eleições em Setembro. Jornal Público. Página visitada em 14 de fevereiro de 2009.
  7. Lusa, PUBLICO.PT (29 de setembro de 2007). Menezes apela à união do PSD no discurso como novo líder da oposição - Autarca de Gaia venceu directas no partido com 54,09 por cento dos votos. Jornal Público. Página visitada em 14 de fevereiro de 2009.
  8. Lusa; PÚBLICO (17 de abril de 2008). Luís Filipe Menezes abandona liderança do PSD - Eleições directas antecipadas para o dia 24 de maio. Jornal Público. Página visitada em 14 de fevereiro de 2009.
  9. Almeida, São José (20 de junho de 2008). Ferreira Leite consagra-se líder mas não avança com propostas de Governo - XXXI Congresso do PSD em Guimarães. Jornal Público. Página visitada em 14 de fevereiro de 2009.
  10. Menezes vai renunciar ao mandato na Câmara do Porto. Jornal Público.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Heitor Carvalheiras
Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia
1997 - 2013
Sucedido por
Amélia Traça
Precedido por
Luís Marques Mendes
Presidente do PSD
2007 - 2008
Sucedido por
Manuela Ferreira Leite