Luís XVIII de França

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Luís XVIII
Rei de França
Governo
Reinado 18141815
18151824
Consorte Maria Josefina de Savoia
Dinastia Bourbon
Vida
Nome completo Luís Estanislau Xavier de Bourbon
Nascimento 17 de Novembro de 1755
Paris, França
Morte 14 de Setembro de 1824 (68 anos)
Paris, França
Sepultamento Basílica de Saint-Denis, Paris, França
Pai Luís de Bourbon
Mãe Maria Josefa da Saxônia

Luís XVIII, nascido Luís Estanislau Xavier de Bourbon (17 de Novembro de 1755 - 14 de Setembro de 1824), foi rei da França de 1814-1815 e 1815-1824, neto de Luís XV e marido de Maria Josefina Luísa de Savóia. Era membro da Casa de Bourbon, e irmão do rei Luís XVI e recebeu o título de duque de Anjou e conde de Provença, muito jovem.

Luís XVIII nasceu em Versalhes, em 17 de novembro de 1755. permaneceu em Paris quando irrompeu a revolução de 1789, provavelmente com a perspectiva de chegar ao trono. Com a gravidade dos acontecimentos, no entanto, fugiu para o exílio em 1791. No exílio, assumiu posições contra-revolucionárias. Quando os reis franceses foram guilhotinados em 1793, foi proclamado regente do sobrinho, Luís XVII. Após a morte dele, em 1795, assumiu o título de Luís XVIII. Tentou a restauração da monarquia, mas as vitórias militares da revolução e a chegada ao poder de Napoleão aliada à proclamação do Império em 1804, fê-lo cair no esquecimento. Viveu exilado em vários países europeus até que se tornou rei depois da abdicação de Napoleão Bonaparte (1814).

O surgimento do império napoleônico, em 1804, pareceu suprimir todas as possibilidades de regresso dos Bourbons à França. Napoleão Bonaparte, porém, foi derrotado em 1814, e Luís XVIII manifestou sua disposição de restaurar o trono e adotar uma Constituição. Em 2 de maio de 1814, o rei entrou triunfalmente em Paris, onde Talleyrand fizera um trabalho preparatório em seu favor. Concedeu a Carta de 4 de junho de 1814, que previa um poder executivo nas mãos da monarquia, um parlamento bicameral, tolerância religiosa e direitos civis. Negociou com os Aliados o Tratado de Paris (1814), que mantinha as fronteiras da França existentes em 1792. Primeiro Bourbon a reinar na França depois da revolução, Luís XVIII aceitou instaurar uma monarquia constitucional (Carta de 1814) e esforçou-se por aplicar o sistema parlamentar a um país profundamente dividido pelas lutas políticas.

Luís XVIII da França, detalhe de um quadro de François Gérard (Palácio de Versalhes, França).

Quando Napoleão, que se encontrava em Elba, voltou ao poder (março de 1815) no período denominado governo dos Cem Dias, foi obrigado a exilar-se na Bélgica. Foi reposto no trono após a derrota definitiva de Bonaparte em Waterloo. Luís XVIII regressou de Gante (Bélgica), onde estava refugiado, retomou o poder em Julho de 1815, outorgou uma Constituição e teve de aceitar o segundo Tratado de Paris (Novembro de 1815).

O reinado de Luís XVIII representou o primeiro período de normalidade parlamentar após a revolução. As facções monárquicas extremistas, decididas a apagar todos os vestígios do liberalismo, não encontraram o apoio do rei, que sempre preferiu adotar uma conduta moderada. Ainda assim, conseguiram opor obstáculos a quase todas as tentativas do monarca de pacificar o país.

No interior do país as medidas reacionárias da Câmara inencontrável (1815) e o Terror branco, que lavrou no Sul, levaram-no a dissolver a Câmara (Setembro de 1816). No mesmo ano ampliou o direito de voto e suavizou a censura.

A partir de 1820 foi aumentando progressivamente, sobre o monarca, a influência dos setores mais reacionários, liderados por seu irmão, o conde d’Artois. O assassínio do duque de Berry (1820) foi explorado pelos radicais, que impuseram ao rei novas medidas reacionárias (ministério Villèle, 1821), que por sua vez provocaram várias conspirações, obra do carbonarismo. O seu irmão e sucessor Carlos X e os ultra-realistas fizeram-lhe uma forte oposição, não conseguindo, através da sua política moderada, a paz política e civil para França. A guerra da Espanha (1823) foi o último acontecimento importante do reinado. Luís XVIII morreu em Paris em 16 de setembro de 1824 e foi sucedido por irmão Carlos X.

Charge de Luís XVIII.

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Luís XVIII de França

Leitura adicional[editar | editar código-fonte]

  • Lever, Évelyne. Louis XVIII (em francês). Paris: Fayard, 2007. 597 p. ISBN 2012793487 Página visitada em 16 de novembro de 2012.
  • Mansel, Philip. Louis XVIII. Thrupp, Stroud, Gloucestershire, UK: Sutton Publishing, 1999 (paperback, ISBN 0-7509-2217-6).
Precedido por
Napoleão I
Imperador dos Franceses
Rei de França
1814 - 1815
Sucedido por
Napoleão I
Imperador dos Franceses
Precedido por
Napoleão II de França
Imperador dos Franceses
Rei de França
1815 - 1824
Sucedido por
Carlos X de França


Ícone de esboço Este artigo sobre reis é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.