Luísa do Reino Unido

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Luísa
Duquesa de Argyll
Cônjuge John Campbell
Nome completo
Luísa Caroline Alberta
Casa Saxe-Coburgo-Gota
Pai Alberto de Saxe-Coburgo-Gota
Mãe Vitória do Reino Unido
Nascimento 18 de março de 1848
Londres, Inglaterra
Morte 3 de dezembro de 1939 (91 anos)
Londres, Inglaterra
Enterro Cemitério de Frogmore, Inglaterra

Luísa, duquesa de Argyll (nome de baptismo: Louise Caroline Alberta; Londres, 18 de março de 1848Londres, 3 de dezembro de 1939), foi um membro da família real britânica, a sexta criança e quarta filha da rainha Vitória do Reino Unido.

Os primeiros anos de vida de Louise foram passados entre as várias residências reais na companhia da sua família. Quando o seu pai, o Príncipe Consorte, morreu no dia 14 de dezembro de 1861, a corte entrou num período de luto profundo com o qual Louise não concordou inteiramente. Louise era uma escultora e artista talentosa e várias das suas esculturas ainda sobrevivem hoje em dia. Era também uma apoiante do movimento feminista, mantendo correspondência com Josephine Butler e visitando Elizabeth Garret.

Enquanto foi a filha mais velha solteira da rainha Vitória, Louise prestou serviços como uma espécie de secretária não-oficial da sua mãe entre 1866 e 1871. A questão do seu casamento começou a ser discutida em finais da década de 1860. Foram sugeridos noivos das casas reais da Prússia e da Dinamarca, mas Vitória queria que entrasse sangue novo da família e por isso sugeriu um casamento com um membro da alta aristocracia. Apesar da oposição mostrada por alguns membros da família real, Louise apaixonou-se por John, Marquês de Lorne, o herdeiro do Duque de Argyll, e Vitória autorizou o casamento que aconteceu no dia 21 de março de 1871. Apesar de o casal ser feliz nos primeiros tempos, começou a afastar-se possivelmente por causa da falta de filhos e da restrições que a rainha lhes impunha.

Ela serviu como Consorte Vice-Real do Canadá (esposa do governador-geral do Canadá), quando seu marido, o marquês de Lorne, assumiu o cargo.

Infância[editar | editar código-fonte]

A princesa Louise nasceu no Palácio de Buckingham, Londres. Era filha da rainha Vitória do Reino Unido, neta de Jorge III do Reino Unido, por meio de seu filho, o príncipe Eduardo Augusto, Duque de Kent e Strathearn, e do príncipe Alberto de Saxe-Coburgo-Gota. Foi baptizada na Capela Privada do Palácio de Buckingham pelo então arcebispo de Cantuária, John Bird Sumner, em 13 de maio de 1848. Seus padrinhos foram o duque Gustav de Mecklenburg-Schwerin, a duquesa de Saxe-Meiningen e a grã-duquesa herdeira de Mecklenburg-Strelitz.

Louise foi educada por uma governanta no Castelo de Windsor e, aos 20 anos, freqüentou a Escola Prática de Arte Nacional de Kensington.

Morte do príncipe Alberto[editar | editar código-fonte]

Louise pouco antes do seu casamento.

O pai de Louise, o príncipe Alberto, morreu em Windsor no dia 14 de dezembro de 1861. A rainha ficou devastada e ordenou que a corte se deslocasse de Windsor para Osborne House, na Ilha de Wight. A atmosfera na corte real ficou sombria e mórbida após a morte do príncipe e o entretenimento tornou-se seco e aborrecido. [1] Louise não demorou muito a ficar insatisfeita com o luto prolongado da mãe. [2] Quando o seu 17.º aniversário se aproximava, a princesa pediu que se abrisse o salão de festas para um baile, algo que já não acontecia desde a morte do príncipe Alberto. O seu pedido foi recusado e o hábito que ela adquiriu de viajar constantemente entre as residências reais começou a irritar a mãe que considerava Louise indiscreta e impertinente. [3]

A rainha encontrava conforto em seguir rigidamente os planos que Alberto tinha feito para os seus filhos. A princesa Alice casou-se com o príncipe Luís, futuro Grão-duque de Hesse e do Reno, em Osborne, no dia 1 de junho de 1862. Em 1863, Eduardo, Príncipe de Gales, casou-se com a princesa Alexandra da Dinamarca. A rainha começou então uma tradição na qual a sua filha mais velha que ainda não estivesse casada, passaria a ser a sua secretária não-oficial, uma posição que Louise passou a ocupar em 1866, apesar do receio da Rainha que ela fosse demasiado indiscreta. [4] Contudo, Louise provou ser boa no seu trabalho: Vitória escreveu pouco depois: "Ela é (e há alguns anos quem poderia ter adivinhado?) uma rapariga esperta e doce com uma personalidade forte e refinada, altruísta e carinhosa."[5] Contudo, quando Louise se apaixonou pelo tutor do seu irmão Leopoldo, o Reverendo Robinson Duckworth, entre 1866 e 1870, a rainha precaveu-se despedindo-o em 1870. Anos mais tarde ele tornou-se Cónego da Abadia de Westminster.[6]

Louise estava aborrecida pela corte. [7] Através do cumprimento dos seus deveres que era pouco mais do que tarefas de secretária com pouca importância como escrever cartas em nome da Rainha, lidar com a correspondência política e fazer companhia à rainha, começou a ganhar mais respeito do que alguma vez tinha conseguido.[8]

Casamento[editar | editar código-fonte]

A rainha sempre quis que Louise se casasse com um homem apropriado – um príncipe. A então Princesa de Gales (depois rainha Alexandra) tinha sugerido seu próprio irmão, Frederico, príncipe herdeiro da Dinamarca, como possível candidato. Mas a rainha, tendo em vista o conflito entre a Dinamarca e a Prússia, não aceitou. A irmã mais velha de Louise, Vitória, Princesa Real, propôs como candidato o primo de seu marido, o príncipe Alberto da Prússia. No entanto, ele ficou relutante ao saber que deveria se instalar na Inglaterra, como requerido. A rainha então propôs que Louise se casasse com um nobre britânico. Eduardo VII do Reino Unido, então Príncipe de Gales, desaprovou totalmente esta ideia.

Finalmente um candidato foi escolhido. Louise se casaria com Lord John George Edward Henry Douglas Sutherland Campbell, marquês de Lorne e herdeiro ao título de 9° Duque de Argyll. O marquês era então membro do Parlamento. Eles se casaram em 21 de março de 1871, na Capela de S. Jorge, no Castelo de Windsor.

Canadá[editar | editar código-fonte]

A duquesa de Argyll, por Philip de László

Em 1878, foi oferecido ao marquês o cargo de governador-geral do Canadá. Em 14 de Novembro de 1878, lorde Lorne e a princesa Louise partiram do Porto de Liverpool para o Canadá. A princesa tornou-se popular no país e visitou também os Estados Unidos.

A princesa Louise era uma consumada escritora, escultora e artista. Ela pintava bem tanto a óleo como a aquarela. A princesa deu o nome de "Regina" à capital dos Territórios Noroeste – um território canadense que foi dividido em dois estados, Alberta e Saskatchewan, em 1905. O distrito de Alberta, cuja capital é Edmonton, e o famoso lago Louise foram baptizados em sua honra. Durante a epidemia de escarlatina, a princesa auxiliou muitos doentes.

Em 14 de fevereiro de 1880, Louise feriu-se gravemente quando o trenó da vice-real virou nas ruas de Otava, Ontário, e, apesar de já recuperada, regressou a Inglaterra, deixando lorde Lorne responsável por todos os deveres de governador por mais dois anos.

Duquesa de Argyll[editar | editar código-fonte]

Em 4 de abril de 1900, o 8° Duque de Argyll, sogro da princesa Louise, morreu, e o marquês de Lorne tornou-se o 9° Duque de Argyll. Louise foi consequentemente intitulada Duquesa de Argyll.

Em 1914, o duque morreu de pneumonia. A princesa então passou, durante todo o período da Primeira Guerra Mundial, a visitar unidades da Armada Canadiana que vinham lutar em França. Em 3 de dezembro de 1939, nos princípios da Segunda Guerra Mundial, já aos 91 anos, a princesa Louise morreu no Palácio de Kensington. Como seu último desejo, seu corpo fora cremado no Mausoléu de Golders Green, ao norte de Londres, e suas cinzas foram depositadas no cemitério real de Frogmore.[9]

Os duques de Argyll não tiveram filhos. Acredita-se que a princesa era estéril devido aos problemas com meningite durante a adolescência. Em várias biografias, o duque é considerado homossexual. Ele preferia a companhia de homens à companhia da esposa. Também ambos estiveram separados durante longos períodos de tempo, por razões de temperamento.

Brasão de armas da Princesa Louise, Duquesa de Argyll.

Títulos[editar | editar código-fonte]

  • SAR A Princesa Louise do Reino Unido (1848-1871)
  • SAR A Princesa Louise, Marquesa de Lorne (1871-1900)
  • SAR A Princesa Louise, Duquesa de Argyll (1900-1939)

Referências

  1. Dennison, p. 73
  2. Dennison, p. 73
  3. Stocker, Mark. "Princess Louise, Duchess of Argyll"
  4. Dennison, p. 73
  5. citada por McDougall (Youth; 1846–1878)
  6. Chomet, pp. 20–21
  7. Dennison, p. 204
  8. Dennison, p. 204
  9. Luísa do Reino Unido (em inglês) no Find a Grave.
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.