Luc Plamondon

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Luc Plamondon
Informação geral
Nascimento 2 de março de 1942 (72 anos)
Origem Saint-Raymond, Quebec
País  Canadá

Luc Plamondon (Saint-Raymond, Quebec, 2 de março de 1942) é um letrista franco-canadense.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Luc Plamondon começou a estudar muito cedo nas artes. Ele aprendeu piano e iniciou seus estudos clássicos na Petit Séminaire de Québec[1] . Ele também se destacou na pintura, relutando entre o trabalho como pintor ou compositor. Escolheu a carreira de compositor depois de assistir a uma performance do musical americano Hair.

Seu primeiro sucesso, em 1970, é a canção Les Chemins d'été, com música de André Gagnon e interpretação de Steve Fiset. A partir de 1972, ele associa-se a três cantores de Québec: Emmanuëlle, Renée Claude e Diane Dufresne[1] . Compôs várias músicas para o primeiro, em seguida, um álbum completo para cada um dos outros dois. Na verdade, todas as canções do álbum Je reprends mon souffle de Renée Claude, e todas as canções do álbum Tiens-toé ben, j'arrive de Diane Dufresne são assinadas por Plamondon. Ele continuou a sua carreira como letrista, com Renée Claude, até 2006, e com Diane Dufresne até 1984.

A partir de 1972, além de suas colaborações com Emmanuëlle, Renée Claude e Diane Dufresne, ele se tornou o letrista de vários cantores de Quebec e da Europa, como Julie Zenatti, Julien Clerc, Nicole Croisille, Françoise Hardy, Johnny Hallyday, Riccardo Cocciante, Claude Dubois, Nicole Martin, Robert Charlebois, Pierre Bertrand, Fabienne Thibeault, Nanette Workman, Martine St-Clair, Diane Tell, Ginette Reno, Julie Arel, Donald Lautrec, Petula Clark, Murray Head, Catherine Lara, Garou, Monique Leyrac, Daniel Balavoine, Barbara, Bruno Pelletier e Marie Denise Pelletier.

Estrela de Luc Plamondon na Calçada da Fama do Canadá.

Em 1976, ele escreveu em colaboração com o compositor Michel Berger, a ópera rock Starmania. Em 1980, ele co-escreveu a música para a peça Lily Passion interpretada por Barbara.[1]

Em 1982, escreveu sua primeira canção para Celine Dion, intitulada Le piano fantôme, que está no álbum Tellement j'ai d'amour....

Em 1990, escreve a letra da opéra rock La Légende de Jimmy, com música de Berger, montada em Paris e sendo apresentada por cinco meses consecutivos e[1] , posteriormente, em 1991, no Canadá, em Montreal e Quebec, mas sem repetir o sucesso de Starmania.

Em 1991, escreveu as composições de Dion chante Plamondon, álbum no qual Celine Dion interpreta suas canções. Na França, o álbum trouxe duas faixas a mais e foi intitulado Des mots qui sonnent.

Em 1995, Guy Cloutier dedica-lhe o álbum duplo Les grandes chansons de Luc Plamondon - 25 ans de succès, 25 chansons.

Em 1998, com o cantor franco-italiano Riccardo Cocciante, Plamondon escreveu sua obra-prima, a ópera musical Notre-Dame de Paris, que estreou em setembro daquele ano, no Palais des congrès de Paris. O espetáculo foi um grande sucesso e foi apresentado em diversos países como Coreia do Sul, Bélgica, Suíça, Canadá, Rússia, Alemanha, Bielorrússia, Espanha, República Checa, Itália, Grã-Bretanha e Estados Unidos.

Homenagens[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e Plamondon, Luc - The Canadian Encyclopedia. thecanadianencyclopedia.com. Página visitada em 25 de setembro de 2010.
  2. Canada's Walk of Fame celebrating Inductee Luc Plamondonof. www.canadaswalkoffame.com. Página visitada em 25 de setembro de 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]