Luca Cordero di Montezemolo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Luca de Montezemolo
Fiat Luca cordero di Montezemolo.jpg
Nome completo Luca Cordero di Montezemolo
Nascimento 31 de Agosto de 1947 (66 anos)
Nacionalidade Itália Italiana
Ocupação presidente da Scuderia Ferrari S.p.A. e empresário industrial

Luca Cordero di Montezemolo (Bolonha, 31 de agosto de 1947) é um presidente da Ferrari S.p.A. e empresário industrial italiano.

Presidente da Ferrari (desde 1991) e da Maserati (desde 1997), presidente da FIAT (desde 2004), da Feira Internacional de Bolonha e da Luiss (Livre Universidade Internacional de Estudos Sociais de Roma) e conselheiro do periódico La Stampa de Turim, entre outros cargos.

Em 27 de maio de 2004 foi nomeado presidente da Confindustria, organização patronal italiana (semelhante à FIESP, por exemplo) cargo que exerceu até 20 de maio de 2008 .

O Financial Times apontou Montezemolo como um dos cinquenta melhores manager do mundo em 2004.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascido em Bolonha, Montezemolo estudou na Universidade La Sapienza de Roma e se formou em direito no ano de 1971. Enquanto completava os estudos, ele chegou a pilotar por algum tempo para a famosa Equipe particular Lancia de rali conhecida como HF Squadra Corse. Encerrada sua vida acadêmica, ele entrou para o conglomerado empresarial fabricante de automóveis, FIAT sediado em Turim, norte da Itália. Contudo, em 1973 a FIAT o transferiu para a Ferrari, aonde ele imediatamente se tornou assistente do fundador Enzo Ferrari, "o Comendador" e em 1974 se tornou chefe da equipe de Formula 1, a Scuderia Ferrari. Em 1975, Montezemolo foi promovido a diretor de todas as atividades esportivas da FIAT e, em 1977, se tornou diretor-senior da empresa italiana.

Nos anos 80, Luca de Montezemolo ocupou diferentes cargos na gigante de automóveis, como diretor da companhia de bebidas Cinzano e diretor da companhia de publicações Itedi. Em 1982, ele coordenou a participação do yacht Azzurra na America's Cup, campeonato de regatas, foi o primeiro yacht italiano a participar do evento. Em 1985, ele foi presidente do comitê organizador da Copa do Mundo de Futebol de 1990 na Itália.

Em novembro de 1991, o presidente da FIAT Gianni Agnelli nomeou Luca di Montezemolo. Após tomar posse, Montezemolo afirmou ter como principal objetivo conquistar mais uma vez a Formula 1. Rapidamente foram feitas várias mudanças na equipe italiana, contratando Niki Lauda - então aposentado - como consultor, além de promover Claudio Lombardi a diretor de equipe. Mas foi em 1996 que ele fez mudanças que entraram para história da Formula 1.

A Ferrari contratou o bicampeão do mundo Michael Schumacher por um salário astronômico - média $30 milhões por ano. Schumacher veio com os principais colaboradores de seu sucesso na Benneton, o diretor técnico Ross Brawn e o projetista Rory Byrne. Eles se juntaram ao diretor de equipe Jean Todt, e basicamente reconstruíram a Scuderia.

Montezemolo também acumulou a presidência da Maserati quando a Ferrari a comprou em 1997, até 2005.

Na gestão de Luca di Montezemolo, a Ferrari Formula 1 venceu Mundial de Pilotos em 2000, o título que não conquistava desde 1979. No ano anterior, 1999, haviam conquistado o título de construtores, que não ganhavam desde 1983.

Em 27 de Maio de 2004, Montezemolo presidente da Sindicato Patronal da Indústria Italiana Confindustria. Dias depois, após a morte de Umberto Agnelli em 28 de maio, ele foi eleito presidente da FIAT. Desde 20 de Dezembro de 2004, ele é também presidente da LUISS ("Libera Università Internazionale degli Studi Sociali Guido Carli", nome italiano para "Universidade Internacional de Ciencias Sociais Guido Carli"). Ele também é vice-presidente do Bologna Football Club, time que disputa a Série A do campeonato italiano de futebol.

Constantemente Montezemolo é cotado para assumir cargos políticos, mais recentemente foi o de primeiro-ministro, sempre, porém, nega os boatos.[1]


Referências

  1. Montezemolo says no to a political career. GrandPrix.com. Inside F1 (2007-06-01). Página visitada em 2008-11-13.