Lufe

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Luís Fernando
Lufe durante show.
Informação geral
Nome completo Luís Fernando
Também conhecido(a) como Lufe
Nascimento 2 de Dezembro de 1972 (41 anos)
Origem São Paulo, São Paulo
País  Brasil
Gênero(s) Gospel, rock cristão
Instrumento(s) Bateria
Modelos de instrumentos Sonotec, Aeroric, Krest, Hello Cases, Wireconex, Alebags, Urban Boards, Staff Drum[1]
Período em atividade 1992 - atualmente
Afiliação(ões) Oficina G3, Katsbarnea, Renascer Praise, Opus V
Página oficial Lufe.com.br

Luís Fernando, mais conhecido como Lufe[2] (São Paulo, 2 de dezembro de 1972)[3] é um baterista brasileiro, conhecido por atuar junto com a banda de rock cristão Oficina G3 por quatro anos.[4]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascido em São Paulo, Lufe viveu os primeiros oito anos de sua vida na capital paulista, sendo que nessa idade sua família se mudou para Iguape, cidade onde estudou música com Wilson Grimaldi. Voltando para São Paulo em 1992, conheceu Fuca, na época baterista do Katsbarnea, que o convidou para ser membro da banda. No Katsbarnea, Lufe gravou duas canções do disco Cristo ou Barrabás, e logo saiu do grupo a fim de estudar e aprimorar seus conhecimentos com a bateria.[3] Em 1993, conhece os músicos Déio e Duca Tambasco, e com eles funda a banda Anno Domini. Na mesma época, recebeu um convite para trabalhar com Rod Mayer, e depois atuou como baterista do grupo Renascer Praise, gravando cinco discos com a banda. Até 2000, também atuou como roadie, trabalhando com a banda Resgate e Oficina G3. Também esteve no Katsbarnea por um ano e meio.[3]

Em 2000, se tornou integrante da banda Patmos, lançando o álbum Aperte o Play, até que, com a saída de Walter Lopes do Oficina G3 foi convidado a participar do grupo, atuando como músico freelancer. Na Oficina G3, gravou dois discos, Humanos, lançado em 2002[3] e Além do que os Olhos Podem Ver, de 2005.[5] Por conta de problemas pessoais de Lufe, o Oficina G3 deixou de trabalhar com ele.

Além de estar em bandas cristãs, Lufe também trabalhou com Nelson Ned, Mara Maravilha, Rick Pantoja, Maurílio Santos, Jimena, PG, Renato Jaw, Adhemar de Campos, Abrahan Laboriel, Phil Driscoll, entre outros.[3]

Em 2008, lançou Drummed on Classics, seu primeiro trabalho solo. Na obra, o baterista uniu elementos do rock com a música erudita. O álbum, distribuído em DVD foi gravado ao vivo e teve a participação de Duca Tambasco e Téo Dornellas.[6]

Atualmente, Lufe é baterista da banda de metal progressivo Opus V.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Solo

Referências

  1. Endorses. Lufe. Página visitada em 2 de julho de 2012.
  2. Lucas Nunes, diretor da Corações Produções, volta a ministrar nas cidades do Brasil. Super Gospel. Página visitada em 2 de julho de 2012.
  3. a b c d e Biografia. Lufe. Página visitada em 2 de julho de 2012.
  4. Lufe, baterista do Oficina G3. Adorazione. Página visitada em 2 de julho de 2012.
  5. CD Além do que os olhos podem ver (Oficina G3) - Análise. Super Gospel. Página visitada em 2 de julho de 2012.
  6. Comprar - DVD Lufe - Lufe - Drummed on Classics. Gospel Goods. Página visitada em 2 de julho de 2012.
Accordrelativo20060224.png Este artigo sobre um(a) músico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.