Luigi's Mansion: Dark Moon

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Luigi's Mansion: Dark Moon
Luigi's Mansion 2
Desenvolvedora Next Level Games[1]
Publicadora(s) Nintendo
Diretor Bryce Holliday
Produtor Shigeru Miyamoto
Compositor(es) Chad York
Darren Radtke
Mike Peacock
Artista Neil Singh
Plataforma(s) Nintendo 3DS
Série Mario
Data(s) de lançamento
  • JP 20 de março de 2013
  • AN 24 de março de 2013
  • PAL 28 de março de 2013
Gênero(s) Ação-aventura
Modos de jogo Um jogador, multijogador
Mídia Nintendo 3DS Game Card, distribuição digital

Luigi's Mansion: Dark Moon, conhecido no Japão como Luigi Mansion 2 (ルイージマンション2, Ruīji Manshon Tsū?), e na Europa e na Austrália como Luigi's Mansion 2 é um jogo eletrônico de ação-aventura desenvolvido pela Next Level Games e publicado pela Nintendo para o Nintendo 3DS em 2013. Dark Moon é uma sequência direta de Luigi's Mansion, para o Nintendo GameCube. No jogo, o jogador controla novamente Luigi em cinco missões diversas de caça à fantasmas.

Jogabilidade[editar | editar código-fonte]

Luigi's Mansion: Dark Moon é um jogo de ação e aventura no qual o protagonista, Luigi, deve progredir por vários níveis em cada uma das mansões, em busca dos pedaços da Dark Moon, capturando fantasmas no meio-tempo. São cinco mansões ao todo, cada uma com uma temática diferente. As fases já completadas podem ser revisitadas para bater recordes ou para buscar segredos ainda não descobertos.

Luigi conta com seu fiel aspirador de fantasmas, o Poltergust 5000 (versão melhorada do Poltergust 3000), uma lanterna e um Nintendo DS alterado pelo Professor E. Gadd para mostrar o mapa das mansões e possibilitar sua comunicação com ele. O dispositivo é apelidado de Dual Scream. Agora, Luigi pode lançar flashes de luz com o acessório Strolbulb de sua lanterna para paralisar os fantasmas, possibilitando sua captura com o Poltergust. Outra nova mecânica é a adição da Dark Light, aparelho que permite que Luigi revele itens ocultos, além de rastros de certos fantasmas.

Conforme o jogador avança pelos níveis, ele coleta moedas (além de notas e barras de ouro), que podem ser agrupadas para adquirir aprimoramentos para a lanterna e o Poltergust 5000 de Luigi. São sete aprimoramentos ao todo.

Multijogador[editar | editar código-fonte]

O jogo ainda conta com um modo multiplayer local ou online chamado de ScareScraper, no qual até quatro jogadores podem conectar-se à Nintendo Network e participar de uma frenética caçada a fantasmas juntos. Os jogadores são enviados para uma enorme torre assombrada, com vinte e cinco andares. Lá, devem avançar pelos andares capturando cada um dos fantasmas (Hunt Mode), correndo contra o tempo em busca de plataformas que devem ser pisadas por todos os jogadores (Rush Mode) ou, por fim, perseguindo e capturando Polterpups, cães fantasmas que adoram fugir (Polterpup Mode). A cada cinco andares, os jogadores se depararão com um chefe, o que dificulta bastante o progresso. Apesar de simples, o modo aumenta ainda mais a longevidade do jogo.

Enredo[editar | editar código-fonte]

O enredo do jogo se passa doze anos após os eventos do primeiro jogo. Tudo está calmo em Evershade Valley. O Professor E. Gadd é agora um estudioso de fenômenos paranormais e conta agora com diversos fantasmas como seus ajudantes. Então subitamente a Dark Moon, lua que ilumina e mantém a ordem em Evershade Valley, se parte em seis pedaços que caem em diferentes pontos do vilarejo. Com o incidente, uma névoa púrpura toma conta do local e os fantasmas perdem o controle e passam a agir agressivamente. Preocupado com a situação e no melhor estilo Poltergeist, E. Gadd convoca Luigi para resolver seus problemas. Agora o encanador deve partir para as missões, capturando os fantasmas agressivos e coletando os pedaços da Dark Moon.

Recepção[editar | editar código-fonte]

Luigi's Mansion: Dark Moon vendeu 415,00 unidades na América do Norte em 18 de abril de 2013,[2] e 515,975 unidades no Japão em 14 de abril.[3]

Luigi's Mansion: Dark Moon foi recebido com críticas geralmente bem positivas, ganhando notas de 86.00% no GameRankings e 86/100 no Metacritic, respectivamente.[4] IGN deu ao jogo a nota 9.3 de 10.[5] GameSpot, no entanto, deu uma nota de 6.5 de 10, criticando a dificuldade e a falta de checkpoints.[6]

Referências

  1. Ronaghan, Neal (June 7, 2011). Next Level Games Developing Luigi's Mansion 2 Nintendo World Report.
  2. Chris Morris (17 de abril de 2013). Nintendo: Our digital sales are soaring (em Inglês) GamesIndustry. Página visitada em 20 de julho de 2013. Cópia arquivada em 19 de abril de 2013.
  3. Tom Ivan (18 de abril de 2013). Japanese chart: Luigi's Mansion 2 and 3DS hold firm (em Inglês) Computers and Videogames. Página visitada em 20 de julho de 2013. Cópia arquivada em 9 de maio de 2013.
  4. [1]
  5. Keza MacDonald (21 de março de 2013). Spooky, sprawling and lovably comedic. (em Inglês) IGN. Página visitada em 20 de julho de 2013. Cópia arquivada em 23 de abril de 2013.
  6. Carolyn Petit (21 de março de 2013). Luigi's Mansion: Dark Moon Review (em Inglês) GameSpot. Página visitada em 20 de julho de 2013. Cópia arquivada em 12 de maio de 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Página oficial (em inglês)

Ícone de esboço Este artigo sobre jogos eletrônicos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.