Luis Tristán

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Pentecostes, Museu de Belas Artes, Bucareste, Romênia.

Luis Tristán de Escamilla, também conhecido como Luis de Escamilla ou Luis Rodríguez Tristán (Toledo, 15851624), pintor espanhol do Maneirismo, pertencente ao chamado Século de Ouro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filho de comerciantes e artesãos toledanos, começou a trabalhar como ajudante de El Greco, cujo estilo imitou - chegando por vezes a ter obras suas atribuídas ao grande mestre, confundindo a crítica. Com o mestre ficou entre 1603 e 1606, mas logo viajou à Itália, onde esteve até 1613.

É considerado como o principal discípulo do pintor toledano Jorge Manuel Theotokópoulos, filho de El Greco. Entretanto, não estilizava tanto as figuras quanto seus mestres e usou dum maneirismo focado no naturalismo, nos pormenores e no tratamento do objeto, já passado de moda, e que derivava da influência de Caravaggio e dos ecos da Contra-Reforma. Trabalhou em sua cidade natal o resto da vida, possuindo estilo muito pessoal, com tons de rude gravidade, tons terrosos sobre toques brilhantes de intenso colorido luminoso, neste ponto superior ao mestre.

À parte alguns retratos de manifesto realismo (Ancião, O Calabrês, O Cardeal Sandoval, etc.) sua obra principal é de temática religiosa, onde apresenta figuras alongadas e distorcidas e composições como as do mestre, mas introduzindo elementos da vida cotidiana como contribuição do gosto naturalista que acaba por impor-se, as figuras impondo maior peso na composição. A mais importante de sua obras é o retábulo do Altar-Mór da Cadetral de la Mancha em Yepes (Toledo), concluído em 1616, com seis cenas da vida de Jesus e oito figuras de santos. na Guerra Civil Espanhola foram destruídas as esculturas de santos do retábulo, que se perderam, mas as telas rasgadas puderam ser reparadas no Museu do Prado, e foram devolvidas em 1942; neste museu podem ser contemplados suas pinturas Santa Mônica e Madalena. Outras obras suas são São Luís distribuindo esmolas (Museu do Louvre) e A ronda do pão e do ovo (Museu Santa Cruz, em Toledo).

Referências

  • Alfonso E. Pérez-Sánchez y Benito Navarrete Prieto, Luis Tristán 1585-1624 Ediciones del Umbral, 2001.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]