Luiz Antônio Marcuschi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Luiz Antonio Marcuschi é um linguista brasileiro. Atualmente é professor titular da Universidade Federal de Pernambuco, Brasil.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Marcuschi possui graduação em Philosophisches Seminar Departamento de Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1968) , doutorado em Letras pela Universitat Erlangen-Nurnberg (Friedrich-Alexander) (1976) e pós-doutorado pela Universitat Freiburg (Albert- Ludwigs) (1988).

Pesquisa Acadêmica[editar | editar código-fonte]

Marcuschi tem experiência na área de Lingüística , com ênfase em Teoria e Análise Lingüística. Atuando, principalmente, nos seguintes temas: Filosofia da Linguagem, Metodologia, Epistemologia, Lógica.

Obras Publicadas[editar | editar código-fonte]

  • Hipertexto e gêneros digitais: novas formas de construção de sentido / Luiz Antonio Marcuschi, Antonio Carlos Xavier, (orgs.). 3ª Ed. São Paulo: Cortez, 2010.
  • Produção textual, análise de gêneros e compreensão. São Paulo: Parábola Editorial, 2008.
  • Da Fala para a Escrita: Atividades de Retextualização. 1ª. ed. São Paulo: Editora Cortez, 2001.
  • Análise da Conversação. 5ª. ed. São Paulo: Ática, 1999. 96 p.; REDATORES, E. (Org.) . Lingua Portuguesa - Telecurso 2000 - 1 Grau -. Rio de Janeiro: GLOBO, 1995.
  • Quem é Quem Na Pesquisa Em Letras e Ligüística No Brasil. Recife: ANPOLL, 1992.
  • A Repetição Na Língua Falada: Formas e Funções. Recife: Mimeografada - PGLetras-UFPE, 1992.
  • Lingüística de Texto: O Que é e Como Se Faz. Recife: EDITORA DA UFPE, 1983.
  • Die Methode Des Beispiels - Die Sprachphilosophie Von L. Wittgenstein. ERLANGEN - RFA: PALM-EMKE VERLAG, 1976.
  • Linguagem e Classes Sociais. Porto Alegre: Movimento, 1975.

Referências[editar | editar código-fonte]

[1]