Luiz Carlos Molion

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Luiz Carlos Baldicero Molion é meteorologista brasileiro, professor e pesquisador da Universidade Federal de Alagoas (UFAL), nascido em Alagoas - Maceió, PhD em Meteorologia e pós-doutor em Hidrologia de Florestas. Conhecido como “o cientista que não se curva aos ambientalistas radicais” [1] é também representante dos países da América do Sul na Comissão de Climatologia da Organização Meteorológica Mundial (OMM)

É defensor da polêmica tese de que o homem e suas emissões na atmosfera são incapazes de causar um aquecimento global. [2] [3] [4]

Molion tem mais de 30 artigos publicados em revistas e livros estrangeiros e mais de 80 artigos em revistas nacionais e congressos, sendo a maioria absoluta publicada a partir do ano de 1995, em particular sobre impactos do desmatamento da Amazônia no clima, climatologia e hidrologia da Amazônia, causas e previsibilidade das secas do Nordeste, mudanças climáticas globais e regionais, camada de ozônio e fontes de energias renováveis.[5] Foi cientista-chefe nacional de dois experimentos com a NASA sobre a Amazônia. Aposentou-se do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE/MCT), onde atuou de 1970 à 1995 e foi diretor de Ciências Espaciais e Atmosféricas durante praticamente todo o período, como Pesquisador Titular III. Entre 1990 e 1992, foi presidente da Fundação para Estudos Avançados no Trópico Úmido (UNITROP), Governo do Estado do Amazonas, em Manaus, onde desenvolveu pesquisas sobre desenvolvimento sustentado, em particular o biodiesel, combustível renovável feito de óleos de palmáceas nativas.[2]


Formação Acadêmica[editar | editar código-fonte]

Possui graduação em Física pela Universidade de São Paulo (1969), PhD em Meteorologia, University of Wisconsin, Madison (1975), pós-doutorado em Hidrologia de Florestas, Institute of Hydrology, Wallingford, UK (1982) e foi fellow do Wissenschaftskolleg zu Berlin, Alemanha (1989-1990)[6] . É Pesquisador Sênior aposentado do INPE/MCT e é Professor Associado da Universidade Federal de Alagoas, foi professor palestrante convidado da Western Michigan University de 15 a 30 de janeiro de 2001[7] , e é professor de pós graduação da Universidade de Évora, Portugal. Tem experiência na área de Geociências, com ênfase em Dinâmica de Clima, atuando principalmente em variabilidade e mudanças climáticas, Nordeste do Brasil e Amazônia, e nas áreas correlatas energias renováveis, desenvolvimento regional e dessalinização de água. É membro do Grupo Gestor da Comissão de Climatologia, Organização Meteorológica Mundial (MG/CCl/WMO).[5]

Algumas publicações[editar | editar código-fonte]

  • j.j. Burgos, h. Fuenzalida Ponce, l.c. Molion. 1991. "Climate Change, Vol. 18, pp. 223- 239, 1991
  • eneas Salati, jose Marques, luiz carlos Molion. 1978. "Origem e distribuição das chuvas na Amazónia," Interciencia 3:200-206
  • Santos, e. b. ; l. c. b. Molion . "Um Índice Climático Obtido da TSM do Oceano Pacífico e a Variabilidade da Precipitação em Alagoas". Ambientale, v. 2, p. 47-66, 2010.
  • Cardoso, c. s. ; l. c. b. Molion ; Siqueira, a. h. b. ; Cardoso, m. s. ; Gomes Neto, i.l. . "Precipitação no Sahel e a Oscilação Decadal do Pacífico". Ambientale, v. 2, p. 67-80, 2010.
  • Siqueira, a. h. b. ; Santos, n. a. ; Cardoso, c. s. ; Santos, w. r. t. ; l. c. b. Molion . "Eventos Extremos de Precipitação de Maio de 2006 sobre Alagoas: Uma Análise se suas Causas e seus Impactos". Ambientale, v. 2, p. 59-66, 2010.
  • l. c. b. Molion . "Aquecimento Global: Uma Visão Crítica". Revista Brasileira de Climatologia, v. 3/4, p. 7-24, 2008.
  • l. c. b. Molion . "Perspectivas Climáticas Para Os Próximos 20 Anos". Revista Brasileira de Climatologia, v. 3/4, p. 117-128, 2008.


Referências

  1. Redação O Cone Sul (31 de dezembro de 2011). "A verdade Nua e Crua” Rondônia terá clima de 1940, diz o Cientista". Visitado em 03 de outubro de 2012.
  2. a b Carlos Madeiro (11 de Dezembro de 2009). "Não existe aquecimento global", diz representante da OMM na América do Sul. Visitado em 7 de Junho de 2012.
  3. Carolina Oms (8 de Dezembro de 2009). Reduzir CO2 não impede aquecimento, diz meteorologista. Visitado em 7 de Junho de 2012.
  4. Perfil.com (8 de julio de 2007). Científico brasileño prevé una nueva Era Glacial. Visitado em 21 de noviembre de 2011.
  5. a b Luiz Carlos Molion (Última atualização do currículo em 11/05/2011). "Currículo do Professor Luiz Carlos Molion na Plataforma Lattes". Visitado em 04 de outubro de 2012.
  6. "Wissenschaftskolleg zu Berlin: Former Fellows alphabetically". Visitado em 4 de Novembro de 2012.
  7. "Brazilian scholar explores meteorological topics" (12 de Janeiro de 2001). Visitado em 4 de novembro de 2012.
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.